book_icon

Quando Big Data vira um big problema

Estudo realizado pela Pepperdata mostrou que 35% das empresas estouraram o orçamento com a Nuvem em até 40%
Quando Big Data vira um big problema

Mais de um terço das empresas com uso intensivo de dados na Nuvem estouram seus orçamentos em até 40% e uma, em cada 12, excede esse número. Os dados constam de uma pesquisa divulgada pela Pepperdata, fornecedora de soluções em Analytics Stack Performance. O estudo ouviu 750 profissionais de TI corporativos sêniores em setores que vão de finanças a saúde, automotivo, publicidade e outros negócios intensivos em dados.

A pesquisa foi realizada para entender melhor como as organizações executam seus aplicativos de Big Data e cargas de trabalho na Nuvem. As empresas pesquisadas variaram em tamanho, de 500 a mais de 5 mil funcionários, e gastaram de US$ 500 mil a mais de US$ 10 milhões em análises de Big Data.

Segundo o estudo, embora a Nuvem ofereça os benefícios de um modelo de pagamento conforme o uso e a capacidade de ser elástica sob demanda, as empresas quase sempre amargam um aumento nos custos. Isso ocorre porque a TI geralmente não tem visibilidade suficiente sobre o desempenho da Nuvem e não tem as ferramentas para otimizar os aplicativos.

Sobre 2020, 44% afirmaram que os gastos ficaram dentro do orçamento previsto, 35% excederam em 20% a 40% e 8% estouram o previsto em mais de 40%

Para 64% dos entrevistados, “gerenciamento e contenção de custos” é a maior preocupação com a execução de tecnologias e aplicativos de Big Data em Nuvem. A maioria dos entrevistados disse que o desejo de “otimizar melhor os recursos atuais da Nuvem” era sua iniciativa de nuvem de big data de maior prioridade.

Em 2020, para um em cada três entrevistados, os gastos estavam projetados para ultrapassar o orçamento entre 20% e 40%. Um em cada 12 entrevistados disse que se esperava que seus gastos com Nuvem ultrapassassem o orçamento em mais de 40%.

“Esta pesquisa nos mostra a importância da visibilidade das cargas de trabalho de Big Data. Ela também destaca a necessidade de otimização automatizada como meio de controlar os custos descontrolados”, disse Ash Munshi, CEO da Pepperdata. “Significativamente, mais da metade das empresas pesquisadas indicam falta de controle sobre os gastos com Nuvem, tornando a otimização e a visibilidade as chaves para manter os custos sob controle”, comentou.

Outras descobertas

Em relação ao tipo de Nuvem, 47% dos entrevistados estão usando Nuvem privada, 21% estão na Nuvem pública e 28% usam uma combinação de ambos. Entre as maiores preocupações ao executar aplicativos de Big Data na Nuvem, 39% citaram gerenciamento de custos e contenção, 33% disseram maior complexidade, 14% disseram CapEx para OpEx e 13% pontuaram falta de controle.

Quando questionados sobre como os orçamentos foram afetados pela mudança para a Nuvem, 40% afirmam que os orçamentos permaneceram os mesmos e residiam na TI, 31% informaram que o orçamento passou a ser compartilhado com a administração de TI e 30% de que os orçamentos foram movidos para uma ou várias unidades de negócios.

Questionados sobre como sua empresa mede o desempenho do aplicativo/carga de trabalho com base em sua instância de Nuvem, 30% disseram que estavam usando uma solução de monitoramento de desempenho do aplicativo, 28% que usam ferramentas do provedor, quase 20% disseram ser uma solução caseira, 17% usam uma solução para insights, alertas e automação, e 5% não monitoram nada.

Sobre 2020, 44% afirmaram que os gastos ficaram dentro do orçamento previsto, 35% excederam em 20% a 40% e 8% estouram o previsto em mais de 40%.

Solicitados a estimar quanto vão gastar este ano em análises de Big Data na Nuvem, 34% disseram entre US$ 500 mil e US$ 1 milhão, 26% entre US$ 1 milhão e US$ 2 milhões, 15% entre US$ 2 milhões e US$ 10 milhões e 7% mais de US$ 10 milhões.

Serviço
www.pepperdata.com

Big Data

Nuvem

Orçamento

Pepperdata

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.