book_icon

Solução mensura a probabilidade de uma organização sofrer ataques cibernéticos no futuro

São Paulo, 12 de maio de 2017 – A FICO (NYSE:FICO), empresa provedora de soluções analíticas para a tomada de decisões, anuncia sua solução FICO® Enterprise Security Score (ESS), que quantifica e avalia, de forma preditiva, a vulnerabilidade das empresas aos ataques cibernéticos nos próximos 12 meses. Levando em consideração os ativos de rede e dados de diversas fontes externas, aos quais são aplicados algoritmos preditivos avançados para, em seguida, condensar os resultados obtidos em uma métrica de fácil interpretação, a solução quantifica a exposição ao risco de ciberataques de uma forma direta e eficaz.

A solução, oferecida como um serviço na nuvem, é apoiada por uma plataforma altamente escalável que avalia a segurança de qualquer rede, representada por um score preditivo que dimensiona o risco de futuros ataques, sem a necessidade de instalação de nenhum software ou hardware. O FICO Enterprise Security Score pode ser usado por uma organização para medir seu grau de segurança cibernética e os riscos oferecidos por canais estabelecidos com seus parceiros. A pontuação é gerada empiricamente, com base em técnicas analíticas patenteadas, que trazem consigo mais de 60 anos de experiência da FICO.

As análises são baseadas em informações de instituições que foram vítimas de ataques cibernéticos, combinadas com dezenas de fontes internas ou externas de dados, (públicas e privadas, como por exemplo, listas de ameaças geradas por empresas especializadas em segurança cibernética), para entregar com precisão uma visão de longo prazo em relação à exposição a uma eventual violação de dados.

O produto está disponível em duas modalidades: o FICO® ESS Portrait, projetado para ajudar executivos e gestores de Segurança da Informação a entender em detalhe a exposição da organização aos riscos cibernéticos e avaliar as práticas de gestão de redes para uma rápida tomada de decisão, e o FICO® ESS Profile, que permite monitorar a segurança de dados da empresa junto a parceiros em toda a cadeia de valor, de modo a avaliar os riscos externos que estão além do controle direto da organização.

“A quantificação da vulnerabilidade é o primeiro passo na luta eficaz contra crimes cibernéticos. Com análises quantitativas e empiricamente derivadas, o ESS conduz à mensuração do risco digital de forma objetiva e transparente. Este score de risco corporativo dá às empresas a condição de avaliar sua postura em relação aos seus riscos cibernéticos, para que possa suprir as lacunas de suas defesas. Conseguimos avaliar, com precisão, o risco de um ciberataque à própria organização, bem como a qualquer empresa com a qual o cliente já faça ou deseje fazer negócios“, explica Fábio Cegali, especialista em prevenção a fraudes da FICO para América Latina e Caribe.

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento