Destaque Testamos

Notebook Dell XPS 13 9300: o pequeno notável

Testamos o notebook Dell XPS 13 9300. O pequeno e leve se saiu muito bem no desempenho e duração de bateria. Acompanhe o review e saiba tudo sobre ele.

notebook Dell XPS 13
Dell XPS 13 9300

A linha de notebooks XPS, da Dell, é focada em oferecer alto desempenho em um corpo compacto, leve e com ótimo aproveitamento de tela. No modelo enviado para testes, o Dell XPS 13 9300, a empresa remodelou o projeto, mantendo o desenho discreto, mas aumentando a área de tela.

Além do design, o XPS 13 9300 também vem com motor novo, onde testamos o desempenho, duração de bateria e verificamos mais novidades. Acompanhe o nosso review e saiba tudo sobre ele, pois, apesar de pequeno e leve, tem muitos recursos.

Dell XPS 13 9300: projeto e acabamento

A linha XPS apresenta diversas configurações no Brasil, que variam entre processadores Intel Core i5, Core i7 e capacidades de memória e armazenamento tipo SSD NVMe com interface M.2 (falaremos em detalhes à frente) e tela sensível ao toque ou não.

Mas o projeto de design é o mesmo para todos. O peso é de apenas 1,2 quilo com espessura de 1,48 cm quando fechado. A largura é de 29,6 cm com profundidade de 19,9 cm. A parte externa do corpo utiliza alumínio usinado e, com uma simples vista no produto, nota-se que o corte é muito preciso, com bordas muito bem acabadas.

O Dell XPS 13 9300 pesa 1,2 Kg e tem apenas 1,48 cm de espessura quando fechado

O local onde se apoia os punhos é de fibra de carbono e as bordas da tela são feitas de plástico. Além do ótimo acabamento, foi possível notar que a soma desses materiais tornaram o notebook bastante resistente e, ao mesmo tempo, leve.

A tampa desse notebook é feita em alumínio. Design mantém a discrição da linha XPS.

Ainda no design, vale destacar o tamanho do carregador da bateria, que tem dimensões quase do tamanho de um carregador de celular, como mostra a foto abaixo.

O carregador de bateria do Dell XPS 13 9300. Quase do tamanho do carregador de um celular.

O teclado é tradicional, com 1 mm de sensibilidade, que é o espaço para a tecla atingir o sensor para o caractere aparecer na tela. As teclas são silenciosas, com espaço suficiente entre elas para manter o conforto em longas digitações.

Veja também:

Tem iluminação backlight em três níveis, o que é muito útil para trabalhar em ambientes com pouca ou nenhuma luz. O teclado não é ABNT2, então, toda a acentuação e cedilha precisam ser feitas por combinação de teclas.

O botão liga / desliga está dentro da área do teclado, no canto superior direito, economizando espaço e deixando o design harmônico, já que a tecla não fica separada.

Ela também é o sensor biométrico de segurança, na qual lê sua impressão digital para entrar no Windows. E, diga-se de passagem, o sensor funciona muito bem, lendo a digital bem rapidamente. O touchpad é 17% maior em relação a geração anterior dos notebooks XPS e funciona como deveria, sem maior destaque.

Teclado e touchpad do XPS 13 9300. Em destaque, na seta vermelha, a tecla de liga / desliga também é um sensor biométrico, para entrar no Windows por meio da impressão digital

Por fim, a webcam está no lugar óbvio (ainda bem), acima da tela e na parte central da moldura, com definição de 720p. Ela tem captura rápida e o processador provou ser rápido para que a imagem seja bastante fluida. 

Dell XPS 13 9300: desempenho

  • CPU: Intel Core i7-1065G7 (8 threads; frequência máxima de 3,90 GHz)
  • memória: 16 GB (LPDDR4x, velocidade de 3733 MHz)
  • Armazenamento: SSD de 1 TB tipo NVMe M.2, da marca Toshiba

A Dell oferece, no Brasil, o XPS 13 9300 com processador Intel Core i5 e Core i7 de 10ª geração, também conhecida pelo codinome Ice Lake. Foi enviado para testes a configuração com Core i7, pois, logicamente, a Dell queria mostrar o seu melhor.

A 10ª geração das CPUs Intel para notebooks foi um bom salto em relação às gerações anteriores. A explicação é que a empresa demorou para conseguir saltar do processo de construção de 14 nm (nanômetros) para 10 nm.

Essa tabela exibe os detalhes técnicos da CPU, GPU (processador gráfico), memória a armazenamento.

Para notebooks, o tamanho sempre é importante, pelo espaço reduzido para alocar os componentes e também para economizar energia da bateria e reduzir a temperatura. O XPS 13 veio equipado com o Intel Core i7-1065G7 e, nos testes, provou que tem um ótimo equilíbrio entre alto desempenho e consumo de energia. 

Outra melhoria notável foi na GPU (processador gráfico). Ela também é da Intel e está integrada ao Intel Core i7-1065G7. Aliás, a 10ª geração da CPU Intel mobile alterou isso também: as capacidades da GPU são divididas em três categorias: G3, G5 e G7, onde a G7 é a que oferece mais potência aos gráficos.

Esse código está no nome do processador, como já citado, mas a GPU também tem um codinome, e é chamada de Iris Plus Graphics 940 pela Intel. Ok, é muita nomenclatura, mas é interessante guardar esses nomes para não ser enganado na hora da compra. Acompanhe nossos reviews para saber tudo em detalhes!

Os testes

Na parte prática fica mais fácil entender o quanto esse avanço da CPU e GPU da 10ª geração fizeram diferença no desempenho e duração de bateria. A parceria da CPU Core i7-1065G7 e memória RAM tipo LPDDR4 manteve o processamento de aplicações sempre em alto desempenho.

A multitarefa é algo simples para o XPS 13 9300 executar. Não houve travamentos e nem lags em alternar entre aplicações.

No Chrome, por exemplo, com 29 abas abertas, não apenas de pesquisas, mas com aplicações Web de edição de texto, planilhas de cálculo, streamings de vídeo e e-mails, tive uma experiência fluida e segura. Não apenas o Chrome estava aberto, mas também um software de edição de imagens.

Instalei jogos também, pois é um dos testes mais exigentes para qualquer computador. É importante dizer que o XPS não é um notebook gamer (que suporta jogos pesados), pois não usa um chip gráfico dedicado a isso.

Porém, mesmo assim, o chip gráfico integrado da Intel, Iris Plus G7, surpreendeu. Instalei primeiro o League of Legends, na resolução full HD. Nessa resolução de tela e configurações gráficas do jogo no nível médio, o XPS 13 9300 atingiu 114 fps (frames por segundo). Para ter uma referência, é possível jogar bem, sem travadas,  a partir de 30 fps.

Jogo League of Legends obteve ótimo desempenho. Com 114 frames por segundo, a experiência de jogar foi muito fluida.

Como o XPS foi bem, decidi arriscar mais e instalei um game que exige muito processamento gráfico, o Wolfenstein II, the new colossus. Com a tela em full HD e configurações do jogo no nível médio, obtive 32 fps. Para um jogo pesado e para um notebook que não é gamer, o processador gráfico integrado da Intel fez um ótimo trabalho.

notebook Dell XPS 13
O XPS não é feito para jogos pesados, porém, mesmo assim, arriscamos instalar um com gráficos exigentes. Foi possível ter uma boa experiência, de acordo como relatamos no texto.

Velocidade do armazenamento do XPS 13 9300

Com capacidade de 1 TB, o tipo de armazenamento do notebook XPS é SSD NVMe com conector M.2. É a tecnologia de armazenamento mais avançada até o momento e atinge velocidades de leitura acima de 3 GB/segundo e de escrita de 2,7 GB/segundo. 

Para ter uma referência, esses índices mostram que essa tecnologia é de três a cinco vezes mais rápida do que um SSD convencional (SATA) e cerca de 18 vezes mais rápido do que um HD magnético, dependendo do tipo de HD.

Para iniciar o Windows 10, por exemplo, o XPS 13 9300 leva apenas 15 segundos para deixar o sistema pronto para uso. E como se pode deduzir, iniciar qualquer programa também é algo extremamente rápido nesse notebook.

Dell XPS 13 9300: tela de 4K sensível ao toque

Esse modelo emprestado a nós para testes é o mais completo. E isso se estende também à tela. A tela tem 13,4 polegadas, com resolução máxima de 4K. Abaixo, disso, também pode ser configurada no Windows para full HD (1920 x 1080), HD (1280 x 720) e também outras resoluções nas proporções de 16:9 e 16:10.

As bordas mais finas em todos os lados é um destaque em relação à versão anterior do XPS. Com isso, a Dell conseguiu aumentar a área útil verticalmente e, por isso, consegue alcançar resoluções de proporções 16:10. Isso dá mais área útil verticalmente.

Outro destaque dessa tela é que é sensível ao toque. Um detalhe técnico importante: a tela usa tecnologias HDR e Dolby Vision, o que tornas as cores mais vivas (mais contraste sem ficar escuro) e também com alta fidelidade em relação a fonte original (as cores exibidas na tela são bem próximas das cores reais).

Exemplo da nitidez da tela do XPS 13 9300. Reprodução de Cores fieis ao original da câmera que foi tirada a foto.

Temos algumas observações sobre a tela: a resolução 4K e as cores vivas enchem os olhos de quem trabalha com fotos e mídia em geral. A qualidade da imagem é, sem dúvida, excelente. Mas, com um tamanho de 13,4 polegadas, a resolução 4K não faz tanta diferença para assistir a um filme, por exemplo.

Além disso, para ler ou trabalhar com planilhas, os caracteres acabam ficando muito pequenos, dificultando a visão. Outro detalhe: quanto mais pixels ativos, maior o consumo de bateria. É claro que é possível escolher outras resoluções, como foi dito. Mas o preço de uma tela 4K sensível ao toque encarece bem o produto.

A tela sensível ao toque é algo bem legal, mas também vale comentários. É muito legal, por exemplo, usar aplicações que tenham ícones e você poder tocar na tela para agilizar. Netflix, por exemplo. Usar a tela como se fosse um tablet, agiliza bastante para escolher filmes, legendas, idiomas e navegar pelos títulos.

Portanto, fica a dica: se você pode gastar um dinheiro a mais pelo XPS com tela 4K e sensível ao toque, vá em frente, pois não deixa de ser um recurso a mais. Mas, se precisar economizar, escolha o modelo de XPS com resolução full HD, que já é excelente para um notebook de 13,4 polegadas e o preço do notebook é menor.

Dell XPS 13 9300: Conectividade

Esse XPS já está equipado com Wi-Fi 6 e também suporta os protocolos anteriores. O Bluetooth também é a versão mais atual, 5.1. Quanto às portas, tem duas USB tipo C, uma em cada lateral do notebook.

Importante saber que, apesar do conector ser padrão USB-C, a tecnologia é a Thunderbolt 3. Isso quer dizer que esta porta é oito vezes mais veloz do que uma USB 3.0 e também é compatível com saída de vídeo HDMI, tendo três vezes mais largura de banda do que uma HDMI 1.4.

notebook Dell XPS 13
No lado esquerdo do notebook há uma USB-C padrão Thunderbolt 3 e o leitor de cartão micro SD. No lado direito há mais uma porta USB-C e um conector combo para fone de ouvido / microfone

Portanto, é possível conectar um monitor de vídeo nesse notebook e com resolução de até 4K. Claro, é possível conectar HDs externos e smartphones e, também por elas, a bateria é carregada.

A falta de um conector USB-A (o mais largo) pode ser algo ruim para algumas pessoas, mas é bom dizer que a USB-C é a tendência de mercado atualmente. Mesmo assim, a Dell envia um adaptador USB-C para USB-A dentro da caixa do notebook. Ainda na lateral direita há um conector P2 para fone de ouvido / microfone.

O XPS 13 9300 acompanha um adaptador de USB-C para USB-A 3.0

Dell XPS 13 9300: qualidade do áudio

O notebook conta com dois alto-falantes, cada um posicionado nas laterais da base. Como a base é ligeiramente curva, o áudio é direcionado um pouco para baixo. É uma técnica utilizada em vários laptops, porque aproveita a mesa como um rebatedor, o que é bom, pois reflete o som de forma eficiente. 

Além disso, é importante dizer que a experiência de ouvir um áudio em volume alto foi muito boa para um notebook tão fino. Graves e áudio são bem equilibrados, sem maiores comentários aqui, apenas que o volume alto não distorce e foi uma experiência boa.

O Dell XPS 13 9300 usa dois alto falantes de cada lado, com duas saídas para cada um.

A saída de fone de ouvido fornece um pouco mais de qualidade (claro que também vai depender do seu fone de ouvido), porque utiliza a tecnologia surround virtual 3D 360º da Waves NX. Por meio de software, sem configuração por parte do usuário, esse recurso fornece experiência de profundidade e de direção de onde vem o som, o que é ótimo para uma imersão mais real em filmes, por exemplo. 

Para testar, usei um fone de ouvido comum, desses que acompanham smartphones. Na prática, a experiência foi muito boa, com som claro nas vozes e com bastante detalhes em efeitos de ação.

Dell XPS 13 9300: duração de bateria

A bateria do XPS tem quatro células, com capacidade total de 52 Watts/hora. Fiz o teste com resolução de tela em full HD e com brilho pela metade. Também configurei o Windows 10 para que a tela nunca fosse desligada, para o teste mostrar o tempo em horas com consumo contínuo de energia.

Consegui fazer testes bem próximos de uso real, pelo tempo estendido que o notebook ficou comigo (obrigado por isso, Dell).

Primeiro, liguei o notebook por volta das 8h00 da manhã com a bateria a 100%. Seguindo as condições acima, usei o XPS como estação de trabalho e usei o Chrome a maior parte do tempo durante o dia.

Durante o período, eu deixei pouco mais de 15 abas abertas o tempo todo, usando aplicações de planilhas, editor de texto e pesquisas em vários sites. Além disso, assisti a alguns vídeos no Youtube que, somados, totalizavam duas horas. Nessas condições, a bateria durou oito horas e 32 minutos, até chegar a carga restante de 5%.

Em outro dia, com os mesmos parâmetros de tela e configuração de bateria do  Windows, usei novamente o Chrome com a mesma quantidade de abas abertas e mesmo tipo de trabalho. Mas, dessa vez, joguei por cerca de 1h30 o Wolfenstein II, aquele game que comentei no item “‘desempenho” que exige muito da CPU e GPU.

Nesse perfil, a bateria levou seis horas e cinco minutos para chegar a 5% da carga total. Esses tempos dos testes não estão nada mal para um notebook que oferece alto desempenho de processamento e de tela, item que consome boa parte da energia.

E para fechar o teste de duração de bateria, ainda rodei o PCMark 10. Esse software é composto de vários benchmarks (metodologia de testes para comparar e medir desempenho), incluindo testes de bateria.

No modo chamado Office Battery Life são executadas rotinas de testes com várias aplicações e atividades da vida real, como o pacote Office completo, simulação de videoconferência e navegação na internet em sites diversos, com conteúdos mistos. Nesse teste, o XPS 13 atingiu a duração de oito horas e 31 minutos de bateria, como mostra a tela abaixo; e aqui está o link para verificação do teste.

notebook Dell XPS 13
Resultado de testes de bateria do software PCMark10. Em um perfil de uso de escritório, com simulação de videoconferência, navegação web e softwares de produtividade, o XPS 13 9300 segurou a carga por mais de 8 horas e meia.

Isso também mostra que a Intel fez um ótimo trabalho na CPU mobile Core i7 de 10ª geração. Ela consegue executar operações multitarefa e processos mais pesados gerenciando energia com eficiência. É fato que a Dell colaborou um pouco no XPS, pois ela limita o TDP (dissipação térmica da CPU), ajustando a velocidade máxima um pouco abaixo do total em configurações internas no notebook.

Dell XPS 13 9300: sistema de resfriamento

O XPS usa duas ventoinhas em um pipe de cobre para jogar o ar quente para fora. O sistema é bastante silencioso, só fazemos uma ressalva aqui. A abertura que puxa o ar frio para resfriar o sistema, é uma grade que fica em linha na parte de baixo. E o ar quente é jogado para fora por outra grade que fica na parte próxima ao inferior da tela, como mostra a figura.

Notebook Dell XPS 13 9300: na seta em azul, o ar de fora é puxado para resfriamento dos componentes. A seta em vermelho indica o local em que o ar quente é expelido.

A dica nessa parte é tomar cuidado para não obstruir a passagem de ar na parte de baixo. É preciso ficar atento para não apoiar o XPS nas pernas ou em tecidos – deixar ligado em cima da cama ou sofá, por exemplo.

Conclusão

O XPS 13 9300 foi uma ótima atualização dessa linha de notebooks da Dell. O processador da Intel, Core i7 de 10ª geração, fez um ótimo trabalho de desempenho equilibrando com duração de bateria. Vale destacar o processador gráfico integrado, também da Intel, que executou jogos muito bem. O armazenamento SSD tipo NVMe ajuda muito na velocidade, carregando programas muito rapidamente.

A tela com resolução 4K e sensível ao toque é ótima, porém, tenho ressalvas. Minha opinião é que a resolução 4K é um exagero para uma tela de 13,4 polegadas (mais detalhes estão no item tela, no texto). E a tela de toque é um plus, mas tudo isso encarece o notebook. Portanto, se você precisa economizar, a escolha do modelo de XPS com tela full HD também é ótima opção sem perder qualidade de imagem.

A duração da bateria foi uma ótima surpresa. Tranquilamente dura um dia inteiro de trabalho (veja os testes acima no item bateria), sem susto de acabar durante uma atividade. É raro testar um notebook com tantas características positivas, principalmente quando se fala de desempenho e duração de bateria. Mas os testes provaram que o XPS foi um projeto muito bem sucedido pela Dell.

O preço começa em R$ 8.698 e vai até R$ 11.567 no site da Dell (até a publicação desse review). Caro? Sim, também acho. Porém, para o bem da verdade, é preciso dizer que não há produto de tecnologia importado que esteja com preço acessível com o dólar na casa Dos R$ 5,50.

Mais informações e serviços: Dell

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos