book_icon

Com a evolução da tecnologia gpon, XGPON está alavancando a capacidade das redes ópticas

Dobro da quantidade de atendimentos a usuários por porta PON e um aumento de largura de banda em até quatro vezes estão entre as revoluções proporcionadas por ela

Com a evolução da tecnologia gpon, XGPON está alavancando a capacidade das redes ópticas

Um dos fatores que tem colocado o mercado de telecomunicações como um dos mais favoráveis do País é a capacidade de inovar e melhorar aspectos como a qualidade do serviço e, consequentemente, do setor. É o caso da tecnologia XGPON, que está revolucionando as redes ópticas no Brasil com um impacto positivo no mercado de telecomunicações.

De acordo com o Supervisor de Vendas Corporativas da Fibracem, indústria brasileira especializada no setor de comunicação óptica, Adriano Rodrigues Fraga, o fato dela trabalhar nos comprimentos de onda de 1270nm à 1577nm, a principal revolução da XGPON é permitir aos Provedores de Serviços de Internet (ISPs), dobrar a oferta de atendimentos a usuários por porta PON, de 1:128 para 1:256.

A XGPON, também conhecida como 10-GPON é considerada uma evolução da tecnologia GPON   

Qual o caminho percorrido pela XGPON?
A tecnologia trafega pela fibra óptica monomodo (SM) e splitters ópticos, que espalham o sinal óptico, através da divisão do comprimento de onda. Estes, são considerados os itens passivos da solução, ou seja, que não possuem alimentação elétrica e componentes eletrônicos. Segundo Fraga, estes produtos, já disponibilizados ao mercado, pela Fibracem, atuam como um meio de transporte de dados, voz e imagem, que é transmitido através das fibras ópticas e componentes ópticos, no sentido do Terminal de Linha Óptica (OLT), instalado nos ISPs, para o Terminal de Rede Óptica (ONT), localizado no usuário final, ou vice-versa.

Aumento da demanda
Para o especialista, a tecnologia faz com que as possibilidades se ampliem, também, para os profissionais de campo. De acordo com ele, “com o aumento da capacidade de disponibilização de terminais de rede óptica (ONT), significará que instaladores de planta externa poderão captar ainda mais trabalho, ou seja, um crescimento considerável na demanda”, afirma.

A XGPON, também conhecida como 10-GPON é considerada uma evolução da tecnologia GPON. Ela é padronizada pela norma ITU-T G.987, desenvolvida por uma das principais entidades internacionais reguladoras do setor, a International Telecommunications Union (ITU-T). Ainda para ele, mesmo sendo uma evolução, ambas tecnologias coexistirão por um bom tempo. “Isso ocorrerá pois, ainda que com uma versão mais nova sendo disponibilizada no mercado pelos provedores, a GPON continuará sendo utilizada até que os clientes decidam investir na tecnologia mais recente, o que pode acontecer de forma gradual, de médio a longo prazo”, ressalta.

Benefícios para o consumidor final
De acordo com o especialista, as vantagens da tecnologia, também serão percebidas pelos usuários de internet. “Com a XGPON disponível ao mercado, os consumidores finais, terão as suas demandas atendidas mais rapidamente, em função da maior capacidade de atendimento por porta PON e ainda, ‘constatarão’ um aumento significativo da largura de banda. Podendo usufruir de uma taxa de downstream (download), quatro vezes superior, passando para 10 Gbps, e uma taxa de upstream (upload) de 2.5 Gbps, ou seja, duas vezes superior as atuais”, finaliza.

Adriano Rodrigues Fraga

capacidade das redes ópticas

fibra óptica monomodo (SM) e splitters ópticos

Fibracem

tecnologia XGPON

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | PRÊMIO A ESCOLHA DO LEITOR

As indicações do usuário

Leia nessa edição sobre carreira

CÓDIGO ABERTO

Kubernetes rumo à Nuvem

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

LEGISLAÇÃO

Importações desafiam as empresas

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

COMUNICAÇÕES

5G: Será que agora vai?

Outubro | 2021 | #51 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento