book_icon

Chromebooks puxam vendas de PCs com crescimento de 75%

Levantamento da Canalys mostra que no segundo trimestre foram vendidos perto de 122 milhões de PCs, dos quais quase 12 milhões eram chromebooks

Chromebooks puxam vendas de PCs com crescimento de 75%

De acordo com o último levantamento da Canalys, o mercado mundial de PCs, incluindo chromebooks e tablets, registrou um crescimento de 10% no segundo trimestre, comparado ao mesmo período do ano passado, somando vendas de 121,7 milhões de unidades. Os chromebooks continuaram a superar o resto das categorias de produtos da indústria, apresentando um crescimento anual de 75% e um volume de remessa de 11,9 milhões de unidades. O crescimento da remessa de tablets começou a se estabilizar, com um aumento no segundo trimestre de apenas 4% no comparativo anual para 39,1 milhões de unidades.

A Canalys espera ver uma integração mais forte entre o tablet e o PC, permitindo transições de fluxo de trabalho mais suaves entre vários dispositivos, o que é especialmente atraente para aqueles que operam em estilos de trabalho híbridos e remotos

Os fornecedores de chromebooks dobraram seus investimentos na categoria de produtos e a maioria continua a ver fortes retornos em termos de crescimento. A HP manteve a primeira colocação, com vendas de 4,3 milhões de unidades e crescimento de 116% no segundo trimestre. A Lenovo ficou em segundo lugar com 2,6 milhões de unidades enviadas, aumentando as remessas em 82% em relação ao ano anterior. A Acer garantiu a terceira colocação, com crescimento de 83% e vendas de 1,8 milhão de unidades. A Dell registrou queda nas vendas de 8,7% (1,1 milhão de unidades) e as vendas da Samsung cresceram 324%, somando pouco mais de 1 milhão de unidades.

“O sucesso dos chromebooks está provando ser extremamente resistente”, disse Brian Lynch, analista de Pesquisa da Canalys. “Sua sequência de crescimento se estendeu muito além do auge da pandemia, pois eles consolidaram uma posição saudável em todos os segmentos de usuários finais do setor. Mesmo com os principais mercados, como América do Norte e Europa Ocidental, começando a abrir escolas, as remessas continuam elevadas, já que governos e ecossistemas educacionais planejam a integração de longo prazo de chromebooks nos processos de aprendizagem digital. Com o controle do Chrome sobre o espaço educacional relativamente seguro, o Google deve apostar alto no segmento comercial este ano. Esperamos ver um forte foco na atração de pequenas empresas com serviços atualizados, como o novo nível de assinatura Individual para o Google Workspace e promoções em licenças CloudReady para reaproveitar PCs antigos para implantação junto com frotas de chromebooks existentes. No entanto, com a Apple planejando expandir seu sucesso do M1 para o espaço comercial e a Microsoft lançando o Windows 11 no final deste ano, a corrida do sistema operacional de PC deve ser a mais disputada em muito tempo”, observou.

Tablets

No segmento de tablets, o segundo trimestre trouxe fortunas mistas em termos de crescimento, mas todos os fornecedores continuaram a desfrutar de níveis elevados de remessa em comparação com os tempos pré-pandêmicos. A Apple manteve sua posição de liderança no ranking, com 14,2 milhões de iPads vendidos para um desempenho relativamente estável. A Samsung foi uma grande vencedora em termos de crescimento da participação de mercado, pois aumentou as vendas em 13,8%, para 8 milhões de unidades vendidas. A Lenovo obteve o maior crescimento entre as cinco primeiras, com 78%, enviando 4,7 milhões de unidades. Amazon e Huawei compunham o restante dos líderes.

“O mercado de tablets realmente pôs de lado todas as previsões de um lento declínio”, disse Himani Mukka, analista de Pesquisas da Canalys. “Vimos agora um quinto trimestre consecutivo de crescimento ano a ano e a indústria tem muitos motivos para estar otimista com o futuro. Mesmo com a demanda do consumidor por tablets passando por uma desaceleração inevitável nos próximos trimestres, há desenvolvimentos interessantes a serem vistos nas implementações comerciais. A Canalys espera ver uma integração mais forte entre o tablet e o PC, permitindo transições de fluxo de trabalho mais suaves entre vários dispositivos, o que é especialmente atraente para aqueles que operam em estilos de trabalho híbridos e remotos. Esse certamente será o caso para iPads e Macs, mas a introdução do Windows 11 na Nuvem e seu uso em dispositivos que podem rodar Android é um bom presságio para os fornecedores de tablet”, comentou.

Ranking de PCs

No mercado total de PCs (incluindo desktops, notebooks e tablets), a Lenovo reinou suprema mais uma vez, com notável crescimento de 23%, totalizando 24,7 milhões de unidades comercializadas. A Apple permaneceu em segundo lugar, com um crescimento modesto de 5% para vendas totais de 20,6 milhões de unidades. A HP teve o menor crescimento entre os principais fornecedores, com remessas de 18,6 milhões de unidades, apenas 2,7% a mais que um ano atrás. Dell (14 milhões) e Samsung (9,6 milhões) representaram o restante dos cinco primeiros colocados no ranking do segundo trimestre.

Serviço
www.canalys.com

Apple

Canalys

Chromebook

Dell

desktop

HP

Lenovo

notebook

pc

pesquisa

Samsung

tablet

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento