book_icon

Benner anuncia que zerou o impacto das suas emissões de CO2 pelo segundo ano consecutivo

Com uma redução de 15% em relação a 2021, companhia conquista selo Carbon Free pelo segundo ano consecutivo por novamente neutralizar 100% das emissões. Além das compensações das emissões e das políticas internas de inclusão, a Benner direcionou cerca de 15% dos investimentos do roadmap dos produtos em 2022, que totaliza mais de R$ 16 milhões, para a agenda ESG.

Benner anuncia que zerou o impacto das suas emissões de CO2 pelo segundo ano consecutivo

As ameaças relacionadas às mudanças climáticas estão entre as principais a serem enfrentadas para o desenvolvimento socioeconômico mundial, de acordo com o Relatório de Riscos Globais do Fórum Econômico Mundial. Ciente das suas responsabilidades com o meio ambiente e a sociedade, a Benner, fornecedora de soluções em software e serviços, anuncia que zerou o impacto das suas emissões de CO2 pelo segundo ano consecutivo. Isso significa que todo o dióxido de carbono (CO2) emitido a partir das atividades da empresa foi compensado pelo incentivo a projetos que reduzem a emissão do gás.

A iniciativa faz parte da agenda ESG da Benner, que já resultou em uma redução de 15% das emissões de CO2 em relação a 2021, e a fez receber novamente o certificado Carbon Free por neutralizar 100% das emissões. O Carbon Free, criado pela ONG Iniciativa Verde, é um dos primeiros programas de compensação de emissões de gases do efeito estufa por meio da restauração florestal de áreas degradadas.

Para compensar as emissões de carbono geradas por suas atividades, a Benner contou com o apoio da ONG Iniciativa Verde, que busca contribuir para a melhoria de serviços ambientais

De acordo com o VP de Inovação e Tecnologia da Benner, Marcelo Murilo, a companhia tem intensificado seus esforços na questão da sustentabilidade empresarial. “Reduzir as emissões das nossas atividades em 15% é resultado de um forte trabalho de conscientização interna, e que reflete nosso empenho em apoiar cada vez mais a preservação ambiental”, aponta o executivo.

Segundo estudos do IPCC (Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas), reflorestar é a maneira mais eficiente de sequestrar carbono da atmosfera e diminuir o aquecimento global.

O projeto
Para compensar as emissões de carbono geradas por suas atividades, a Benner contou com o apoio da ONG Iniciativa Verde, que busca contribuir para a melhoria de serviços ambientais. A organização foi a responsável por realizar o diagnóstico das emissões de gases do efeito estufa decorrentes das atividades da companhia, e por calcular quantas árvores precisariam ser plantadas para neutralizar a quantidade de carbono emitida.

Desta forma, a Benner compensou suas emissões de gases de efeito estufa de atividades desenvolvidas ao longo de 2021 através de um projeto de reflorestamento na região da Mata Atlântica, no município de Extrema (MG), no qual serão plantadas 1.551 mudas (equivalente a 0,9303 hectares de restauração florestal) ao longo de 2023, neutralizando 100% das emissões de 2021 da companhia.

A Benner já havia feito projeto semelhante com relação às emissões de 2020, implementado junto à Fábrica Biológica, em Itirapina (SP), na região da Serra da Mantiqueira, em que foram plantadas 1.801 mudas (equivalente a 1,08 hectares), neutralizando 100% das emissões de 2020 da companhia. Logo, com relação à 2021, houve uma redução de 15% nas emissões da companhia.

“Atuando no setor de tecnologia entendemos a importância da manutenção das nossas ações no presente para que um futuro melhor seja possível. Por isso, a Benner está comprometida em participar e apoiar a transição para um mundo mais sustentável, sustentada por uma agenda ESG que direciona toda a nossa estratégia de negócio”, comenta Murilo.

Além das compensações das emissões e das políticas internas de inclusão, a Benner ainda direcionou cerca de 15% dos investimentos do roadmap dos produtos em 2022, que totaliza mais de R$ 16 milhões, para funcionalidades ligadas ao ESG.

Com o projeto agora já inserido na rotina da empresa, o objetivo a longo prazo é calcular mensalmente as emissões de carbono, além de continuar conscientizando colaboradores e clientes sobre a importância de reduzir cada vez mais as emissões.

Agenda ESG
Desde 2020 as diretrizes ESG da Benner já estão em desenvolvimento. Como primeira ação foi adotado o trabalho remoto, motivado pela pandemia, mas cujo retorno foi bem recebido por seus colaboradores. Com o trabalho remoto, além da Benner diminuir suas emissões de carbono por conta da diminuição do deslocamento, também reduziu seu consumo de energia e água, e de outros itens, como copos plásticos e papéis.

“Em nossa unidade de Blumenau, por exemplo, que é uma das maiores, as impressoras foram reduzidas de 6 para apenas 1 graças a diminuição do uso de papel”, ressalta Murilo.

Atualmente, a Benner atua no modelo híbrido não só para que a equipe ainda possa usufruir dos benefícios do trabalho remoto, mas também porque o modelo apoia a diminuição das emissões de carbono na atmosfera.

A Benner conta também com um Comitê de Diversidade e Inclusão com o objetivo de promover ações de conscientização interna para criar cada vez mais um ambiente inclusivo que respeita e apoia a diversidade e planeja para 2023 intensificar as práticas sociais perante as comunidades em que suas unidades estão inseridas.

No que tange a governança corporativa, a Benner já aplica há muitos anos princípios sólidos, contando com um conselho de administração, auditoria externa, código de ética e treinamentos sobre políticas anticorrupção para os colaboradores.

Novas soluções
Além das ações internas que buscam consolidar as políticas ESG dentro da empresa, a Benner ainda está incorporando aos seus produtos funcionalidades que vão permitir a aceleração dessa jornada em seus clientes.

Até o final de 2022, o ERP Benner, irá efetuar o cálculo da pegada de carbono e emitir o relatório de sustentabilidade dos clientes, além de permitir a gestão de fornecedores segundo critérios de sustentabilidade. A solução RH Benner, por sua vez, já conta com vários indicadores de sustentabilidade e diversidade, e ainda mecanismos de coleta e controle de costumes dos colaboradores que buscam facilitar o cálculo da pegada de carbono e o direcionamento de políticas internas. Tais funcionalidades, ao longo de 2023, também permearão os demais produtos da empresa.

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento