Tecnologia

Digisystem implementa sistema de gestão em hospital de campanha

A companhia realizou toda a implementação e sustentação da solução de gestão hospitalar Tasy na terceira unidade temporária da capital para pacientes com coronavírus

A Digisystem, companhia brasileira fornecedora de soluções para os negócios baseadas em tecnologias avançadas que ajudam as empresas a passarem pela jornada da Transformação Digital, acaba de anunciar a implantação do sistema de gestão do novo hospital de campanha montado no Complexo Esportivo do Ibirapuera. A companhia realizou toda a implementação da solução Tasy da Philips, e também fornecerá o serviço de sustentação pelos próximos seis meses, hospedando os servidores no datacenter da IBM.

O hospital de campanha do Complexo Esportivo do Ibirapuera foi entregue na última quarta-feira (29) pelo Governo do Estado de São Paulo e começou a funcionar em 1º de maio para atendimento exclusivo a casos menos graves de Covid-19.

O modelo de gestão implementado no projeto é totalmente inovador e cria um marco de referência no uso de tecnologia neste momento difícil que enfrentamos  

O projeto da Digisystem foi realizado em parceria com o Seconci-SP – Serviço Social da Construção Civil do Estado de São Paulo, responsável pela administração do hospital. De acordo com Mendel Sanger, Diretor Executivo da Digisystem, a iniciativa foi desenhada para ser implementada em apenas dez dias com toda a infraestrutura de dados em nuvem. “Temos uma longa parceria com o Seconci-SP. Ao sermos convidados para participar deste importante movimento, por sua grande abrangência social, viabilizamos o projeto sem a preocupação com o retorno financeiro do mesmo”, ressalta.

Segundo o Gerente Técnico do Seconci-SP, Luiz Sergio da Silva, “o modelo de gestão implementado no projeto é totalmente inovador e cria um marco de referência no uso de tecnologia neste momento difícil que enfrentamos”.

O hospital de campanha do Complexo Esportivo do Ibirapuera oferece atendimento de forma referenciada em uma estrutura de 240 leitos clínicos de baixa complexidade e 28 leitos de estabilização para pacientes críticos, além de sala de descompressão, consultórios médicos e tomografia. Por meio de uma equipe altamente qualificada composta por mais de 800 colaboradores, entre médicos, enfermeiros e demais profissionais de uma equipe multidisciplinar, a terceira unidade temporária da capital para pacientes de Covid-19 possui recursos tecnológicos de ponta para garantir o atendimento com qualidade e humanização.

 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos