book_icon

Startup brasileira disponibiliza plataforma gratuita para estudos de células do pulmão

Além disso, a plataforma permite ao pesquisador personalizar o tipo e origem das células que serão estudadas
Startup brasileira disponibiliza plataforma gratuita para estudos de células do pulmão

Com a pandemia do coronavírus, há uma necessidade urgente da comunidade científica ampliar o seu conhecimento sobre o vírus e potenciais alvos terapêuticos, apesar dos diversos estudos sobre a eficácia de drogas já existentes. Diante deste cenário, a TissueLabs, startup da Incubadora USP/IPEN-Cietec, que atua na fabricação de órgãos e tecidos em laboratório, direcionou toda sua equipe científica para o desenvolvimento do MatriWell, plataforma que permite estudar o Covid-19 no epitélio pulmonar, tecido afetado pelo vírus. A solução será distribuída gratuitamente aos pesquisadores que estão desenvolvendo estudos sobre a doença.
Como funciona
O MatriWell, tecnologia tridimensional desenvolvida pela startup, possui matriz extracelular, tecido de suporte às células presentes no pulmão, permitindo que estas células fiquem expostas a um microambiente mimético, àquele encontrado no órgão dos pacientes.

Com a pandemia do coronavírus, há uma necessidade urgente da comunidade científica ampliar o seu conhecimento sobre o vírus e potenciais alvos terapêuticos, apesar dos diversos estudos sobre a eficácia de drogas já existentes 

Isso significa, por exemplo, que será possível utilizar células de pacientes com outras comorbidades como, asma e DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica), para criar tecidos tridimensionais personalizados, possibilitando compreender como o vírus atua nestes casos específicos e como as medicações utilizadas por esses pacientes interferem na evolução da Covid-19.
De acordo com Gabriel Liguori, CEO da TissueLabs, as atuais plataformas disponíveis para pesquisas in vitro do coronavírus no epitélio pulmonar não conseguem replicar o tecido encontrado no pulmão humano. “De maneira geral, as culturas bidimensionais, tradicionalmente utilizadas na pesquisa biomédica, submetem as células a um microambiente muito diverso daquele encontrado no organismo. Isso leva centenas de novos compostos a serem submetidos a testes pré-clínicos e clínicos com baixíssima taxa de sucesso, desperdiçando recursos que poderiam estar sendo aplicados para o desenvolvimento de compostos com maior chance de êxito”, afirma o pesquisador.
Para solicitar a plataforma, o pesquisador deve acessar o site https://www.tissuelabs.com/covid-19 e preencher o formulário de requerimento.

COVID-19

DPOC (doença pulmonar obstrutiva crônica)

estudos de células do pulmão

Gabriel Liguori

Incubadora USP/IPEN-Cietec

MatriWell

plataforma gratuita

TissueLabs

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento