Informe aqui

Vem chegando o verão e o Black Friday dá a largada

O Black Friday já é considerado a data mais importante para o comércio eletrônico e os números para essa edição são ainda mais animadores.

Começa o mês de novembro e nos despedimos do inverno e da temporada mais fria do nosso país tropical, visando a melhor época do ano, o verão! Junto com o calor conhecido e reconhecido mundo afora, esse mês teremos outro acontecimento especial: o Blackfriday, que na sua nona edição no Brasil, já se destaca como uma das épocas de destaque para o comércio.

Segundo dados da Ebit|Nielsen, o comércio eletrônico deve faturar R$ 2,43 bilhões durante o Black Friday neste ano, alta de 15% em relação a 2017. O número de pedidos deve registrar expansão de 6,4%, de 3,76 milhões para 4 milhões. O tíquete médio deverá ser de R$ 607,50, alta de 8%. A empresa aponta que 88,6% dos e-consumidores têm intenção de comprar na ocasião – alta de cerca de oito pontos percentuais em relação à pesquisa de expectativa de consumo realizada no ano passado.

Previsto para a sexta-feira 23 de novembro, tanto os consumidores quanto os vendedores já começam a se preparar para mais uma edição deste evento de super-ofertas. Desta vez, teremos como protagonista dessa data os Marketplaces, como o Mercado Livre, Submarino, Amazon, entre outros.

Mas, por que um Marketplace é tão importante para médios e pequenos vendedores?

“Um marketplace é fundamental para pequenos e médios vendedores, já que não precisam se preocupar com investimentos e publicidade para sua loja, uma vez que o próprio marketplace providencia os visitantes. Podemos pensar como se fosse uma loja em um shopping: os visitantes já estão caminhando por ali, sem que os donos das lojas tenham feito absolutamente nada para que isso aconteça, mas deve-se levar em conta que existem outros locais que podem ganhar as vendas. Há maior grau de competição, mas se requer baixíssimo investimento e se tem melhor resultado. No mundo online é muito diferente a competição dentro de um marketplace do que tendo um site e-commerce próprio”, comenta Javier Goilenberg – CEO e Cofundador da Real Trends- plataforma líder em ferramentas de análise e gestão para vendedores do Mercado Livre.

Seguindo o exemplo do shopping, Goilenberg esclarece: “é como quando o shopping funciona 24 horas em datas especiais para aumentar as vendas: é feita uma grande publicidade e durante esses dias os shoppings recebem uma alta quantidade de clientes e, por fim, acaba concretizando um maior volume de vendas, grande parte impulsionadas pelas promoções e descontos vigentes durante a ação. Se o vendedor toma as decisões adequadas antes, durante e depois da ação, pode ter uma grande diferença no seu faturamento”.

No ano passado, Marketplaces como o Mercado Livre venderam três vezes mais em relação à mesma época do ano de 2016, e o que se espera para esse ano é ainda mais animador, analisando os dados do Google Trends para a palavra-chave “Black Friday”, nota-se um aumento de 27% de buscas entre 2015 e 2017.

Para curtir e se dar bem na Black Friday, o importante é se preparar com antecedência.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.