book_icon

Pesquisa revela opinião de profissionais com um ano de trabalho em casa

Encomendado pela Citrix, estudo aponta que 66% dos trabalhadores veem impactos positivos do home office no último ano e preferem um modelo híbrido de trabalho após o final do isolamento social
Pesquisa revela opinião de profissionais com um ano de trabalho em casa

Ao completar um ano do distanciamento social e da adoção do trabalho remoto como forma de proteção ao avanço do Covid-19, ficou claro que as relações de trabalho nunca mais serão as mesmas. O pensamento corporativo, ou mind set, em relação ao conceito de trabalho teve que mudar para possibilitar a continuidade dos negócios, mas o que pensam os profissionais após esse período de adaptação? E ainda, como está o engajamento das empresas diante do bem-estar físico e mental do funcionário?

Para oferecer uma visão abrangente da produtividade, bem-estar, oportunidades de carreira e tecnologia do ponto de vista dos trabalhadores, a Citrix, empresa especializada em soluções de trabalho digital, encomendou a pesquisa “Um ano após a pandemia: como mudou o mundo do trabalho?”, conduzida em fevereiro, pela OnePoll, em cinco países da América Latina, incluindo o Brasil.

É uma mudança que já começou, mas que ainda tem um caminho a percorrer pelas empresas, por entender que estamos nos afastando do trabalho orientado para o escritório físico e horário fixo, para nos aproximarmos mais de modelos híbridos

O estudo mostrou que 69% dos trabalhadores se sentem melhor ou muito melhor referente ao bem-estar físico comparado ao ano anterior e 64% se sentem melhor ou muito melhor referente ao bem-estar mental. A pesquisa ainda mostrou que, após a pandemia, 69% gostariam e um modelo híbrido em que podem escolher onde trabalhar ou ir ao escritório.

Novos modelos de trabalho e bem-estar
O último ano gerou grande impacto nas opções de modelos de trabalho uma vez que a pandemia desmistificou o home office e a gestão à distância. Segundo a pesquisa, 73% dos brasileiros ouvidos acreditam que escritórios tradicionais serão utilizados para atividades específicas e em modelo híbrido. É uma mudança que já começou, mas que ainda tem um caminho a percorrer pelas empresas, por entender que estamos nos afastando do trabalho orientado para o escritório físico e horário fixo, para nos aproximarmos mais de modelos híbridos e propostas de estruturas de trabalho por objetivos.

As pessoas ainda estão ponderando outros modelos de trabalho com mais da metade (56%) dos brasileiros ouvidos relatando que estão mais suscetíveis a cogitar uma carreira freelancer hoje do que há um ano. Da mesma forma, em comparação com ano passado, 76% dos trabalhadores ouvidos afirmaram que provavelmente considerariam hoje se mudar para um município diferente – se ainda pudessem desempenhar seu papel com a mesma qualidade sem se deslocarem diariamente ao escritório.

O bem-estar é um fator importante nesta mudança com 100% dos entrevistados acreditando que a cultura da empresa que promove o bem-estar mental e/ou físico é importante para eles. Quando questionados sobre até que ponto se sentiram apoiados ou não em relação ao equilíbrio entre trabalho e a vida familiar durante a pandemia, a pesquisa revelou que 68% dos trabalhadores se sentiram apoiados por seus gestores para equilibrar trabalho e vida doméstica. Ainda, dos 67% se sentiram apoiados por sua organização, 60% o são por seu departamento de TI e 58% por seu departamento de RH.

Desafios na conquista do modelo híbrido de trabalho
O trabalho à distância viabilizou a inserção de muitas pessoas no mercado que não conseguiam aderir a longas jornadas de trabalho por conta de filhos e obrigações domésticas, porém sabe-se que conciliar os a vida pessoal e profissional no mesmo ambiente está longe de ser tarefa fácil. Além da necessidade do investimento em ferramentas que colaboram para a otimização de tarefas, redução de ruídos e aumento da produtividade, os trabalhadores ouvidos pela pesquisa apontaram os principais “assassinos de produtividade” ao se trabalhar em casa: distração do ambiente doméstico (51%); falta de equipamento de escritório (35%) e falta de tecnologias, aplicativos e acesso a documentos – arquivos apropriados (32%).

Tecnologia em prol do bem-estar do funcionário
Se em 2020 as organizações foram marcadas pela urgência da adoção do trabalho remoto, 2021 poderá ser protagonista na conquista da flexibilidade e da resiliência corporativa. Na transformação digital, a adaptação a um novo modelo de negócios envolve a inclusão de ferramentas colaborativas e digitalização de processos. Ainda, fica clara a necessidade de manutenção de produtividade, da comunicação efetiva com equipes remotas e da flexibilidade de horários, revelando uma transformação digital com ênfase nas pessoas, sobretudo em uma nova cultura corporativa.

“A tecnologia se mostrou um poderoso alicerce para apoiar empresas e, principalmente, os trabalhadores em busca de segurança e bem-estar nesse contexto de pandemia. Para as empresas em geral e gestores, talvez ainda seja desafiador mudar o mind set e pensar que o local ideal de trabalho é o anywhere office. Nesse sentido, equipes de TI e RH devem cada vez mais unir forças para priorizar o bem-estar físico e mental dos colaboradores, investindo em estratégias que promovam a flexibilidade, mas sem esquecer da produtividade e da segurança no acesso à tecnologia”, diz Luis Banhara, diretor-geral da Citrix no Brasil.

O cenário de estresse intenso durante o isolamento social, a sobrecarga de tarefas, o equilíbrio entre a vida pessoal e profissional, tudo isso acaba afetando o bem-estar e a produtividade do colaborador. Ferramentas adequadas para promover um ambiente seguro e integrado a fim de reduzir o número de janelas abertas, notificações e outros fatores de distração causadores de estresse, reforçam a importância de se definir estratégias que priorizem a saúde mental do profissional, contribuindo sensivelmente para seu bom desempenho corporativo.

Escritório híbrido, bem-estar digital e cultura corporativa e retenção de talentos são os três eixos nos quais as empresas devem trabalhar enquanto continuam construindo seus novos modelos. A tecnologia pensada do ponto de vista estratégico será um fator essencial para o desenvolvimento de estratégias que olhem para o longo prazo e para o futuro do trabalho.

bem-estar digital e cultura corporativa

Citrix

Escritório híbrido

Luís Banhara

Um ano após a pandemia: como mudou o mundo do trabalho?

um ano de trabalho em casa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

ENCARTE - ESPECIAL DISTRIBUIÇÃO

Prêmio Excelência em Distribuição, e listagem de distribuidores de TIC

Leia nessa edição sobre carreira

ANÁLISES

Evoluções digitais

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

TECNOLOGIA

Arquitetura descentralizada

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

QUALIFICAÇÃO

Na jornada do conhecimento

Junho| 2021 | #47 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento