book_icon

Conheça cinco principais benefícios de AIOps e automação

A aplicação de recursos de IA, como processamento de linguagem natural e modelos de aprendizado de máquina, para automatizar fluxos de trabalho operacionais traz várias vantagens

Conheça cinco principais benefícios de AIOps e automação

Criado pela empresa de pesquisa Gartner, o AIOps é Inteligência Artificial para Operações de TI. Na prática, é a aplicação de recursos de IA, como processamento de linguagem natural e modelos de aprendizado de máquina, para automatizar e otimizar fluxos de trabalho operacionais. Aarti Rebecca Cherian, diretora de Marketing e Comunicações de TI e Automação de Rede da IBM, publicou no blog da companhia um artigo examinando os problemas tradicionais de operação de TI pelas lentes da automação orientada por dados e os benefícios da AIOps. “É uma maneira poderosa de abordar problemas críticos, como desempenho de aplicativo abaixo do ideal e experiências ruins do cliente, aumentar métricas como MTTR e abordar problemas de habilidade da equipe de TI para maior resiliência”, disse.

1. De pontos cegos de desempenho a mais observabilidade e melhor colaboração

A proliferação de serviços em Nuvem, microsserviços, contêineres e ambientes de Nuvem híbrida pode deixar as equipes de operações de TI tradicionais lutando para monitorar e gerenciar possíveis problemas nesses ambientes complexos. O resultado são pontos cegos, alarmes falsos e atrasos na identificação e resolução de problemas. E cada segundo conta – uma pesquisa recente da IDC constatou que uma única hora de inatividade custa em média US$ 250 mil ou mais quando um serviço de produção gerador de receita é afetado.

Com AIOps, você tem o benefício de ferramentas de observabilidade que fornecem granularidade e cardinalidade de dados quase em tempo real para todas as partes interessadas do aplicativo. Melhor visibilidade, comunicação e transparência significam que as equipes podem identificar problemas de maneira mais ágil e responsiva. Por exemplo, o Enento Group modernizou os sistemas locais existentes e usou a observabilidade para monitorar todos os seus aplicativos em um só lugar. Essa abordagem permitiu que eles cumprissem os SLAs e alcançassem 99,99% de disponibilidade.

O gerenciamento proativo de incidentes com IA ajuda a identificar falsos positivos e priorizar os alertas mais urgentes. Isso dá às equipes de TI o poder de resolver possíveis problemas antes que eles causem lentidão, interrupções ou experiências ruins do cliente

As redes complexas e diversas de hoje também se beneficiam de AIOps e monitoramento de desempenho em tempo real. O BT Business possibilitou um novo patamar de visibilidade e consolidou o número de sistemas de monitoramento em 80%. Isso permitiu uma integração mais simples e ofereceu uma grande redução nos custos de licenciamento de software.

2. De “nenhum humano consegue acompanhar” para MTTR mais rápido

Em média, as organizações estão usando mais de 1 mil aplicativos em ambientes de Nuvem híbrida. Também estamos nos afogando em dados, mas menos de um terço dos dados corporativos são usados. As infraestruturas de TI tradicionais não conseguem acompanhar a análise de todas as informações, o que significa que é difícil – se não impossível – entender as oportunidades de melhoria e inovação.

O benefício do AIOps é que você tem as ferramentas para reduzir o ruído de TI enquanto correlaciona dados de operações de vários ambientes de TI. Isso significa que você pode usar a detecção de anomalias, realizar análises de causa raiz e propor soluções com mais rapidez e precisão do que é humanamente possível. As equipes de TI podem mudar da correção para a implementação e agregar maior valor aos negócios. Por exemplo, o ExaVault escolheu uma solução de observabilidade para visibilidade instantânea dos problemas de desempenho do aplicativo e, como resultado, reduziu o tempo médio de resolução (MTTR) em 56,6%.

3. Dos gastos excessivos à otimização de custos

Muitas vezes, a abordagem tradicional de ITOps para gerenciar aplicativos é gastar demais na Nuvem para evitar riscos de desempenho. Não é de admirar que as organizações digam que 32% de seus gastos com Nuvem foram desperdiçados em 2022. Mas hoje em dia, cada centavo conta, e esse gasto desperdiçado também tem implicações ambientais.

O benefício do AIOps é a capacidade de otimizar os custos da Nuvem usando software – não intervenção humana – para tomar decisões críticas. Os aplicativos obtêm exatamente os recursos de que precisam, quando precisam, de forma contínua e automática. Por exemplo, em apenas 10 meses, a Providence migrou com segurança uma parte significativa de suas cargas de trabalho para o Azure e obteve mais de US$ 2 milhões em economia por meio de ações de otimização, garantindo o desempenho do aplicativo, mesmo durante picos de demanda.

4. De um impacto ambiental negativo para uma TI mais sustentável

Os Data Centers respondem por 1% a 1,5% do uso global de eletricidade. Como mencionado, não é incomum que as equipes de TI aloquem recursos em excesso para mitigar os riscos de desempenho do aplicativo. No entanto, essa abordagem tradicional custa tanto para os negócios quanto para o meio ambiente, e os clientes estão observando a seriedade com que você leva os compromissos com ESG. De acordo com a Nielsen, 75% dos Millennials mudarão seus hábitos de compra para favorecer produtos ecologicamente corretos.

Quando se trata de sustentabilidade, as ferramentas AIOps permitem que você implemente a disciplina de gerenciamento financeiro em Nuvem FinOps e otimize automaticamente seus ambientes de Nuvem e Data Center. Isso, por sua vez, diminui a quantidade de energia utilizada, reduzindo o desperdício produzido por máquinas ociosas. Por exemplo, desde a mudança para AIOps, a BlueIT reduziu o desperdício nos ambientes de seus clientes. Depois de executar recomendações de recursos alimentadas por inteligência artificial, um cliente obteve uma redução de 10% na memória e na superalocação de CPU.

5. Das preocupações da equipe (e simulações de incêndio de TI) para uma força de trabalho mais produtiva

Encontrar, manter e treinar a equipe de TI certa é uma das principais preocupações. Por causa da automação e das novas tecnologias, estima-se que 50% de todos os funcionários precisarão aprimorar ou requalificar até 2025. ITOps tradicionais dependem muito de intervenção humana individual, esforços manuais (como perseguir bugs) ou conhecimento institucional do que funcionou no passado.

O benefício do AIOps é que ele permite que os funcionários usem ferramentas que aprendem continuamente, de modo que o conhecimento não desaparece quando alguém se aposenta. O gerenciamento proativo de incidentes com IA ajuda a identificar falsos positivos e priorizar os alertas mais urgentes. Isso dá às equipes de TI o poder de resolver possíveis problemas antes que eles causem lentidão, interrupções ou experiências ruins do cliente.

Por exemplo, a Electrolux acelerou a resolução de problemas de TI de três semanas para apenas uma hora por meio de um tempo médio de detecção (MTTD) mais rápido e economizou mais de 1 mil horas por ano ao automatizar as tarefas de reparo.

Como nossos sistemas continuam crescendo em complexidade, os desafios de TI (e as pressões que você enfrentará) certamente não diminuirão. Mas ao elevar o nível de suas operações de TI com soluções AIOps (e os benefícios AIOps que vêm com elas), você terá a automação, alimentada por inteligência artificial, para criar TI que pode responder em segundos para menos tempo de inatividade, melhor desempenho do aplicativo, custos operacionais mais baixos e maior sucesso com a transformação digital.

Serviço
www.ibm.com

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.