Gestão

CLM mapeia avanços que atendam à infraestrutura e segurança

CLM indica a nova versão do Barracuda CloudGen Firewall para automatizar e proteger migrações corporativas para nuvens públicas privadas, cada vez mais necessárias com o isolamento social

A CLM, distribuidor latino-americano focado em segurança da informação e infraestrutura de rede, criou o Grupo de Trabalho Covid19, que tem trabalhado intensamente para apoiar seus canais nas demandas urgentes decorrentes da proliferação do trabalho remoto adotado por muitas organizações e que explodiram com a crise do novo coronavírus.

Como na área médica, equipes multidisciplinares no mundo todo estão mapeando as milhares de drogas conhecidas em busca de algumas que mitiguem o impacto da Covid-19 na saúde, o GT da CLM está mapeando as tecnologias disponíveis para acelerar a transformação digital das organizações, com segurança, rapidez e investimento adequado.

Os especialistas da CLM fizeram uma verdadeira varredura nos road maps de seus fabricantes para que seus mais de 400 canais, no Brasil e na América Latina, possam desenvolver projetos, implementá-los e entregar soluções eficazes muito rapidamente.

Um avanço tecnológico importante, mapeado pelos profissionais da CLM, foi a introdução de recursos que automatizam e protegem migrações corporativas para a nuvem pública, com a gestão segura e avançada de SD-WAN, arquiteturas WAN definidas por software. Se elas já ofereciam direcionamento de aplicativos de negócios, economia de custos e desempenho para aplicativos de Software como Serviço (SaaS) e serviços de comunicação unificada, com a inclusão de novos recursos, agora, elas conseguem otimizar a conectividade em nuvem e automatizar a proteção escalável em implantações multicloud.

A Barracuda adicionou uma variedade de recursos de automação para otimizar a implantação e garantir visibilidade e controle para implementações bem-sucedidas e totalmente protegidas  

O diretor da CLM, Tom Camargo, explica que uma das deficiências da SD-WAN era quanto à segurança por seu acesso direto à internet. “Esse problema foi totalmente resolvido na nova versão do Barracuda CloudGen Firewall, que redefine o conceito de firewall, de simples proteção de perímetro, para uma solução de otimização de redes distribuídas que podem ser escaladas para qualquer número de locais e aplicações.
A Barracuda adicionou uma variedade de recursos de automação para otimizar a implantação e garantir visibilidade e controle para implementações bem-sucedidas e totalmente protegidas,” assinala Camargo.

Com a Transformação Digital e o isolamento social instaurado com a Covid-19, as organizações estão migrando para o trabalho distribuído, infraestrutura em nuvem pública e privada.

De acordo com o Gartner, “as organizações exigem simplicidade, escalabilidade, flexibilidade, baixa latência, convergência generalizada e segurança de rede, criando a borda de serviço de acesso seguro (SASE)”.

Como explica o vice-presidente de segurança de rede da Barracuda, Klaus Gheri: “O gerenciamento da SD-WAN pode ser complexo. Muitos produtos SD-WAN precisam de dias para serem implantados e podem introduzir novas vulnerabilidades se não estiverem configurados corretamente.” O Barracuda CloudGen Firewall, continua Gheri, fornece uma solução SD-WAN completa, integrada à infraestrutura de Nuvem, fornecendo às organizações a segurança e conectividade necessárias com automação inteligente.

Os principais recursos e as novas funcionalidades agregadas à sua solução estão sendo comunicados à rede de mais de 400 canais da CLM:

• Otimização direta da internet – o CloudGen Firewall passa a escolher automaticamente a melhor ligação direta à internet disponível para aplicativos típicos de Nuvem, como Dropbox e SalesForce. Em segundo plano, monitora sua disponibilidade e prioriza dinamicamente a melhor ligação ascendente para cada localidade geográfica, com base em suas condições naquele momento.
“Este recurso é imprescindível na atual conjuntura, em que o trabalho remoto e as pessoas em casa usam de forma crescente a internet, sobrecarregando a rede, tornando-a lenta,” salienta Camargo.

• WAN Path Controller – o novo painel expande ainda mais os recursos do Firewall Insights e exibe dinamicamente os dados globais da WAN e o status de integridade de cada local remoto, inclusive a casa dos usuários em home office. Isso permite que as empresas obtenham um uso mais eficiente dos recursos da WAN, melhorando o desempenho dos principais aplicativos.

• Integração automatizada com a vWAN do Azure – o CloudGen Firewall agora se integra à vWAN do Azure com gerenciamento centralizado, implantação zero touch e suporte às políticas de vWAN do Office 365 para desempenho otimizado dos aplicativos em Nuvem.

• API de automação de ciclo de vida completo – o CloudGen Firewall agora inclui recursos para segmentação de rede, segurança e controle de acesso para implantação automatizada como parte de processos ágeis de desenvolvimento em nuvem. A ideia é que as organizações aproveitem todo o potencial de suas iniciativas de migração para a Nuvem.

• VPN automática – o CloudGen Firewall oferece automação de VPN em diversos provedores de Nuvem Pública.

• Desempenho de multi-gigabits – a nova versão do CloudGen Firewall pode mais que dobrar o desempenho da rede na nuvem em relação às versões anteriores. Isso permite hospedar e proteger até as cargas de trabalho mais exigentes que exigem grande largura de banda.

• Melhoria de até 50% no desempenho da VPN – a otimização e a modernização do mecanismo VPN subjacente agora utilizam o poder de processamento fornecido pelo dispositivo com vários núcleos e hardware virtual. Isso pode resultar em melhorias de até 50% na taxa de transferência criptografada da VPN, mesmo para as unidades Barracuda CloudGen Firewall já implantadas.

Camargo enfatiza ainda que a CLM distribui as soluções de segurança habilitadas para nuvem, da Barracuda Networks, há mais de quinze anos. “Neste tempo todo, vimos a preocupação da empresa do Vale do Silício em atingir o estado da arte em sua tecnologia. Observando os avanços do release 8 do Barracuda CloudGen Firewall, nosso corpo técnico identificou que a solução atende a todas as demandas atuais de gerenciamento de SD-WAN, otimização da conectividade em nuvem e automação escalável da proteção em várias nuvens,” finaliza.

Em breve, a distribuidora brasileira vai divulgar mais informações sobre o mapeamento.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório

Agenda & Eventos