Mercado

VMware lança edições do Tanzu para modernização de aplicações dos clientes

Com as novas atualizações, a VMware leva o kubernetes para a ponta dos dedos de milhões de administradores de TI, ajudando-os a melhor dimensionar a infraestrutura e otimizar as operações

A VMware, anuncia novas ofertas para ajudar os clientes a acelerar ainda mais a modernização de suas aplicações e infraestrutura. Os lançamentos das soluções VMware vSphere 7 Update 1, VMware vSAN 7 Update 1 e VMware Cloud Foundation 4.1 otimizam a adoção do Kubernetes pelo cliente, oferecem suporte a aplicações stateful com novos recursos prontos para desenvolvedores e potencializam escalabilidade e as operações. A VMware também apresentou edições do Tanzu, com pacotes para abordar os cenários mais comuns encontrados pelos clientes em seus esforços de modernização.

“Há um ano, intensificamos nossos esforços para ajudar os clientes a ter sucesso em todas as etapas da jornada de modernização de aplicações e infraestrutura”, afirma Raghu Raghuram, diretor de operações de produtos e serviços em nuvem da VMware. “Hoje, damos um salto à frente para habilitar todo o potencial do Kubernetes para centenas de milhares de clientes VMware vSphere. Nossas novas soluções e ofertas ajudam a remover os ‘achismos’ e fornecem os recursos necessários para que alcancem seus objetivos de modernização.”

Além disso, a VMware está apresentando novos recursos em suas plataformas de HCI e nuvem híbrida para oferecer suporte às necessidades de aplicações modernas dos clientes

Fornecendo infraestrutura pronta para o desenvolvedor
Em um ano, a VMware entregou uma pilha de software abrangente que permite aos clientes desenvolver novas aplicações modernas, bem como atualizar aplicações e infraestrutura já existentes. No VMworld 2019, nos EUA, a empresa revelou o portfólio Tanzu e a prévia da tecnologia do Project Pacific para rearquitetar o vSphere em uma plataforma aberta usando APIs do Kubernetes. Em março de 2020, o portfólio Tanzu foi apresentado para aplicações modernas. Além disso, a companhia também entregou a primeira fase do Project Pacific com VMware Cloud Foundation 4 with Tanzu, que fornece infraestrutura de nuvem híbrida com gerenciamento consistente para aplicações baseadas em VM e em contêiner.

Hoje, a VMware entrega a próxima fase do Project Pacific com lançamentos de produtos para ajudar as empresas a adotarem Kubernetes rapidamente. O VMware vSphere com VMware Tanzu fornecerá uma maneira simples para que centenas de milhares de clientes vSphere comecem a usar a tecnologia e modernizem mais de 70 milhões de cargas de trabalho em execução no vSphere. As organizações ainda poderão tirar proveito dos investimentos existentes em tecnologia, ferramentas e habilidades para configurar e provisionar clusters rapidamente para oferecer suporte a aplicações modernas.

O vSphere with Tanzu permitirá que os clientes configurem uma infraestrutura Kubernetes com sua rede existente e armazenamento em blocos ou arquivos em menos de uma hora. Isso inclui permitir que os clientes estendam o suporte do vSphere Distributed Switch para clusters Kubernetes. A solução também possibilita a implantação do NSX Advanced Load Balancer Essentials – com opção de atualização para a Enterprise Edition – ou escolham suas próprias soluções de balanceamento de carga L4. Usando o VMware vCenter Server, os clientes poderão, além de implantar clusters Kubernetes em minutos, fornecer acesso baseado em função e alocar capacidade para desenvolvedores. A integração com o VMware Tanzu concede aos administradores gerenciamento de Kubernetes consistentes e em conformidade, ao mesmo tempo que fornecem aos desenvolvedores acesso self-service à infraestrutura de TI.

O vSphere with Tanzu permitirá que os clientes configurem uma infraestrutura Kubernetes com sua rede existente e armazenamento em blocos ou arquivos em menos de uma hora  

Além disso, a VMware está apresentando novos recursos em suas plataformas de HCI e nuvem híbrida para oferecer suporte às necessidades de aplicações modernas dos clientes. O VMware Cloud Foundation 4.1 com VMware Tanzu trará a plataforma vSAN Data Persistence – uma estrutura para fornecedores de software independentes (ISVs), permitindo a integração de serviços stateful à infraestrutura subjacente, como bancos de dados NoSQL e armazenamento de objetos. As integrações permitirão a execução de aplicações com monitoramento de estado com menor TCO, bem como operações e gerenciamento simplificados.

A VMware também passa a integrar e validar o Dell EMC ObjectScale à plataforma vSAN Data Persistence, bem como o estabelecimento de parcerias e esforços de co-engenharia com a Cloudian, a DataStax e a MinIO para integrar e validar suas respectivas ofertas na plataforma. Os parceiros irão incluir plug-ins para apoiar a plataforma ao longo do tempo. Em conjunto com parceiros, a nova plataforma permitirá aos clientes:

Habilitar que os desenvolvedores usem APIs dos Kubernetes para provisionar e escalar serviços stateful sob demanda em um modelo self-service, com intervenção mínima do administrador e
fornecer monitoramento de capacidade e integridade de serviço integrado por meio de painéis dedicados no vCenter.

É importante aproveitar as operações de infraestrutura com reconhecimento de serviço para permitir a disponibilidade durante atualizações, incluindo manutenção e gerenciamento do ciclo de vida e executar serviços com monitoramento de estado com eficiência de armazenamento ideal.

Simplificando a jornada do cliente por meio do portfólio VMware Tanzu
Com base nesses novos lançamentos, a VMware torna mais fácil aos clientes obter resultados dos recursos de seu portfólio VMware Tanzu. Por isso, a empresa está apresentando pacotes de recursos que atendem aos requisitos corporativos mais comuns para modernizar a infraestrutura e as aplicações. A linha de versões do VMware Tanzu consiste em Basic, Standard, Advanced e Enterprise. O VMware Tanzu Basic é um complemento do vSphere que dá aos clientes o direito de executar os Kubernetes como parte de seu ambiente vSphere. Já o VMware Tanzu Standard edition permite execução e gerenciamento de Kubernetes em múltiplas nuvens com uma distribuição única e alinhada de código aberto, além da centralização de políticas em cloud, clusters e equipes. As duas estarão disponíveis neste trimestre, enquanto as edições Advanced e Enterprise serão disponibilizadas posteriormente.

Escale a infraestrutura sem comprometimentos e simplifique as operações
Além dessas atualizações, o VMware vSphere 7 Update 1, o VMware vSAN 7 Update 1 e o VMware Cloud Foundation 4.1 trazem novos recursos de suporte a clientes que executam cargas de trabalho tradicionais. Eles permitirão que os clientes dimensionem o sistema e simplifiquem as operações, incluindo:

Monster VMs – As máquinas virtuais (VMs) do vSphere 7 Update 1 escalam até 24 terabytes (TB) e 768 vCPUs para fornecer “Monster VMs” em suporte a aplicações com uso intensivo de recursos, como bancos de dados in-memory.

Aprimoramentos na escalabilidade de cluster – O vSphere 7 Update 1 expandiu o suporte para o número de hosts por cluster para um total de 96, equivalente a um aumento de 50%.

HCI Mesh – A rede também apresenta o HCI Mesh, uma abordagem exclusiva baseada em software para desagregação de recursos de computação e armazenamento, que ajuda os clientes a escalar de forma incremental. Essa função ajuda a reduzir o CAPEX, compartilhando capacidade entre clusters e, ao mesmo tempo, diminuindo o OPEX, já que reduzem a quantidade de recursos de armazenamento gerenciados pelo escalonamento eficiente.

Opção apenas de compactação – Essa nova opção da solução permitirá que os clientes habilitem somente a compactação em vez da desduplicação e compactação. Além de aumentar a capacidade utilizável e melhorar o desempenho em sistemas totalmente flash e híbridos, sem comprometer a eficiência do espaço para bancos de dados.

Serviços de arquivos prontos para empresas – O vSAN 7 Update 1 agora oferece todos os protocolos de serviço de arquivo mais comuns, adicionando suporte para os protocolos SMB v3 e v2.1. Além disso, o vSAN File Services agora oferece integração com o Active Directory, um componente crítico de armazenamento de arquivos pronto para empresas e suporte Kerberos para autenticação de rede. Com esses novos recursos, os clientes podem usar o vSAN para armazenar blocos e arquivos na maioria dos casos de uso.

Clusters remotos – Novos recursos de cluster remoto permitem que o VMware Cloud Foundation 4.1 estenda seus recursos operacionais para pontos de presença e filiais.

Integração vVols – A nova integração do vVols com VMware Cloud Foundation 4.1 com Tanzu fornece um framework de gestão de armazenamento comum para armazenamento externo.

Suporte VMware Skyline para VMware Cloud Foundation – O VMware Skyline traz inteligência proativa para o VMware Cloud Foundation, identificando domínios de gerenciamento e cargas de trabalho e revelando proativamente as descobertas da solução.

Depoimentos
“As organizações de TI tornaram o Kubernetes um padrão para orquestração de contêineres na maioria dos projetos de modernização de aplicações; ele é amplamente adotado por equipes de operações, DevOps e de desenvolvimento.” – Stephen Elliot, vice-presidente do programa IDC para I&O e DevOps

“Os clientes que buscam adotar métodos de desenvolvimento ágeis e nativos da nuvem precisam ativar rapidamente os ambientes Kubernetes na mesma infraestrutura que já oferece suporte a suas outras aplicações essenciais aos negócios. Como a primeira solução HCI com um portfólio Tanzu totalmente integrado, o Dell EMC VxRail oferece o caminho mais rápido quando implementado com vSphere with Tanzu, e um ambiente Kubernetes totalmente integrado quando implementado com VMware Cloud Foundation with Tanzu. Essas ofertas exemplificam o trabalho contínuo entre a Dell Technologies e a VMware para levar soluções integradas e inovadoras aos clientes.” – Jeff Boudreau, presidente da Dell Technologies Infrastructure Solutions Group

“Estamos entusiasmados em estender nossa forte parceria com a VMware para oferecer aos seus clientes os serviços de armazenamento de objetos compatíveis com S3 escaláveis, geodistribuídos, multi-tenant e totalmente nativos da Cloudian em seus ambientes nativos da nuvem.” – Sanjay Jagad, diretor sênior de produtos e soluções da Cloudian

“Aplicações modernas nativas da nuvem exigem uma arquitetura de dados transformacional e abordagem de microsserviços para aprimorar drasticamente operações e TCO, bem como produtividade do desenvolvedor e time-to-market. Com a plataforma VMware vSAN Data Persistence e o banco de dados híbrido como serviço DataStax Enterprise, as organizações podem executar qualquer carga de trabalho em qualquer nuvem com tempo de inatividade zero em escala global.” – Ed Anuff, diretor de Produto da DataStax

“A adição da API Kubernetes e da plataforma vSAN Data Persistence ao coração do VMware Cloud Foundation with Tanzu representa uma mudança tectônica para a comunidade Kubernetes. A API nativa dos Kubernetes permite que os clientes da VMware acessem imediatamente um rico ecossistema de aplicações nativas da nuvem, muitas das quais nativamente integradas à MinIO.” – AB Periasamy, cofundador e CEO da MinIO.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos