book_icon

Líderes de TI do Governo Federal dos EUA apostam na gestão de identidades para a cibersegurança

Pesquisa da Unisys aponta que 64% dos gestores de TI do governo norte-americano acreditam que controle de identidades é crucial para a segurança, entretanto apenas 20% ou menos contam com sistemas automatizados e ferramentas de biometria

Aproximadamente dois terços (64%) dos líderes de TI do governo federal dos EUA dizem que soluções para gestão de identidades são muito importantes na luta contra as ameaças de cibersegurança, de acordo com a nova pesquisa Digital Trust, patrocinada pela Unisys Corporation (NYSE: UIS).

Por outro lado, enquanto a maioria dos respondentes afirma que utiliza algum tipo de ferramenta para gestão de identidades, apenas 16% dos entrevistados possuem sistemas totalmente automatizados e integrados. Além disso, somente 20% utiliza informações biométricas para confirmar identidades e 40% aplica o “princípio de menor privilégio” (prática de limitar ao mínimo os direitos de acesso que o usuário precisa para desempenhar suas funções).

A gestão de identidades é uma maneira de proteger os usuários autorizados a acessar dados, sistemas ou instalações. Trata-se de uma questão muito importante para atividades críticas, como a emissão de passaportes, vistos, documentos de identidade e controle de fronteiras. O usuário pode realizar a autenticação por meio de um dispositivo portátil (cartão com chip ou smartphone com um código numérico, por exemplo), informações biométricas (impressões digitais ou imagens do rosto) ou sua localização, determinada pelo sistema de GPS.

A pesquisa também descobriu que, para muitos dos participantes, os limites orçamentários são um dos grandes obstáculos para a adoção de sistema para gestão de identidades, com 70% classificando a questão como um desafio de médio ou grande porte. Outros desafios mencionados pelos respondentes incluem a falta de funcionários habilitados e a falta de uma infraestrutura de TI adequada para apoiar esses sistemas, com 60% e 59%, respectivamente, classificando essas questões como desafios de médio ou grande porte.

“A pesquisa mostra que a grande maioria dos líderes de TI do governo federal estadunidense sabe o valor que a tecnologia de gestão de identidades pode agregar e seu papel na luta contra o crescente número de ameaças para a segurança de suas agências”, disse Venkatapathi “PV” Puvvada, presidente da Unisys Federal. “Ao mesmo tempo, a pesquisa mostra que as agências devem tomar medidas adicionais para enfrentar outros obstáculos, como as restrições que afetam seus orçamentos, funcionários administrativos e infraestrutura. Com a automação de seus sistemas de gestão de identidade e a implementação de soluções biométricas, as agências teriam uma grande oportunidade para aprimorar sua segurança”, completa.

O estudo também revela que:
• Praticamente três quartos dos pesquisados (71%) acreditam que o número de ameaças de cibersegurança deve aumentar neste ano.
• As opiniões são divididas sobre as mudanças na abordagem de segurança das agências nos últimos 12 meses: 34% considera que a postura de segurança de sua agência está mais segura, 25% acredita que está mais vulnerável e 41% indica que a abordagem não mudou.
• De acordo com as respondentes, as três principais preocupações com a segurança durante o ano passado eram ameaças externas (citadas por 56%), o uso de dispositivos móveis (citada por 54%) e a correção de vulnerabilidades (citada por 44%).
• As ferramentas mais comuns utilizadas pelas agências dos respondentes eram cartões inteligentes ou cartões de acesso comuns (citados por 78%), software de segurança para terminais (60%) e software para gestão de configurações (58%).

A pesquisa, realizada pela Market Connections, entrevistou 200 líderes de TI do governo federal dos EUA para conhecer suas opiniões a respeito de questões ligadas à segurança. A Unisys apresentou os resultados da pesquisa durante o Simpósio Federal sobre Confiança Digital, na cidade de Washington, D.C., explicando por que acredita que a gestão de identidades é o futuro do acesso seguro no governo.

Para baixar o relatório da Unisys sobre os resultados da pesquisa Digital Trust e para mais informações sobre a Unisys Federal, acesse http://www.unisys.com/industries/government/unisys-federal.

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.