book_icon

Estudo da ISG analisa o ecossistema de parceiros do Google Cloud no Brasil

Muitas empresas brasileiras ainda são relativamente novas no Google Cloud, dificultando o uso de todos os recursos da plataforma, o que torna os parceiros de serviços essenciais

Estudo da ISG analisa o ecossistema de parceiros do Google Cloud no Brasil

As empresas no Brasil continuam a aumentar o uso de Nuvens públicas, incluindo o Google Cloud Platform (GCP), de acordo com um novo relatório de pesquisa publicado nesta quarta-feira (27/7) pelo Information Services Group (ISG), empresa global em pesquisa e consultoria em tecnologia. O relatório 2022 ISG Provider Lens Google Cloud Partner Ecosystem para o Brasil constata que, embora os investimentos em Nuvem ainda sejam menores no Brasil do que no mercado global, milhares de empresas brasileiras agora têm operações apoiadas pelo Google. Essas organizações estão distribuídas em todos os setores e tamanhos de empresas, diz o ISG.

O relatório examina todos os tipos de parceiros do Google que operam no Brasil, incluindo integradores de sistemas globais, provedores de serviços, fornecedores independentes de software, especialistas em IA e empresas de consultoria

“As empresas brasileiras agora reconhecem que uma estrutura de Nuvem pode ajudar a torná-las resilientes à medida que o mercado continua a mudar”, disse Bernie Hoecker, sócio da ISG Enterprise Cloud. “Muitas empresas consideram o Google um parceiro fundamental para a tomada de decisões com base em insights de negócios avançados”, comentou.

Muitas empresas brasileiras ainda são relativamente novas no GCP, dificultando o uso de todos os recursos da plataforma, diz o relatório. Isso torna os parceiros provedores de serviços do Google essenciais, e o ecossistema brasileiro do Google está começando a atingir uma massa crítica. “Agora existem parceiros do Google no Brasil para todos os tipos de estratégias de Nuvem, incluindo migrações de elevação e mudança e projetos de modernização total”, disse Jan Erik Aase, parceiro e líder global da ISG Provider Lens Research.

Embora todas as três principais plataformas de Nuvem de hiperescala estejam disponíveis no Brasil, as empresas as escolhem por diferentes motivos, diz o ISG. Eles geralmente recorrem ao GCP devido à experiência em análise de dados do Google, à sustentabilidade e à afinidade com arquiteturas nativas da Nuvem.

Os recursos de análise do GCP ajudam as empresas a tomar decisões mais rápidas e informadas com base em dados proprietários, diz o relatório. Os compromissos verdes do Google, incluindo seu plano de operações sem carbono até 2030, se encaixam no foco crescente das empresas em minimizar seu impacto ambiental. A arquitetura escalável e combinável da plataforma a torna ideal para abordagens nativas da nuvem, como aplicativos em contêiner orquestrados por meio do Kubernetes.

O relatório examina todos os tipos de parceiros do Google que operam no Brasil, incluindo integradores de sistemas globais, provedores de serviços, fornecedores independentes de software, especialistas em IA e empresas de consultoria.

O relatório 2022 ISG Provider Lens Google Cloud Partner Ecosystem para o Brasil avalia os recursos de 22 provedores de serviços em cinco quadrantes: Serviços de Implementação e Integração, Análise de Dados e Aprendizado de Máquina, Serviços Gerenciados, SAP Workloads e Google Workspace Services.

O relatório nomeia a Accenture como líder em todos os cinco quadrantes. Ele nomeia Deloitte, Engineering Brasil, IPNET Growth Partner e SantoDigital como líderes em três quadrantes cada. A Tivit é apontada como líder em dois quadrantes, e Capgemini, Gentrop, Sauter, V8 Consulting e Wipro são apontadas como líderes em um quadrante cada. Além disso, SantoDigital e Sauter são nomeadas como Rising Stars – empresas com “portfólio promissor” e “alto potencial futuro” pela definição do ISG – em um quadrante cada.

Serviço
www.isg-one.com

GCP

Google Cloud

integrador

ISG

ISV

Nuvem

parceiro

provedor

serviço

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.