book_icon

Com 60% de crescimento no Brasil, Nutanix fortalece estratégia regional

Demanda por hiperconvergência deve puxar receita local da empresa, que trabalha para ter o canal mais apto a fazer vendas consultivas
Com 60% de crescimento no Brasil, Nutanix fortalece estratégia regional

Análises do Gartner apontam que as organizações querem estar prontas para oferecer serviços inovadores de diferentes provedores de nuvem pública. No entanto, é preciso garantir a justificativa do negócio e pensar nos desafios associados à adoção de um segundo provedor de nuvem. Com a oferta preparada para o ambiente multinuvem, a Nutanix – que já está no ano fiscal de 2018 – definiu que quer chegar a mais de US$ 1 bilhão de receita.

“Neste momento as organizações estão mais abertas a adoção de um ambiente de nuvem. Vemos um futuro multicloud, que atenderá a demandas de cada negócio”, Leonel Oliveira

No Brasil, que apresentou crescimento de 60% no último ano fiscal encerrado em julho, a empresa trabalha para que seu canal de distribuição possa oferecer cada vez mais o modelo consultivo de vendas. Atualmente, segundo o diretor da operação brasileira, Leonel Oliveira, 1/5 dos 50 parceiros cadastrados já está apto a fazer o trabalho consultivo.  “A capacitação do canal nesse sentido é mandatória. Na Nutanix, a tríade canal-forneceor-cliente é o norte”, diz.

O executivo destaca que a hiperconvergência é o motor para a inovação nas empresas. “Neste momento as organizações estão mais abertas a adoção de um ambiente de nuvem. Vemos um futuro multicloud, que atenderá a demandas de cada negócio”, pontua.

No Brasil, além de abrir novas frentes em novos segmentos verticais de mercado – como energia – a empresa possui mais de 100 clientes. Com cerca de 50% de seus negócios advindos da vertical de governo, a empresa planeja contratar mais dois colaboradores exclusivos para essa demanda. “Embora seja significativo, essa não é a principal vertical que atendemos, mas sabemos que é preciso ter presença local e relacionamento próximo para ter sucesso nas vendas ao governo”, explica Oliveira.

Embora 2018 seja um ano eleitoral, o que significa que a dinâmica de aquisição de tecnologia é prejudicada pela necessidade de campanha eleitoral, Oliveira diz que o Orçamento já foi definido neste ano e as eleições paralisam somente o Executivo. “Legislativo e Judiciário seguem o seu ritmo normal. Por isso, o viés de relacionamento é essencial. Não estar no governo federal é estar fora do maior mercado de TI no Brasil”, pontua.

.NEXT on Tour São Paulo

Em evento realizado para parceiros, em São Paulo, a empresa anunciou que irá adicionar novos serviços orientados aos desenvolvedores de software Enterprise Cloud OS. Estes serviços abordam as necessidades exclusivas do crescente número de aplicativos que as empresas precisam oferecer em um mundo multinuvem. O novo Acropolis Object Storage Service, o Acropolis Compute Cloud (AC2), e os serviços Nutanix App Marketplace ajudarão as equipes de desenvolvimento de aplicativos, tornando simples desenvolver, testar e executar qualquer aplicação em nuvens corporativas.

Esses novos recursos permitem que os desenvolvedores entreguem rapidamente aplicações empresariais e nativas da nuvem para acelerar o tempo de mercado em novas iniciativas de TI. A empresa também lançou   avanços de virtualização e inovações de plataforma para acelerar a transformação da infraestrutura corporativa em modelos públicos de consumo de nuvem.

Brasil

estratégia

Hiperconvergência

MultiCloud

Nutanix

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento