book_icon

Algar Telecom alcança meta de matriz energética 100% renovável

Algar Telecom alcança meta de matriz energética 100% renovável

A Algar Telecom, empresa de telecomunicações e TI do Grupo Algar, alcançou a meta de ter 100% da sua matriz energética renovável. No decorrer de 2021, a companhia aumentou seu percentual de consumo de energia renovável, reforçando o compromisso com a agenda climática e iniciando a descarbonização efetiva das operações. A conquista é reflexo do investimento da companhia em usinas fotovoltaicas próprias, além da aquisição de fontes incentivadas do Mercado Livre e de certificados de energia renovável.

“A energia elétrica de qualidade é insumo essencial e insubstituível para garantir a estabilidade e segurança das nossas operações. Devido a sua relevância e potencial impacto ambiental, norteamos a gestão da energia em duas frentes de atuação: transição da matriz elétrica para fontes renováveis e eficiência energética, ambas com foco na redução de emissões de CO2. Com essa estratégia, conseguimos garantir que 100% do nosso consumo de energia seja renovável, o que é um marco significativo na jornada ESG da companhia e um reforço do nosso compromisso com o desenvolvimento sustentável”, comenta Luís Lima, vice-presidente de Tecnologia e Evolução Digital da Algar Telecom.

Ao longo dos anos, temos caminhado para a transição da matriz energética, tendo sido a primeira operadora a ter um site de telecomunicações do Brasil com energia fotovoltaica conectada à rede elétrica

No ano passado, a empresa também investiu na modernização de equipamentos de climatização, reduzindo o consumo de energia por meio da substituição dos aparelhos de ar-condicionado para modelos mais eficientes, com a troca daqueles que utilizam o gás R22, mais prejudicial para a camada de ozônio. Também foi realizado o monitoramento em tempo real do consumo de energia elétrica dos escritórios e prédios, permitindo identificar oportunidades de otimização do consumo e aumentar a eficiência.

Avanços do programa interno de evolução tecnológica, Next, também proporcionaram economias significativas no uso de energia, com destaque para o Full GPON, projeto que substitui as redes legadas (par metálico) por fibra óptica. Em 2021, a empresa deixou de consumir aproximadamente 600 MWh/ano graças à modernização das nossas redes, a partir da migração de 97% dos clientes banda larga para fibra óptica na sua área de concessão.

“Ao longo dos anos, temos caminhado para a transição da matriz energética, tendo sido a primeira operadora a ter um site de telecomunicações do Brasil com energia fotovoltaica conectada à rede elétrica. Mesmo com o crescimento da companhia e expansão da nossa rede, todas as nossas iniciativas e investimentos em eficiência resultaram na redução do consumo de energia de 55.851 MWh, em 2020, para 54.977 MWh, em 2021”, complementa o executivo.

Entre as ações implementadas, destaca-se a construção de duas usinas fotovoltaicas para autogeração, a Capim Branco I e Capim Branco II, inauguradas em 2018 e 2020, respectivamente. Ambas na região de Uberlândia (MG), elas somam capacidade para gerar 18.600 MWh por ano de energia solar.

Serviço
www.algartelecom.com.br

Agenda Climática

Algar Telecom

energia renovável

ESG

Fotovoltaica

Sustentabilidade

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.