Informe aqui

Susan Cain, Ed Catmull e Caleb Harper abrem 2º dia da HSM Expo 2018

Susan Cain, autora do best-seller “O poder dos quietos: como os tímidos e introvertidos podem mudar um mundo que não para de falar” deu início às atividades do segundo dia da HSM Expo 2018, evento que acontece até o dia 7 de novembro em São Paulo.
Em sua palestra, a autora explicou que a grande diferença entre pessoas introvertidas e extrovertidas é a reação de seus organismos a estímulos externos. O extrovertido tende a se sentir melhor em ambientes dinâmicos; já o introvertido, funciona melhor quando está em um ambiente quieto. “Se você quer que as pessoas deem o melhor no trabalho, por exemplo, precisa projetar um ambiente no qual elas tenham o nível certo de estímulo que precisam para produzir bem. Não há fórmula mágica”, diz.
Susan pontuou também que existe uma desconexão entre o entusiasmo que introvertidos sentem e a forma como mostram isso. “A versão de comemoração dos introvertidos é reduzida. As pessoas precisam entender isso em relação a sua equipe de trabalho, principalmente se estão lidando com líderes introvertidos, que muitas vezes não reagem a bons resultados de forma expansiva. É algo que pode evitar muitos desentendimentos no ambiente corporativo”, pontua.
Em seguida, Ed Catmull, co-fundador da Pixar Animation Studios, presidente da Pixar, Walt Disney Animation Studios e do Disneytoon Studios, foi responsável pelo painel “Criatividade S.A: superando as forças invisíveis no caminho da verdadeira inspiração”. Catmull chamou atenção para o que acredita ser a melhor maneira de desenvolver criatividade nas organizações: “A pergunta não é ‘como ser mais criativo’, pois você já tem pessoas criativas nas empresas. O questionamento deve ser: ‘como liberar as forças externas que bloqueiam a criatividade?’ ”.
O executivo apresentou ao público uma metodologia utilizada na Pixar: braintrust. “É algo que surgiu em Toy Story e que continua até hoje”, conta. Trata-se de um grupo de pessoas que se reúne para discutir ideias sobre cada versão de filme finalizada. As reuniões são baseadas em quatro princípios: pares falando com pares; criação de um ambiente seguro; ouvir e dar comentários honestos e participação de líderes dispostos a observar todo o processo e entender se a sala está sendo produtiva.
Catmull defendeu, ainda, que a fragilidade de novas ideias é algo fundamental para desenvolver a criatividade. “Temos que confiar que todas as pessoas têm algo para acrescentar. Quando permitimos que isso aconteça, somos levados a lugares que não conseguimos imaginar”. O executivo acrescentou: “Você não pode tentar fazer as coisas perfeitas. Você deve tentar e, se não funcionar, corrigir. Não peça por permissão”, induz.
Agrobusiness
A última sessão do período da manhã ficou por conta de Caleb Harper, pesquisador-chefe e diretor da Open Agriculture Initiative (OpenAG), do Media Lab do MIT. Harper é responsável pela criação do Food Computer, ambiente controlado de tecnologia agrícola.
Segundo Harper, entre as funções mais importantes do computador alimentar está a projeção do clima para forçar as plantas a produzirem mais e melhor. Através de “receitas” que envolvem níveis de oxigênio, umidade e dióxido de carbono, por exemplo, o pesquisador faz o que chama de agricultura digital, com uma análise de cerca de 3 mil dados por planta. “A pergunta que fazemos é: como o geneticista pode adaptar uma planta para ela ser produzida em outras condições climáticas? A partir desse questionamento, acredito que no futuro, ao invés de ver lugares bons ou ruins para agricultura, trabalharemos com catálogos climáticos.”, comenta.
O processo do computador alimentar é realizado, basicamente, em três etapas: transformação do físico em digital; entendimento de como o digital funciona e, por último, o recode, que se trata da implementação de uma nova tecnologia no mundo todo.
Atualmente, são milhares de pessoas trabalhando a partir do Food Computer, uma vez que o código de todo o trabalho feito pelo MIT Media Lab é aberto. “Há crianças de 12 anos testando tudo isso. Esse é o poder do que estamos criando”, ressalta Caleb, que trabalha para que os jovens das próximas gerações sejam fazendeiros digitais capazes de plantar ‘’coisas incríveis”. “Estamos desbloqueando o potencial humano e utilizando ele para coisas que realmente importam”, completa.
Serviço: HSM Expo 2018
Quando: 5, 6 e 7 de novembro
Horário: Das 8h às 19h30
Local: Transamérica Expo Center em São Paulo – Avenida Doutor Mário Vilas Boas Rodrigues, 387 – Santo Amaro
Sobre a HSM
Empresa de experiências educacionais transformadoras e conteúdo de excelência em gestão, organizada como uma plataforma que potencializa a conexão de pessoas e organizações.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.