Destaque Tendências

Uma pausa para espairecer a mente e relaxar

Pesquisa da Kaspersky mostra que profissionais de Segurança gastam seis horas por semana com passatempos durante o horário de trabalho

executiva digitando em notebookAté 85% da equipe de segurança de TI se envolve em atividades de lazer durante o horário de trabalho. Normalmente, são gastos seis horas por semana com algum tipo de atividade de descontração e lazer, uma hora a mais do que o pessoal da empresa em geral. Um motivo para essas interrupções pode ser encontrar uma distração para as altas cargas de trabalho, que também foi citado como o motivo mais comum para deixar um emprego de Segurança Cibernética. Estas são as descobertas extraídas de um novo relatório da Kaspersky chamado Managing Your IT Security Team.

Segundo o relatório, a Segurança Cibernética pode envolver tarefas rotineiras e repetitivas, o que afeta a produtividade e a motivação para o trabalho. Uma mudança para o trabalho remoto confundiu ainda mais os limites entre o trabalho e o tempo pessoal. Essa combinação de fatores pode levar a situações em que os funcionários muitas vezes se distraem do trabalho.

A função do gerente é informar os funcionários sobre a baixa produtividade o mais cedo possível, para que eles possam encontrar maneiras de resolver o problema

O relatório da Kaspersky pesquisou mais de 5,2 mil profissionais de TI e Segurança Cibernética em todo o mundo. De acordo com a pesquisa, entre as atividades mais comuns de participação da equipe de Segurança de TI no trabalho estão a leitura de notícias (42%), a exibição de vídeos no YouTube (37%) e a exibição de filmes ou séries de TV (34%). Um terço dos entrevistados conseguia praticar exercícios físicos (31%) e ler literatura profissional (33%).

Além disso, quase metade (46%) dos funcionários de segurança de TI acreditam que seus colegas deixaram o emprego por causa dessas altas cargas de trabalho, enquanto 41% dos funcionários em todos os departamentos compartilhavam dessa opinião. Isso pode parecer contraditório, com tanto tempo de trabalho sendo gasto em atividades de lazer, mas 48% explicaram que suas distrações do trabalho foram devido à necessidade de um intervalo entre as tarefas, e não devido ao tédio ou falta de trabalho. Além disso, ao trabalhar em casa, algumas tarefas e reuniões podem agora ser agendadas fora do horário comercial. Durante dias de trabalho mais longos, é ainda mais importante que os trabalhadores façam pausas, para que possam permanecer produtivos durante esse período prolongado.

“Não acho que seja um problema distrair os funcionários do trabalho. Deve haver controle sobre o desempenho da tarefa, não quantas horas de trabalho são gastas em um hobby. Além disso, pode ser normal que as pessoas assistam a vídeos, pois pode fornecer informações sobre como resolver um problema. Em suma, se o trabalho não for interessante para alguém e houver falta de gerenciamento de tarefas, um funcionário encontrará uma maneira de fazer algo diferente, até mesmo no escritório”, diz Andrey Evdokimov, chefe de Segurança da Informação da Kaspersky.

“Os funcionários devem ter metas, KPIs, objetivos e métricas que caracterizem a qualidade e velocidade de seu trabalho. Se o desempenho não for afetado, não haverá problemas com o fato de uma pessoa se distrair do trabalho. Se a eficiência caiu ou difere dos colegas, deve-se prestar atenção. A função do gerente é informar os funcionários sobre a baixa produtividade o mais cedo possível, para que eles possam encontrar maneiras de resolver o problema”, acrescentou Sergey Soldatov, chefe do Centro de Operações de Segurança da Kaspersky.

Os especialistas da empresa, responsáveis ​​pela segurança de TI e SOC, compartilham recomendações sobre o gerenciamento de equipes de Segurança de TI, como garantir  que a empresa esteja totalmente equipada com equipe de segurança de TI. Os números ideais podem ser estimados como um funcionário de segurança cibernética para cada dez profissionais de TI.

Além disso, afirmam que para operação do SOC 24 horas por dia, deve haver pelo menos cinco funcionários responsáveis ​​pelo monitoramento. É preciso organizar o trabalho por turnos para evitar o excesso de trabalho. Outro item é terceirizar tarefas típicas de Segurança de TI. De acordo com os especialistas, isso concede aos funcionários internos mais tempo para se concentrar nos requisitos específicos da empresa e na proteção da infraestrutura de TI legada.

Por último, orientam: certifique-se de dar aos funcionários tarefas diferentes e fora do padrão, para que não fiquem presos a uma rotina e possam desenvolver suas habilidades.

Serviço
www.kaspersky.com

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos