book_icon

Softplan anuncia aquisição da startup Collabo

A Collabo passa a integrar o portfólio de soluções da companhia, que pretende chegar este ano a R$582 milhões de faturamento

Softplan anuncia aquisição da startup Collabo

A Softplan, desenvolvedoras de software do País, realizou neste mês de julho a aquisição da startup catarinense Collabo, que possui uma solução para fazer gestão do conhecimento na cadeia de suprimentos, utilizando uma plataforma de Social Supply Chain que digitaliza a experiência de catálogos técnicos e comerciais, permitindo a colaboração entre indústrias e seus públicos-alvo.

Com sede na cidade de Joinville, a Collabo começou suas atividades no ano de 2015 e atua em diversos segmentos, como construção civil, industrial, automotivo, químico, entre outros. Atualmente, são mais de 130 mil pessoas conectadas a essa comunidade, incluindo especificadores técnicos, revendedores/distribuidores, aplicadores, compradores e clientes finais. Dentre os clientes da empresa estão a Tupy, Buschle & Lepper, Grupo Linear, Famac Motobombas e a regional Daher Aço.

Com sede na cidade de Joinville, a Collabo começou suas atividades no ano de 2015 e atua em diversos segmentos, como construção civil, industrial, automotivo, químico, entre outros  

Para Celso Valentim, CEO da Collabo, o que motivou este movimento foi, principalmente, a expertise da Softplan no segmento da construção. “Estar ao lado de uma das maiores empresas de tecnologia do Brasil e líder no segmento da construção foi primordial para darmos este passo. Além disso, as visões de curto e longo prazo de ambas as empresas convergem e isso nos dá ainda mais segurança de que estamos indo para o caminho certo em sinergia”, ressalta Celso, que continua à frente do negócio junto dos sócios Luiz Gripp, atual COO, e Thomas Ewald, atual CTO.

De acordo com Ionan Fernandes, diretor Executivo da Softplan, o objetivo da aquisição da Collabo é evoluir o portfólio de negócios SaaS da empresa e atuar em todas as frentes na área da construção. “Com a chegada dessa startup, ampliamos o ecossistema de soluções que podem se conectar ao Sienge e nos tornamos pioneiros ao integrar de ponta a ponta toda a cadeia de produtividade do setor”, destaca Fernandes.

Essa aquisição dá continuidade ao plano da Softplan de crescimento inorgânico e amplia ainda mais sua atuação no mercado privado. Considerando apenas o portfólio de soluções SaaS para este mercado, o grupo atingiu R$105 milhões de faturamento nesse primeiro semestre, o que representa 87% a mais em comparação com o mesmo período do ano anterior. Todos os negócios SaaS da companhia estão crescendo organicamente acima de 30% e a expectativa é fechar esse ano com R$226 milhões de faturamento vindos do setor privado.

“Nossos resultados no mercado privado estão em linha com a nossa estratégia de crescimento. O mais importante é o que está por trás destes números, pois, neste ano, estamos conseguindo avançar no desenvolvimento e evolução dos nossos produtos, realizar novas aquisições e aumentar a sinergia e criação de valor entre todas as empresas até então adquiridas pelo grupo”, finaliza Ionan.

Esta é a quarta aquisição da Softplan em menos de dois anos. Atualmente, o grupo possui mais de 2.400 colaboradores e mais de 8 mil clientes, além de estar presente em todo território nacional e na Colômbia. A empresa obteve em 2021 um faturamento total de R$428 milhões e a previsão é fechar este ano com R$582 milhões, incluindo todos os negócios no setor público e setor privado.

Celso Valentim

Collabo

Ionan Fernandes

Luiz Gripp

mercado privado

SaaS

Social Supply Chain

Softplan

Thomas Ewald

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.