Informe aqui

BLOCKBIT lança UTM 1.5 para otimizar a experiência do usuário

Nova versão da solução de proteção contra ameaças cibernéticas traz melhorias de usabilidade, autenticação remota e correlação de eventos

A BLOCKBIT, empresa global de produtos de cibersegurança, acaba de lançar o BLOCKBIT UTM 1.5 (Unified Threat Management). A nova versão da solução de gestão e proteção de redes corporativas foi desenvolvida para otimizar a experiência do usuário, com melhorias que endereçam necessidades crescentes das empresas.

Entre os destaques, a nova versão do produto otimiza a rastreabilidade das informações, integra o gerenciamento de usuários com o servidor de autenticação externo, integra a visualização de eventos em um mesmo painel, inspeciona informações de todas as funcionalidades no mesmo fluxo de pacotes, adiciona o balanceamento de links por políticas de segurança.

“Este ciclo de otimizações dos recursos do BLOCKBIT UTM 1.5 é focado em uma experiência mais intuitiva. Acompanhando os feedbacks dos nossos clientes e parceiros e as tendências dos produtos de cibersegurança, conseguimos entregar um serviço de gerenciamento de segurança e desempenho ainda mais rigoroso, mas com operação simplificada”, detalha Marcel Mathias, diretor de P&D da BLOCKBIT.

O lançamento foca em tornar ainda mais fácil a rastreabilidade das informações de tráfego. Um novo visualizador correlaciona todos os eventos do sistema, facilitando identificar os pontos de atenção e rastrear atividades de usuários de forma mais simples e rápida. Essa atualização facilita rastrear as conexões do usuário, mostrando onde determinada sessão foi bloqueada, e identificar atividades suspeitas ou erros de forma pontual. Com isso, é possível assim, dar resposta mais rápida aos incidentes.

Outra novidade é a adição de um novo simulador de tráfego para gerenciar as políticas de segurança, permitindo ao usuário identificá-las de forma mais fácil e simular qual política se aplica a cada tipo de conexão. Com as novas funcionalidades de gerenciamento de políticas de segurança é possível localizar regras conflitantes e desabilitar logs, para evitar registros desnecessários.

Além disso, o BLOCKBIT UTM 1.5 adiciona relatórios de VPN, que identificam e registram o tempo total que o usuário ficou conectado, e de autenticação de firewall aos já existentes relatórios de tráfego de rede, web, sistema de prevenção de intrusos – IPS e Proteção Avançada Contra Ameaças – ATP.

A BLOCKBIT também reforçou as características de inspeção de pacotes, implementando a inspeção integral dos serviços. Com isso, quem administra os recursos de rede consegue aplicar a inspeção de diversos serviços (APP, IPS, ATP etc.) no mesmo fluxo de pacotes, na mesma conexão de origem ou criar múltiplos perfis de inspeção com configurações distintas nos serviços integrados.

Para melhorar o gerenciamento de disponibilidade de banda, o serviço Multilink passa a adotar o balanceamento baseado em políticas de segurança, além de operar em redundância. Permite também atender as demandas de utilização de SD-WAN e oferece suporte aos métodos failover, load balance, spillover e latência.

A nova versão do BLOCKBIT UTM ainda permite integrar servidores externos à plataforma, unificando o processo de autenticação. Ao centralizar as credenciais e o gerenciamento de usuários no mesmo servidor, o sistema garante um nível superior de segurança no processo de autenticação.

“Todas essas novidades facilitarão ainda mais o trabalho dos administradores de rede, com a vantagem de oferecer um suporte técnico de qualidade em nível 3, em língua nativa “, finaliza Mathias.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.