book_icon

C&M Software e Prodaf se unem para automatizar cerca de 400 cooperativas singulares nos próximos anos

Objetivo é oferecer uma solução completa de serviços financeiros para que as cooperativas de crédito atuem diretamente com o Banco Central

C&M Software e Prodaf se unem para automatizar cerca de 400 cooperativas singulares nos próximos anos

A C&M Software, empresa autorizada pelo Banco Central a ser uma provedora de serviços de tecnologia no âmbito SPB – e que se mantém na liderança até hoje -, e a Prodaf, que atua no mercado de cooperativismo de crédito, se uniram para a criação de uma joint venture pioneira. Por meio da operação, vão ofertar soluções personalizadas para cooperativas de crédito que desejem atuar de forma singular, ou seja, sem ligação com os grandes bancos e em contato direto com o Banco Central. O objetivo é alcançar, em até cinco anos, cerca de 400 cooperativas em âmbito nacional, setor que consome aproximadamente R$ 100 milhões de reais anuais com produtos, serviços de tecnologia e inteligência de negócios.

A provedora de serviços atua desde 2001 como Psti homologado e autorizado pelo Banco Central do Brasil a está presente na Rsfn para prestar serviços de tecnologia da informação relacionados ao SPB e hoje ao Pix. Já Prodaf conta com equipes de tecnologia, gestão de cooperativas, contábil e comércio, além da carteira de clientes conquistada ao longo de mais de três décadas de atuação junto às cooperativas. Com a união de tecnologia, expertise e uma base sólida de clientes, a joint venture quer levar ao setor uma opção segura, inovadora e de baixo custo.

As cooperativas de crédito que precisam se capacitar tecnologicamente para trilhar um caminho independente 

De olho no movimento das “cooptechs”, cooperativas de crédito que precisam se capacitar tecnologicamente para trilhar um caminho independente, a joint venture oferecerá soluções financeiras completas por meio de combos que se adequem às necessidades de cada cooperativa. Desta forma, elas podem contar com as funcionalidades que mais fazem sentido à realidade dos associados, como conta digital, Pix, sistemas de empréstimo, open banking, entre outros.

Com a chegada das fintechs, houve uma aceleração da bancarização através da criação de produtos e novas formas de distribuição. Segundo Orli Machado, CEO da C&M Software, este movimento vem refletindo agora na forma das cooperativas operarem. “Estamos hoje em um processo de desativar e desconectar as cooperativas vinculadas a centrais ou a bancos comerciais, fornecendo o mesmo nível de serviço e tecnologia que elas possuem neste relacionamento, com mais autonomia e gestão de custos. Entendemos que as “cooptechs” são o novo momento do cooperativismo nacional e que o conceito de inovação não é sobre tecnologia, mas sim sobre como utilizar a tecnologia nos negócios atuais em benefício dos clientes”, explica.

Hoje, de maneira isolada, tanto a C&M Software quanto a Prodaf atendem a 150 cooperativas de créditos ou centrais com os seus produtos. As empresas acreditam que a criação da joint venture foi o caminho natural para que pudessem atender plenamente as demandas do setor. “A operação permitirá que as duas empresas mantenham o foco nas suas atuações e, também, complementem a sua linha de produtos, comercializando-os a um custo menor e de maneira integrada”, complementa Machado.

“Nos últimos anos, a Prodaf sofreu diversas investidas de diferentes empresas e investidores, que iam desde associação à aquisição, mas em nenhuma destas propostas a empresa observava algo de inovação que fosse capaz de motivar, renovar e aquecer o mercado, como pretende fazer a Joint Venture” afirma Carlos Rogério, diretor Comercial da Prodaf.

C&M Software

Carlos Rogério

cooperativismo de crédito

Orli Machado

Prodaf

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | TECNOLOGIA

5G impõe seu ritmo

Leia nessa edição sobre carreira

MERCADO

Brincadeira de gente grande

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

GESTÃO

Backup: a última linha de defesa

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

NEGÓCIOS

Terceirização de equipamentos

Maio 2022 | #57 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento