Informe aqui

Living Lab Florianópolis busca soluções inovadoras para melhorar qualidade de vida dos cidadãos

O Living Lab Florianópolis busca soluções tecnológicas inovadoras que ajudem a melhorar a qualidade de vida dos cidadãos e experiência dos visitantes. Os participantes selecionados poderão implantar as suas soluções em um ambiente real com o objetivo de testá-las e validá-las com os potenciais clientes.

O projeto é uma iniciativa da Rede de Inovação de Florianópolis e executado pela Associação Catarinense de Tecnologia (ACATE), com apoio da Prefeitura Municipal de Florianópolis (PMF) e Associação Comercial e Industrial de Florianópolis (ACIF), o qual foi desenvolvido com o objetivo de promover a cultura de inovação entre os cidadãos, aproximá-los de novas tecnologias e, com isso, estimular o empreendedorismo e desenvolvimento tecnológico voltados à solução de problemas urbanos, gerando benefícios mútuos para a sociedade.

Quem pode propor projetos ao Living Lab Florianópolis?
Empresas, universidades, instituições de Ciência e Tecnologia, ou órgãos da administração pública, nacionais ou internacionais, podem propor projetos ao nosso Living Lab. Esses projetos devem considerar soluções no estágio de produto já desenvolvido ou protótipo funcional, e os proponentes devem possuir capacidade de produzir e oferecer uma produção piloto da solução para ser testada durante um período de seis meses.

As inscrições ocorrem estão abertas até o dia 20 de novembro. Para saber mais informações sobre o processo seletivo, confira o edital e se inscreva através do formulário no endereço https://goo.gl/TyixND.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.