Informe aqui

MTel monitora redes de comunicação em âmbito nacional com o PRTG Network Monitor

A MTel Tecnologia é referência no desenvolvimento de projetos diferenciados de transmissão de dados via radiofrequência. A rede da MTel é hoje um dos maiores casos de sucesso do Brasil no segmento com tecnologia WiMax. Com aproximadamente 170 colaboradores, sendo a maioria de perfil técnico, a empresa possui certificação e capacidade para implementação de projetos de alta complexidade e grande cobertura geográfica. Para tanto, dispõe de um NOC com especialistas que atendem os clientes por meio de serviço de suporte técnico on-site e remoto.
Nesse contexto, a MTel tem uma necessidade muito específica de monitorar o backbone de radiofrequência da tecnologia WiMax distribuído por todo o território brasileiro. É preciso medir parâmetros como latência, perda de pacotes, disponibilidade, a relação sinal/ruído (SNR/dBm), o nível de modulação, entre outros itens.
Para ter toda esta estrutura sob controle, a companhia utiliza o PRTG Network Monitor, solução de monitoramento da Paessler AG. Com o software, o time da MTel criou diversos dashboards para auxiliar no monitoramento em tempo real da rede. O recurso de notificações do PRTG foi acionado para avisar via e-mail em caso de algum evento anômalo, facilitando assim a rápida identificação de falhas e, por consequência, reduzindo o downtime da rede.
“Antes de adotar o PRTG utilizávamos o SNMPC, porém o software era de difícil configuração e apresentava poucas funcionalidades. Além disso, não se adaptava às necessidades do nosso negócio”, comenta Fernanda Barbosa, Diretora de Operações da Mtel. A decisão de mudar para o PRTG levou em conta diversos fatores, principalmente a facilidade de instalação e configuração. “Com o PRTG conseguimos em poucas etapas ter a infraestrutura completamente monitorada e sermos alertados caso ocorra algum problema”, explica.
“São muitos os casos de clientes que substituem o software de monitoramento de um competidor pelo PRTG, por ser uma ferramenta ‘tudo-em-um’, capaz de monitorar todos os sistemas, dispositivos e aplicativos de uma infraestutura de TI, sem a necessidade de downloads adicionais”, afirma David Montoya, gerente de canais da Paessler AG para a América Latina. “Além de facilitar o dia a dia dos administradores de TI pelas suas características técnicas, o PRTG apresenta ainda uma importante vantagem financeira frente aos seus concorrentes”, afirma Montoya.

Ambiente MTel Tecnologia
Atualmente o PRTG está instalado em dois servidores PowerEdge, empregados como “Core PRTG”, além de três probes remotas para distribuição dos mais de 10 mil sensores configurados. Dentro da unidade de negócios da MTel voltada exclusivamente para telecomunicações, denominada BWA – um acrônimo para Broadband Wireless Access – o PRTG monitora o backbone de links de alta frequência, presentes em mais de 70 municípios ao longo de todo o território brasileiro. Além disso, a solução é utilizada para monitorar diversos tipos de equipamentos: 74 roteadores Cisco Serie 3900, 233 switches (maioria Cisco Serie 4000), 12 servidores, 152 no-breaks e 1.183 antenas de rádio frequência.
Com relação aos equipamentos de alta frequência, a MTel utiliza o sensor Mib importer da Paessler para configurar todos os OIDs do fabricante e assim gerenciar parâmetros específicos como frequência utilizada, relação sinal / ruído (SNR / dBM) e nível de modulação. Já os demais equipamentos da rede utilizam diferentes sensores: SNMP, PING, POWERSHELL, HTTP, EXE/SCRIPT.

Manager Service Provider
Além da unidade de negócio BWA, a MTel atua como MSP (Manager Service Provider), ofertando o serviço de monitoramento da infraestrutura de TI usando o software PRTG. Desta forma, a solução da Paessler é empregada também no acompanhamento de servidores, switches, firewall, access point, roteadores e outras tecnologias dos clientes da MTel.
“O PRTG é uma ferramenta bastante intuitiva que nos ajuda de maneira objetiva e clara a identificar falhas na rede antes imperceptíveis. Como resultado dessa visibilidade, conseguimos reduzir o prazo de resolução de problemas, garantindo que o tempo de atendimento dos nossos clientes esteja dentro do SLA acordado, e ainda diminuímos custos com a operação”, ressalta Rafael Batista, Supervisor de Operações da Mtel.
Outra vantagem apontada pela MTel em relação ao PRTG está na possibilidade de otimizações diretamente no software. Por exemplo, para cada alarme gerado pelo monitoramento, existia a necessidade de abrir um ticket na ferramenta de gestão. Foi aplicado então o recurso de notificação do PRTG para executar um script feito em POWERSHELL, o qual é acionado através de notificação configurada em cada sensor. O script então se encarrega de coletar as informações do sensor alarmado e registrar a informação na ferramenta de gestão de tickets, sem que seja preciso intervenção manual.
“Essa automação de processos trouxe ganho substancial de tempo e a garantia de que todos os eventos pré-determinados sejam registrados automaticamente”, diz Batista.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.