book_icon

Intel inaugura expansão de sua fábrica no Oregon e muda nome do campus

O antigo campus Ronler Acres agora se chama Gordon Moore Park, em homenagem ao cofundador da Intel, hoje com 93 anos, que ficou célebre pela Lei de Moore

Intel inaugura expansão de sua fábrica no Oregon e muda nome do campus

A Intel celebrou nesta segunda-feira (11/4) a inauguração da mais recente expansão da D1X, sua fábrica de ponta em Hillsboro, Oregon (EUA). Em uma cerimônia de inauguração com a presença de altos funcionários do governo e líderes comunitários, o CEO da Intel, Pat Gelsinger, destacou o impacto positivo da empresa no Oregon e reiterou seu compromisso com a liderança dos EUA em pesquisa e desenvolvimento de semicondutores (P&D). Em homenagem à herança de inovação do local, a Intel também anunciou um novo nome para o campus de quase 500 acres: Gordon Moore Park. O novo nome reconhece as contribuições exclusivas do site para impulsionar a Lei de Moore, a previsão de 1965 do co-fundador da Intel Gordon Moore, hoje com 93 anos, que tem guiado a inovação na indústria de semicondutores por mais de 50 anos. Moore profetizou que a quantidade de transístores colocados em uma mesma área dobraria a cada 18 meses.

“Desde sua fundação, a Intel tem se dedicado ao avanço incansável da Lei de Moore. Este novo espaço de fábrica reforçará nossa capacidade de fornecer o roteiro de processo acelerado necessário para apoiar nossa ousada estratégia IDM 2.0. O Oregon é o coração de longa data de nossa pesquisa e desenvolvimento global de semicondutores, e não consigo pensar em nenhuma maneira melhor de honrar o legado de Gordon Moore do que conceder seu nome a este campus, que, como ele, teve um papel tão importante no avanço de nossa indústria”, disse Pat Gelsinger, CEO da Intel.

Gordon Moore Park é a sede da organização global de Desenvolvimento de Tecnologia da Intel, responsável pelo avanço da Lei de Moore criando novas arquiteturas de transístores, processos de wafer e tecnologias de empacotamento que sustentam o roteiro de produtos da empresa e fornecem a base para aplicações que vão desde computadores para infraestrutura em Nuvem até redes 5G. A equipe de aproximadamente 10 mil funcionários, baseada principalmente em Hillsboro, é amplamente reconhecida como uma das organizações de engenharia de processo de silício mais proeminentes do mundo.

Durante os 25 anos de história do campus, engenheiros e cientistas de lá enfrentaram continuamente – e depois superaram – os desafios impostos pela física quando os recursos de um chip encolhem para o tamanho de átomos. Com invenções como a tecnologia high-k metal gate, transistores 3D tri-gate e silício tensionado, a Intel tem consistentemente entregado inovações de processos fundamentais para manter o ritmo com a Lei de Moore.

“Todas essas inovações de processo inovadoras se originaram aqui mesmo no Oregon. Com a nova expansão de nossa fábrica D1X, Oregon está bem posicionado para fornecer a próxima geração de tecnologias de ponta”, disse Ann Kelleher, vice-presidente executiva e gerente-geral de Desenvolvimento de Tecnologia. “Os semicondutores são fundamentais para a liderança em tecnologia dos EUA, nossa economia e resiliência da cadeia de suprimentos. A Intel é a única empresa no mundo com a maior parte de seu processo e embalagem de P&D e fabricação de semicondutores de ponta de alto volume nos Estados Unidos”, comentou.

No ano passado, a Intel revelou um dos roteiros de tecnologia de processo mais detalhados de sua história. A empresa mudou para um ritmo acelerado de inovação para permitir uma cadência anual de melhorias, aproveitando tecnologias inovadoras que impulsionarão novos produtos até 2025 e além, incluindo:

– RibbonFET, a primeira nova arquitetura de transistor em mais de uma década.

– PowerVia, um novo método de fornecimento de energia traseiro inédito no setor.

– O primeiro uso da indústria de litografia High NA EUV de próxima geração.

Com o “Mod3” – um investimento de mais de US$ 3 bilhões para expandir o D1X – os engenheiros da Intel agora têm mais 270 mil pés quadrados de espaço de sala limpa para desenvolver tecnologias de processo de silício de próxima geração. A qualquer momento, várias tecnologias de processos lógicos estão em vários estágios do ciclo de desenvolvimento na fábrica D1X. A equipe de Desenvolvimento de Tecnologia cria a tecnologia de fabricação básica necessária para trazer inovações para o mundo físico. Novas tecnologias de processo são então transferidas de forma idêntica desta fábrica central de desenvolvimento em Oregon para a rede global da Intel de locais de fabricação de alto volume. Após a transferência, a rede de fábricas e a fábrica de desenvolvimento colaboram para continuar impulsionando melhorias operacionais. Isso permite uma rápida aceleração da operação, aprendizado rápido e melhor controle de qualidade.

Esta última expansão se baseia na história de quase 50 anos de investimento da Intel no Oregon. As operações da Intel no Estado são sua maior concentração de instalações e talentos no mundo, com cerca de 22 mil funcionários em quatro campi em Hillsboro – 32 km a oeste de Portland. A expansão Mod3 eleva o investimento total da Intel em Oregon para mais de US$ 52 bilhões. Com base em dados de 2019, a pegada econômica direta mais significativa da Intel é encontrada em Oregon. Com seus funcionários, uma vasta rede de empreiteiros e fornecedores locais, investimentos de capital e outros impactos a jusante, o impacto anual total da Intel é de mais de 105 mil empregos, mais de US$ 10 bilhões em renda trabalhista e US$ 19 bilhões em Produto Interno Bruto.

Serviço
www.intel.com

 

fábrica

Gordon Moore

IDM 2.0

Intel

Lei de Moore

Oregon

Pat Gelsinger

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital
Edição do mês

Leia nesta edição:

Leia nessa edição sobre tecnologia

CAPA | TECNOLOGIA

5G impõe seu ritmo

Leia nessa edição sobre carreira

MERCADO

Brincadeira de gente grande

Leia nessa edição sobre setorial | saúde

GESTÃO

Backup: a última linha de defesa

Esta é para você leitor da Revista Digital:

Leia nessa edição sobre sustentabilidade

NEGÓCIOS

Terceirização de equipamentos

Maio 2022 | #57 - Acesse:

Infor Channel Digital

Baixe o nosso aplicativo

Google Play
Apple Store

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento