Informe aqui

Fibracem prevê movimentar R$ 3 milhões em negócios no Mercosul até o fim do ano

Relacionamento com países como Peru, Colômbia e Uruguai é uma das estratégias para prosseguir com a expansão

 

A Fibracem, indústria paranaense especializada no segmento de comunicação óptica quer avançar ainda mais no mercado de telecom na América Latina. A previsão é que a marca movimente cerca de R$ 3.2 milhões até o final do ano de 2018, com os países vizinhos.

De acordo com a diretora de marketing da empresa, Carina Bitencourt, atualmente, a empresa já tem parcerias com Paraguai e Argentina. No entanto, segundo ela, para atingir o objetivo a marca pretende estreitar o relacionamento comercial também com o Peru, a Colômbia e o Uruguai.

Para Carina, o constante crescimento do mercado de telecomunicações na América Latina abre as portas para que as empresas entrem no mercado oferecendo seus produtos aos países da região.

“A previsão é que juntos, os países latino-americanos se tornem o segundo maior mercado do mundo, se tratando de comunicação óptica. Com isso, entendemos que haverá investimentos em melhorias para a infraestrutura de rede móvel no continente, abrindo espaço para as tecnologias desenvolvidas pela Fibracem”, comenta.

Ainda, segundo Carina, um dos objetivos da empresa é priorizar o desenvolvimento de novidades e custo benefício para o setor. “Vamos pesquisar o mercado de cada país da América Latina para desenvolver soluções sob medida para cada necessidade”, finaliza.