book_icon

Serviços Fundamentais de Nuvem vão movimentar US$ 300 bi em 2025, afirma IDC

Para a IDC, as FCSs são Infraestrutura como Serviço (IaaS), Plataforma como Serviço (PaaS) e Infraestrutura de Sistema como Serviço (SISaaS)

Serviços Fundamentais de Nuvem vão movimentar US$ 300 bi em 2025, afirma IDC

O uso da Nuvem pelas organizações está avançando para o próximo nível de maturidade, estimulando a adoção de um conjunto multifuncional de serviços para impulsionar a inovação em uma economia que prioriza o digital. Esses Foundational Cloud Services (FCS), ou Serviços Fundamentais de Nuvem, para estruturas de computação, dados e aplicativos impulsionarão o desenvolvimento competitivo em todo o mercado de Nuvem. Uma nova previsão da IDC estima que a receita recorrente anual (ARR) derivada da FCS aumentará de pouco menos de US$ 100 bilhões em 2020 para mais de US$ 300 bilhões em 2025 com uma taxa composta de crescimento anual (CAGR) de 28,8%.

“O digital é agora um elemento permanente, porém dinâmico, em nosso mundo, baseado na infraestrutura digital e nas tecnologias de plataforma de uma base de Nuvem”, disse Rick Villars, vice-presidente de grupo de Pesquisa Mundial da IDC. “Quando as organizações desejam buscar algum recurso com base digital ou aproveitar dados de forma inteligente em seu benefício, elas podem fazer isso porque têm acesso rápido aos Serviços Fundamentais de Nuvem oferecidos pelos principais provedores de serviços em Nuvem”, comentou.

Os clientes estão buscando resultados, não soluções de tecnologia. A chave será diferenciar, desenvolver a participação e redefinir/produzir portfólios pelo uso de casos

A IDC define os Foundational Cloud Services como os mercados de Infraestrutura como Serviço (IaaS), Plataforma como Serviço (PaaS) e Infraestrutura de Sistema como Serviço (SISaaS), em que os oito principais provedores de serviços de Nuvem pública (Amazon Web Services, Microsoft, Google, Alibaba Group, IBM, Tencent, Huawei e Oracle) detinham uma participação de mercado combinada superior a 60% em 2020. Isso inclui os seguintes portfólios de serviços principais:

Serviços de computação: computação x86 virtualizada, computação bare metal, armazenamento em bloco, computação acelerada, outra computação e software de computação definido por software.
Serviços de dados: sistemas de gerenciamento de dados, armazenamento de objetos, armazenamento de arquivos e software de processamento de fluxo de eventos.
Serviços de estrutura de aplicativos: software de integração, plataformas de aplicativos centradas na implementação e software de ciclo de vida de IA.
Serviços de multiplicador de uso: serviços de baixa ou nenhuma taxa que incentivam o uso maior/mais eficaz de serviços de alto valor, tornando mais fácil adotar, conectar, implantar, rastrear, proteger e atualizar esses serviços. Inclui balanceamento de carga e DNS, bem como mercados e pacotes de soluções de software de código-fonte aberto.

Combinados, os serviços dentro dessas carteiras representaram mais da metade de todas as receitas de IaaS, PaaS e SISaaS em 2020 e devem crescer para mais de dois terços de todas as receitas em 2025.

Vários fatores estão por trás da demanda crescente por Serviços Fundamentais de Nuvem, em vez de serviços IaaS e PaaS semelhantes de provedores individuais. A infraestrutura disponível, acessível e padronizada oferecida pelo FCS oferece aos desenvolvedores a capacidade de criar, testar e implementar aplicativos inovadores rapidamente. A disponibilidade de várias opções de implementação (Nuvem híbrida) e tecnologias que trazem portabilidade para aplicativos (contêineres) permitem que os clientes escolham o provedor de Nuvem mais adequado para uma determinada carga de trabalho. O consumo baseado em Serviço da Infraestrutura de TI permite que os usuários finais reduzam os gastos de capital, otimizem as despesas operacionais e concentrem os esforços da equipe de TI em atingir as metas de negócios, em vez de gerenciamento de infraestrutura/dados de rotina.

A IDC espera que as organizações adotem uma série de estratégias para abraçar os portfólios FCS. Alguns selecionarão um parceiro FCS principal, enquanto outros escolherão estratégias de implementação de Nuvem mais diversificadas. Independentemente da estratégia de FCS selecionada, as empresas darão alta prioridade às extensões de portfólios FCS dos provedores nas áreas de opções de implementação de serviço expandido (Borda, rede e núcleo), serviços de governança automatizados (gerenciar, otimizar, proteger) e robusto ecossistemas de parceiros.

“A demanda por FCS está aumentando, indicando que as expectativas dos clientes estão sendo atendidas pelos fornecedores nessas áreas. No entanto, não é hora de descansar. Em um mercado caracterizado pela inovação rápida, os fornecedores de FCS devem provar continuamente que estão dispostos a investir em inovação em alto nível “, disse Lara Greden, diretora de Pesquisa de Platform as a Service (PaaS) da IDC. “Os clientes estão buscando resultados, não soluções de tecnologia. A chave será diferenciar, desenvolver a participação e redefinir/produzir portfólios pelo uso de casos”, finalizou.

Serviço
www.idc.com

FCS

Foundational Cloud Services

IaaS

IDC

Nuvem

PaaS

pesquisa

SISaaS

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | PRÊMIO A ESCOLHA DO LEITOR

As indicações do usuário

Leia nessa edição sobre carreira

CÓDIGO ABERTO

Kubernetes rumo à Nuvem

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

LEGISLAÇÃO

Importações desafiam as empresas

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

COMUNICAÇÕES

5G: Será que agora vai?

Outubro | 2021 | #51 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento