book_icon

Empresa vai formar jovens sem experiência como desenvolvedores

Em sua primeira edição, foram selecionadas três pessoas e para a segunda, a fintech quer aumentar o número de vagas para, pelo menos, dez
Empresa vai formar jovens sem experiência como desenvolvedores

A fintech Paketá Crédito criou um programa para formar jovens profissionais na área de desenvolvimento de aplicações. A iniciativa é voltada para quem tem pouca ou nenhuma experiência. Durante seis meses do programa, os jovens serão remunerados e, ao seu final, os participantes serão efetivados pela empresa.
Um diferencial do Paketá Academy, nome do programa, é dar oportunidade de qualificação, preferencialmente, para jovens que residem fora dos grandes centros urbanos. Em sua primeira edição, foram selecionadas três pessoas e para a segunda, a fintech quer aumentar o número de vagas para, pelo menos, dez.
Os primeiros participantes são das cidades de Uberaba (MG) e Araras (SP). A intenção é dar oportunidades para jovens talentos e permitir que eles desenvolvam uma carreira técnica de sucesso, sem necessariamente precisar se mudar para um grande centro como São Paulo.

Com carga horária de 40 horas semanais, além da parte teórica, os participantes trabalharão, na prática, em um projeto real da Paketá. Além de botarem a mão na massa, eles serão assistidos pelos profissionais da empresa  

“Nossa intenção é formar pelo menos 200 pessoas nos próximos cinco anos. Vamos fomentar a formação de jovens para o mercado de trabalho, contribuindo também para o sucesso profissional dos participantes”, comenta Bruno Carneiro, arquiteto de software e líder do Paketá Academy.
Com carga horária de 40 horas semanais, além da parte teórica, os participantes trabalharão, na prática, em um projeto real da Paketá. Além de botarem a mão na massa, eles serão assistidos pelos profissionais da empresa.
Rafael Cunha Neri é um dos participantes da primeira edição do programa. Ele mora em Uberaba e conta que está animado com a chance de aprender. “Entrar no mercado de trabalho com pouca experiência acaba sendo uma barreira para nós, jovens. Esta é uma ótima oportunidade para eu me preparar e conseguir seguir carreira naquilo que gosto”, diz.
Profissionais em alta
Segundo Bruno Nunes, CTO da fintech, as oportunidades de trabalho para desenvolvedores, que já eram muitas, se intensificaram ainda mais nos últimos meses, com a necessidade de as empresas digitalizarem seus negócios. Este fato, aliado à dificuldade de os jovens conseguirem emprego na atual conjuntura econômica, despertou a ideia da criação de uma iniciativa para formar jovens profissionais.
Um recente levantamento da Brasscom (Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação) aponta que o segmento de TI possui 1,56 milhão de vagas em aberto e o déficit de profissionais qualificados, até 2024, pode chegar a cerca de 24 mil funcionários por ano.
Já um estudo da Catho mostra que, mesmo com a pandemia, entre março e agosto deste ano houve um aumento da demanda por profissionais de tecnologia no mercado de trabalho. Só para programadores Web, esse crescimento foi de 107%, comparando com o mesmo período de 2019.
“Como atuamos com tecnologia, sabemos da dificuldade das empresas em encontrar profissionais capacitados. Existem milhares de vagas abertas nesta área e há muitos jovens que estão desempregados. Vamos fazer a nossa parte e capacitá-los para entrarem no mercado de trabalho em uma área que está muito aquecida”, enfatiza Nunes.
Fabian Valverde, empreendedor em sua terceira empresa e CEO da Paketá, comemora o início do Paketá Academy como uma forma de retribuir para a sociedade os conhecimentos e experiência que sua formação em Computação lhe proporcionou. “Essa primeira turma é um experimento. Queremos escalar e ampliar as oportunidades para jovens talentos”, conclui.
Os participantes serão treinados em várias das principais tecnologias do mercado, metodologias e como trabalhar em equipe e ao final do programa, os jovens talentos estarão aptos a trabalharem com aplicações Web, utilizando as principais linguagens e ferramentas de programação, como JavaScript, NodeJS, React, MongoDB, entre outras.

Bruno Nunes

desenvolvedores

Fabian Valverde

fintech Paketá Crédito

jovens sem experiência

Paketá Academy

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento