book_icon

Google Cloud VMware Engine chega a região de São Paulo

Com a solução local na região de São Paulo, clientes que já utilizam VMware podem migrar para a Nuvem do Google com maior facilidade sem a necessidade de transformação. Entre os benefícios para as empresas estão o ganho de escalabilidade e pagamento pelos serviços na moeda local

Com o objetivo de ampliar cada vez mais a compatibilidade de seus serviços, o Google Cloud VMware Engine chega para a região de São Paulo. A novidade irá disponibilizar o produto de forma local para facilitar as migrações para a Nuvem do Google, otimizando as operações dos clientes. A partir dele, companhias que utilizam as máquinas virtuais por meio do VMware Engine passam a ter benefícios relevantes para seus negócios, como migração para Nuvem sem necessidade de mudanças estruturais ou de software, além de poder pagar pelos serviços na moeda local.

Com a regionalização do VMware Engine, o tempo de latência para execuções de tarefas digitais reduz de forma considerável para aqueles que utilizam as máquinas virtuais e operam na Nuvem  

A tecnologia VMware permite a instalação e a utilização de um sistema operacional virtual, tornando os servidores e desktops gerenciáveis de forma escalável e otimizada. Com a regionalização do VMware Engine, o tempo de latência para execuções de tarefas digitais reduz de forma considerável para aqueles que utilizam as máquinas virtuais e operam na Nuvem. Após o início da utilização, é gerado um ganho de produtividade e escalabilidade para momentos de picos de processamento de dados, como a Black Friday, durante um grande lançamento, ou até mesmo em um processamento mensal de curto tempo de execução, por exemplo.

Empresas que buscam a renovação/expansão de seus Data Centers, ou que querem aderir a ambientes de disaster recovery, também podem contar com as soluções do VMware Engine. O produto pode ser contratado de forma personalizada, de acordo com a demanda de cada cliente, o que traz a possibilidade de alocar gastos com equipamentos (Capex) ou operacionais (Opex), por dispensar a aquisição de servidores ou dispositivos de hardware. Em média, uma mudança para a utilização de ambientes virtuais VMware baseados no modo on-premise, ou hardware físico, pode levar cerca de dois meses ou mais, levando em conta os equipamentos e alterações físicas necessárias para que isso funcione. Com a Nuvem, esse tempo se transforma em minutos.

Um exemplo de uso do VMware Engine é com a empresa de serviços financeiros Deutsche Börse Group, que o adotou em busca de agilidade e aumento de eficiência, com ajuda das ferramentas de inteligência artificial (IA). A companhia se habilitou para ter uma nova Nuvem privada de forma eficiente e com tecnologia de ponta, sem perder as configurações VMware prévias, além de se prepararem para um futuro ainda mais digital, por agora estarem mais próximos de outros serviços nativos da Nuvem.

Serviço
cloud.google.com/vmware-engine

 

Disaster recovery

Google Cloud VMware Engine

região de São Paulo

Comentários

Os comentários estão fechados nesse post.
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.