Gestão

Empresas vão adotar o trabalho híbrido em 2021

Pesqiosa entre C´Levels aponta para flexibilização de modelo de trabalho

O trabalho híbrido é a modalidade que mais atende às necessidades do mercado e deve ser adotada pela maior parte das empresas no próximo ano, segundo os principais C’Levels do mundo. Pesquisa realizada entre os principais líderes do mercado corporativo apontou que 85% dos entrevistados pretendem implantar em suas empresas um misto de home office e trabalho presencial em 2021.

De acordo com dados da pesquisa, o home office foi adotado por 96% das empresas para ajudar a minimizar os impactos da pandemia e deve continuar em partes em quase todas elas. Além da mudança do modelo de trabalho os líderes entrevistados também apontaram campanhas internas e corte de gastos como ações durante este período.

Realizada pela startup Open Mind Brazil, a Barômetro Open Mind entrevistou 200 dirigentes de empresas no mundo durante a última semana  

A pesquisa ainda aponta que 50% dos líderes disseram que suas empresas não tiveram a produtividade impactada com as medidas tomadas para conter a pandemia e 35% afirmaram que, na verdade, viram uma melhora no desempenho da empresa.

Realizada pela startup Open Mind Brazil, a Barômetro Open Mind entrevistou 200 dirigentes de empresas no mundo durante a última semana.

“Mais do que um grupo de networking, proporcionamos debates e levantamos temas relevantes entre grandes representantes do mercado. A Barômetro é um projeto que promete direcionar discussões importantes e fornecer informações valiosas para a sociedade”, diz Lúcio o CEO da Open Mind Brazil.

A Open Mind Brazil reúne CEO’s e diretores de empresas brasileiras e estrangeiras. A startup de relacionamento, criada durante a pandemia, reúne mais de 200 grandes nomes do mercado de empresas que juntas faturam mais de R$150 bilhões de reais por ano e geram 700 mil empregos.

“A pandemia ampliou o significado de networking. Mais que uma forma de diminuirmos a sensação de isolamento, é também uma ferramenta de benchmark, uma maneira de manter essa troca contínua de experiências e aprender com a trajetória de vida de outras pessoas”, ressalta Lúcio Jr. CEO do Open Mind Brazil.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos