Gestão

Google expande programa para massificar presença digital das PMEs

De olho num mercado de milhões pequenos negócios, empresa inclui novos recursos ao programa Google Meu Negócio

O universo das PMEs (Pequenas e Médias Empresas) está no foco do Google. Não é para menos. Das 10 milhões de empresas existentes no Brasil, 52% das quais são PMEs e são responsáveis por 27% do PIB. Dessas, 40% não têm um site. Nesse contexto, a popularização dos smartphones criou uma nova geração de consumidores conectados que mudou o jeito das empresas fazerem negócios. Seja na busca ou na decisão da compra, é preciso estar atento às novas exigências. Em pesquisa, o Google identificou que hoje, 72% dos usuários confiam mais em um negócio quando ele aparece no resultado de uma busca on-line.

“Enquanto temos usuários tomando melhores decisões, temos prestadores de serviço caminhando para ficarem mais eficientes”, Fabio Coelho

“Digital deixou de significar ter um e-commerce ou acesso à internet. É uma alavanca de inclusão social e de opção econômica para muitas pessoas, principalmente para a tomada de decisão”, diz Fábio Coelho, presidente do Google Brasil.

É neste ​cenário ​que ​o ​Google ​avalia ​as ​oportunidade ​para ​as ​PMEs ​brasileiras e para melhorar a presença do setor no meio digital, a empresa anunciou a expansão do seu programa Meu Negócio. Lançada em março deste ano, o programa permite o a empresa faça a gestão de suas informações a partir de um perfil, que pode controlar informações publicadas na Busca e no Google Maps. Tudo de forma gratuita. Antes restrita a um pequeno grupo de empresas, a plataforma passa a ser aberta a todos.

“Quanto mais informações, melhor. Em nossa pesquisa identificamos que 65% dos usuários admitem que é mais provável que comprem de uma empresa que tenha site”, afirma Suzana Ayarza, diretora de Marketing do Google Brasil.

A ferramenta oferece ainda um domínio personalizado ‘.negocio.site’. Segundo o gerente de marketing do Google, Luis Guilherme Brandão, o domínio ‘.com.br’ deve sair no ano que vem. Por enquanto, ele explica que o programa é voltado a atender os setores de bares e restaurantes, beleza, prestadores de serviço e vestuário. No futuro, os engenheiros do Google pretendem incluir na plataforma solução de meio de pagamento Google Pay e outros recursos.

Alguns recursos foram agregados à nova versão, como a possibilidade de as PMEs publicarem posts, que serão exibidos na busca do Google. Podem ser novidades sobre o negócio, ofertas de produtos ou promoções. Na prática, essas publicações podem funcionar como anúncios gratuitos.

A criação da conta é simples. O primeiro passo é acessar google.com.br/meunegocio e criar o cadastro da empresa. O segundo passo é com o Google, que faz um processo de verificação para garantir a segurança dos consumidores, confirmar que a empresa é real, e assegurar que quem está atendendo é o dono ou responsável. A verificação pode acontecer por meio de ligação telefônica, de um código enviado por Correio ou através da visita de um dos ​agentes ​de ​verificação ​do ​Google. Segundo Brandão, a operação de verificação acontece, por enquanto, em São Paulo, mas deve ser expandida para a área metropolitana da capital em breve.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.