book_icon

Projeto de assistente virtual inteligente do CPqD inicia piloto com usuários

Smartphones serão distribuídos aos voluntários que participam do projeto AVISA de inclusão social e digital
Projeto de assistente virtual inteligente do CPqD inicia piloto com usuários

Com a distribuição de smartphones aos voluntários que participam do projeto, o CPqD dá início ao teste piloto que orientará o desenvolvimento de seu Assistente Virtual para Inclusão Social e Autonomia (AVISA). O objetivo desse novo projeto é facilitar o uso de dispositivos móveis com tela sensível ao toque por idosos, pessoas com baixo letramento, cegas ou com deficiências visuais. Trata-se, a princípio, de uma atualização tecnológica do CPqD Alcance, que já vem ajudando milhares de pessoas com deficiências visuais no país a utilizar smartphones touchscreen baseados em sistema operacional Android.

“A meta principal do projeto é desenvolver um assistente virtual inteligente, com capacidade de diálogo com o usuário, utilizando técnicas de processamento de linguagem natural”, Claudinei Martins

“Com essa evolução, o aplicativo passará a atender também outros públicos, como idosos por exemplo, e ainda terá uma ampliação dos serviços disponíveis”, adianta Claudinei Martins, pesquisador da Diretoria de Suporte a Decisão e Aplicações do CPqD que está coordenando o projeto AVISA. Segundo ele, técnicas de reconhecimento automático de fala serão utilizadas para facilitar o acesso do usuário às funções do smartphone – que será por comandos de voz.

“A meta principal do projeto é desenvolver um assistente virtual inteligente, com capacidade de diálogo com o usuário, utilizando técnicas de processamento de linguagem natural”, revela Martins. Para isso, serão empregadas tecnologias de computação cognitiva e de aprendizado de máquina desenvolvidas no próprio CPqD.

O teste piloto envolverá 11 pessoas – entre idosos, pessoas com deficiências visuais e com baixo letramento -, que receberão os smartphones para uso pessoal, durante o desenvolvimento do projeto, previsto para terminar no início de 2019 (são 26 meses de duração). A entrega dos aparelhos está marcada para as 10 horas de sexta-feira (23), no Centro de Prevenção à Cegueira (CPC) de Americana (interior de São Paulo), que atua como parceiro do CPqD nesse projeto, oferecendo suporte para oficinas participativas, pesquisas com usuários e para os próprios testes piloto.

O projeto AVISA conta com recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) da FINEP e será dividido em etapas, durante as quais novos recursos serão adicionados gradativamente ao aplicativo. Em uma delas, programada para agosto, os idosos deverão ganhar uma aplicação específica desenvolvida dentro do projeto AVISA.

assistente virtual inteligente

AVISA

Chatbot

CPqD

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.