book_icon

Tractian oferece sistema online de manutenção preditiva para indústrias

A empresa trabalha com um sistema de monitoramento de equipamentos de desenvolvimento próprio, tanto no hardware quanto no software, oferecidos na forma de mensalidade

Tractian oferece sistema online de manutenção preditiva para indústrias

Dentro da discussão que se faz sobre a Indústria 4.0, a Tractian oferece um sistema online de manutenção de equipamentos que combina sensores de monitoramento com software de análise de rotina das máquinas. Com soluções inovadoras, a empresa oferece o que há de mais moderno para empresas de grande, médio e pequeno porte, principalmente quando o assunto é segurança e eficiência nas operações.

Fundada em 2019 por Igor Marinelli e Gabriel Lameirinhas, a startup surgiu com o propósito de oferecer tecnologia para facilitar a vida dos trabalhadores e das empresas brasileiras. “Vivemos a vida inteira vendo nossos pais, que trabalhavam como coordenadores de manutenção, saindo de nossas casas na madrugada para resolver os problemas nas operações. Isso foi algo que sempre nos intrigou e foi assim que criamos o primeiro sensor e a plataforma de monitoramento de nossa empresa”, lembra Marinelli, co-CEO da Tractian.

Conhecida como o Shazam da indústria – em referência ao aplicativo que consegue detectar a música que está tocando com apenas algumas notas – a Tractian atua em todos os estados do Brasil. A companhia espera chegar ao final de 2021 com 100 colaboradores e mais de 3 mil sensores de manutenção ativos.

“O diferencial oferecido é que nosso sensor não demanda infraestrutura específica para operar e nossa plataforma é extremamente intuitiva e de fácil usabilidade. Assim, podemos oferecer a custos baixos um tipo de serviço que até então só era acessível a indústrias de grande porte”, analisa Lameirinhas, que também é co-CEO da empresa.

A Tractian trabalha com um sistema de monitoramento de equipamentos desenvolvido e projetado pela empresa, tanto no hardware quanto no software. Ao cliente, cabe apenas pagar uma mensalidade pela quantidade de pontos monitorados dentro do seu negócio.

O hardware consiste em um sensor capaz de captar informações de vibração, temperatura, horímetro e consumo de energia. Todos os dados coletados por este equipamento são enviados para uma plataforma e então enviados para um sistema de gerenciamento de manutenção computadorizado (CMMS), também de desenvolvimento próprio, que monitora em tempo real os ativos.

“A intenção ao criar o produto era de facilitar o dia a dia do gestor de manutenção. Nosso sensor não demanda infraestrutura específica para operar, fica fixado ao equipamento e a plataforma é extremamente intuitiva e simples de usar. Criamos um sistema preditivo capaz de evitar a ocorrência de inúmeras falhas, avisando automaticamente quando uma quebra inesperada está prestes a acontecer”, diz Lameirinhas.

Atuando desta forma, as empresas que contratam o sistema de monitoramento da Tractian conseguem reduzir significativamente seus custos de manutenção, prolongando a vida útil dos equipamentos, além de ter mais confiabilidade nas máquinas. A tomada de decisão é baseada nos dados coletados pelos sensores. “O poder de predição garante melhor gestão de todos os equipamentos e aumenta a capacidade de produção”, analisa Marinelli.

Desenvolvimento nacional

A Tractian é uma empresa que se diferencia das demais do mercado. De acordo com Igor Marinelli, um dos principais pontos positivos é que eles desenvolvem um produto pensado na realidade das indústrias do Brasil. “Criamos um sensor que atende a realidade nacional, tanto em termos de conectividade como em instalação. O cliente que contrata a Tractian recebe o hardware em sua empresa e, em poucos minutos, ele já está funcionando e operando. Isso ajuda e muito a reduzir barreiras, como a de tempo de desenvolvimento, por exemplo”, afirma o executivo.

Outro destaque é que, por desenvolver o próprio hardware e software, os processos acabam sendo mais ágeis, visto que nas demais startups este tipo de operações acabam acontecendo de formas distintas.

Para que isso aconteça, a empresa tem buscado reforçar seu time, contratando massivamente profissionais da área de dados, trazendo, por exemplo, especialistas de Machine Learning para integrar o time.

De acordo com levantamento da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), feito em 2019, os custos com manutenção no Brasil giram em torno de R$ 60 bilhões, englobando dados de micro, pequenas, médias e grandes empresas. “Hoje, são 90 empresas que possuem nosso sistema de monitoramento. Já conseguimos, por meio das nossas ações, reduzir em 60% as ocorrências de última hora na manutenção, aumentar em 30% a confiabilidade dos equipamentos monitorados e em 90% de assertividade na identificação de falhas potenciais de nossos clientes”, finaliza Lameirinhas.

Serviço
www.tractian.com

Hardware

indústria 4.0

manutenção preditiva

Sensor

Software

Tractian

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento