book_icon

Red Hat disponibiliza a versão 16.2 do OpenStack Platform

A plataforma ajuda os provedores de serviços e organizações  aumentarem a resiliência na Borda e gerenciar a carga de trabalho virtuais e em contêineres

Red Hat disponibiliza a versão 16.2 do OpenStack Platform

A Red Hat, fornecedora global de soluções de código aberto, anunciou a disponibilidade geral do Red Hat OpenStack Platform 16.2, a versão mais recente de sua plataforma de Infraestrutura como Serviço (IaaS) em Nuvem escalonável e ágil. Projetado para ajudar as organizações a ter sucesso em um mundo de Nuvem híbrida, o Red Hat OpenStack Platform 16.2 oferece integração mais estreita com o Red Hat OpenShift, para que os clientes possam executar aplicativos novos e tradicionais em paralelo com capacidade de rede aprimorada, recursos de segurança, armazenamento, desempenho e eficiência.

Na Borda, a disponibilidade do aplicativo se torna ainda mais prioritária, especialmente quando os sites de borda podem ter conexões de rede intermitentes ou não confiáveis ​​para um site central 

As organizações que trabalham em direção à transformação digital geralmente enfrentam o equilíbrio do gerenciamento de cargas de trabalho de contêineres e máquinas virtuais (VM) – mesmo quando novos aplicativos são entregues como nativos da Nuvem. Com os provedores de serviços de comunicação (CSPs) em particular, a Red Hat frequentemente vê seus clientes e parceiros trabalhando para executar funções de rede virtualizada (VNFs) e funções de rede nativas da Nuvem (CNFs) lado a lado para obter desempenho semelhante ao de ambientes metálicos. Para ajudar a atender a essa demanda, o Red Hat OpenStack Platform 16.2 adiciona novos recursos para:

– Um ciclo de vida prolongado e de longa duração, permitindo atualizações contínuas de recursos sem a interrupção ou possível tempo de inatividade associado a grandes atualizações.

– A flexibilidade para executar VMs e aplicativos nativos da Nuvem em paralelo e obter desempenho bare metal graças à integração entre a plataforma Red Hat OpenStack e Red Hat OpenShift, a sua plataforma Kubernetes empresarial.

– Escolha e eficiência por meio de novas opções de hardware, incluindo processadores escaláveis ​​Intel Xeon de 3ª geração e outras arquiteturas x86 de próxima geração, permitindo que os clientes criem Nuvens híbridas abertas da maneira que melhor atenda às suas necessidades, desde a arquitetura central até o descarregamento de hardware com smartNICs.

– Armazenamento simplificado e mais fácil agregando uma ampla variedade de fornecedores e formatos para que os clientes possam se concentrar na inovação de aplicativos e não em manter sistemas de armazenamento sob medida ou personalizados.

Mais conectividade 

Na Borda, a disponibilidade do aplicativo se torna ainda mais prioritária, especialmente quando os sites de borda podem ter conexões de rede intermitentes ou não confiáveis ​​para um site central. Além disso, enquanto o processamento continua em sites de Borda, há situações em que a conectividade constante com o site central é de missão crítica – por exemplo, um sistema de hospital que está lutando contra um surto. O hospital principal pode hospedar o Data Center central e lidar com grandes volumes de pacientes de áreas urbanas, mas para atender a toda a população, o atendimento deve se estender para incluir os pacientes rurais. Portanto, essas mesmas aplicações também devem se estender a clínicas remotas com conectividade intermitente e espaço limitado.

Para ajudar a atender melhor essa necessidade, o Red Hat OpenStack Platform 16.2 adiciona reconhecimento de zona de disponibilidade por meio de Rede Virtual Aberta (OVN). Isso permite que os operadores configurem nós em grupos, com base na localização geográfica, fontes de energia e potencial para tempo de inatividade – uma programação pode então ser definida para que os ambientes de Borda possam ter acesso ao nó com maior disponibilidade. Isso ajuda a oferecer suporte a sites remotos e fornecer serviços locais, ao mesmo tempo que aumenta o desempenho, diminui a latência do tráfego do plano de dados e melhora a resiliência geral da Borda.

Serviço
www.redhat.com

Borda

Contêiner

IaaS

infraestrutura

Kubernetes

OpenShift

OpenStack Platform

Red Hat

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento