book_icon

Barracuda expande plataforma SASE para proteger a Nuvem híbrida

A expansão inclui novos recursos para modelos de implementação híbrida e ambientes IIoT, além de oferecer transferência segura de dados, orquestração, gerenciamento de ativos e detecção de anomalias

Barracuda expande plataforma SASE para proteger a Nuvem híbrida

A Barracuda Networks, fornecedora de soluções de segurança cibernética, anunciou nesta terça-feira (17/5) a expansão de sua plataforma SASE (Secure Access Service Edge) nativa da Nuvem. A plataforma SASE da Barracuda simplifica a funcionalidade Secure SD-WAN, firewall como serviço, Zero Trust Network Access e Secure Web Gateway e incorpora conectividade segura a dispositivos IoT industriais. A expansão inclui novos recursos para modelos de implementação híbrida e ambientes IIoT. Além disso, as novas integrações de tecnologia oferecem transferência segura de dados, orquestração, gerenciamento de ativos e detecção de anomalias.

O anúncio de hoje ressalta o compromisso contínuo da Barracuda de colaborar com parceiros de tecnologia especializados para desenvolver soluções personalizadas, integrar tecnologias avançadas e expandir os recursos de nossas ofertas que priorizam a Nuvem

Como parte da plataforma Barracuda SASE, o CloudGen WAN, serviço Secure SD-WAN da Barracuda e firewall-as-a-Service, agora oferece Borda de serviço privado para implementações híbridas. A Borda de serviço privado é ideal para organizações que precisam seguir determinados requisitos geopolíticos ou precisam de controle total sobre o plano de dados. Os dispositivos de Borda de serviço privado fornecem o mesmo escopo de funcionalidade de segurança e rede que o serviço de Nuvem e são administrados e mantidos por meio de uma plataforma de gerenciamento central.

O Barracuda CloudGen WAN agora oferece dispositivos virtuais Secure Connector e novos dispositivos de site robustos. Essas atualizações fornecem conectividade de Internet das Coisas altamente escalável, bem como segurança baseada em Nuvem e serviço privado para endpoints de IIoT. O agente virtual de endpoint do Secure Connector pode ser implementados em ambientes Docker para uma ampla variedade de soluções IIoT de terceiros.

Para atender aos desafios e requisitos específicos da digitalização e da Internet das Coisas, a Barracuda se integra a parceiros de tecnologia especializados, incluindo FireMon, Skybox, TTTech e Nozomi. Essas integrações permitem que os clientes habilitem a transferência segura de dados, aproveitem a resposta automatizada a incidentes e se alinhem com os mais recentes padrões de segurança da IIoT.

O Zero Trust Access é frequentemente o primeiro passo para o SASE. Como parte da plataforma SASE da Barracuda, o Barracuda CloudGen Access agora oferece novas ferramentas e recursos que simplificam radicalmente as implementações. O CloudGen Access agora está disponível com um proxy pronto para uso para implantação simples e conector de diretório de usuários na nuvem para fácil sincronização de usuários e grupos.

“A expansão da plataforma SASE nativa da Nuvem da Barracuda para modelos de implementação híbrida e ambientes IIoT resolve uma série de desafios comuns de segurança, conectividade e escalabilidade que as empresas estão enfrentando nesta era de Transformação Digital”, disse Tim Jefferson, SVP de Engineering for Data, Rede e Segurança de Aplicativos na Barracuda. “O anúncio de hoje ressalta o compromisso contínuo da Barracuda de colaborar com parceiros de tecnologia especializados para desenvolver soluções personalizadas, integrar tecnologias avançadas e expandir os recursos de nossas ofertas que priorizam a Nuvem”, finalizou.

Serviço
www.barracuda.com

 

Barracuda

Barracuda CloudGen WAN

Borda

edge

firewall

IIoT

IoT

Nuvem híbrida

Sase

SD-WAN

Secure SD-WAN

segurança

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.