book_icon

Intel e QuTech colaboram para produzir qubits de silício em escala

A pesquisa foi publicada na revista Nature Electronics e é a primeira revisada por pares da Intel que demonstra a fabricação bem-sucedida de qubits em silício de 300 mm

Intel e QuTech colaboram para produzir qubits de silício em escala

Pesquisadores da Intel e da QuTech, um centro avançado de pesquisa em computação quântica, composto pela Universidade de Tecnologia de Delft (TU Delft) e pela Organização Holandesa de Pesquisa Científica Aplicada (TNO), criaram com sucesso os primeiros qubits de silício em escala na fábrica D1 da Intel em Hillsboro, Oregon (EUA). O resultado é um processo que pode fabricar mais de 10 mil arrays com vários qubits de silício em um único wafer com rendimento superior a 95%. Essa conquista é dramaticamente maior na contagem de qubits e no rendimento do que os processos universitários e laboratoriais típicos usados ​​hoje.

Nossa pesquisa prova que um computador quântico em escala real não é apenas viável, mas também pode ser produzido em uma fábrica de chips atual

Esta pesquisa foi publicada na revista Nature Electronics e é a primeira pesquisa revisada por pares da Intel que demonstra a fabricação bem-sucedida de qubits em silício de 300 mm. O novo processo usa técnicas avançadas de fabricação de transistores, incluindo litografia totalmente óptica para produzir qubits de spin de silício, o mesmo equipamento usado para produzir os chips CMOS (metal-oxide-semiconductor) complementares de última geração da Intel. A pesquisa inovadora é um passo crucial no caminho para o dimensionamento de chips quânticos, demonstrando que é possível que os qubits sejam eventualmente produzidos ao lado de chips convencionais nas mesmas instalações de fabricação industrial.

“A computação quântica tem o potencial de fornecer desempenho exponencial para certos aplicativos no espaço de computação de alto desempenho”, disse James Clarke, diretor de Hardware Quântico da Intel. “Nossa pesquisa prova que um computador quântico em escala real não é apenas viável, mas também pode ser produzido em uma fábrica de chips atual. Estamos ansiosos para continuar trabalhando com a QuTech para aplicar nossa experiência na fabricação de silício para liberar todo o potencial do quantum”, comentou.

Serviço
www.intel.com

 

chip

computação quântica

Intel

qubits

QuTech

Silício

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | TECNOLOGIA

5G impõe seu ritmo

Leia nessa edição sobre carreira

MERCADO

Brincadeira de gente grande

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

GESTÃO

Backup: a última linha de defesa

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

NEGÓCIOS

Terceirização de equipamentos

Maio 2022 | #57 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento