book_icon

Vendas de impressoras caíram quase 4% no segundo trimestre, diz IDC

A escassez de oferta persistente continuou a afetar o mercado de periféricos de impressão e os estoques completos não são esperados até 2023

Vendas de impressoras caíram quase 4% no segundo trimestre, diz IDC

As remessas mundiais de periféricos de impressão caíram 3,9% ano a ano para 22 milhões de unidades no segundo trimestre de 2022 (2T22). O valor das remessas diminuiu 5,3% ano a ano durante o trimestre para US$ 9,6 bilhões, de acordo com novos dados do relatório Worldwide Quarterly Hardcopy Peripherals Tracker da IDC. A escassez de oferta persistente continuou a afetar o mercado de periféricos de impressão e os estoques completos não são esperados até 2023. O estudo inclui impressoras de função única, sistemas multifuncionais (MFPs) e copiadoras digitais de função única.

No ranking dos fabricantes, a HP aparece na primeira colocação, com remessas de 8,7 milhões de unidades no período, uma queda de 4% em comparação ao segundo trimestre de 2021, e market share de 39,6%

Segundo o relatório, a IDC espera que as remessas para o restante de 2022 sejam inconsistentes na maioria dos segmentos, com quantidades significativas de novos produtos sendo desviados para atender pedidos e licitações em atraso, e não para novos negócios.

Em termos de mercados regionais, a Ásia/Pacífico (excluindo Japão e China) (APeJC) e a República Popular da China (RPC) superaram todos os outros mercados regionais globais, registrando ganhos unitários ano a ano de 7,4% e 1,0%, respectivamente. O crescimento foi impulsionado principalmente pela recuperação econômica em todos os países da APeJC em comparação com o mesmo período do ano passado. Além disso, as questões de abastecimento e logística também tiveram melhorias nos últimos trimestres. Atividades promocionais em grande escala em 18 de junho na RPC também desempenharam um papel importante no aumento das vendas de impressoras de cartucho de tinta.

No ranking dos fabricantes, a HP aparece na primeira colocação, com remessas de 8,7 milhões de unidades no período, uma queda de 4% em comparação ao segundo trimestre de 2021, e market share de 39,6%.

A Canon, a segunda empresa classificada, registrou um crescimento de 10% ano a ano em todo o mundo, com mais de 4,4 milhões de unidades vendidas. O fornecimento geral da Canon foi melhor no 2T22 para impressoras de cartucho de tinta 4 em 1 do que para impressoras de tanque de tinta 3 em 1. Foram introduzidos novos modelos comerciais e a Canon esperava que o modelo jato de tinta compensasse a lacuna deixada pela descontinuação dos modelos anteriores.

A Epson ficou na terceira colocação, com vendas de 3,8 milhões de unidades, uma queda significativa de 20% em comparação ao mesmo período de 2021, e um market share de 17,6%. Em seguida vem a Brother, com remessas de 1,8 milhão de unidades (market share de 8,4%), um aumento de 4,1% em comparação ao ano passado. A Pantum aparece na quinta colocação, com vendas de 486 mil unidades (2,2% de market share), um crescimento de 28,8% ante o segundo trimestre de 2021.

Serviço
www.idc.com

 

 

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.