book_icon

Braço tecnológico do HC cria núcleo de IA para controle da Covid-19

O sistema será utilizado para empresas e startups desenvolverem e testarem tecnologias baseadas em Inteligência Artificial
Braço tecnológico do HC cria núcleo de IA para controle da Covid-19

A Inteligência Artificial tem sido uma aliada importante na luta para o combate ao novo coronavírus. Nesta semana, o InovaHc, instituto dedicado à inovação do Hospital das Clínicas, lança a plataforma radvid19.hc.fm.usp.br que funcionará como central de banco de imagens de raios-x e tomografia computadorizada de pacientes suspeitos e confirmados com a Covid-19. O sistema será utilizado para empresas e startups desenvolverem e testarem tecnologias baseadas em Inteligência Artificial.
A plataforma RadVid19 é uma ação dos radiologistas brasileiros apoiados pelo Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR) para coletar os exames de imagem e disponibilizá-los em nuvem para aplicação do algoritmo — cuja finalidade é auxiliar o radiologista neste diagnóstico e garantir a assistência rápida e avançada para os casos da Covid-19 por meio de ferramenta de colaboração clínica centrada no paciente, em que os médicos podem acessar e trocar informações sobre imagens e relatórios de qualquer parte do País.

Estamos contribuindo para com a formação de competências locais e com o desenvolvimento de startups brasileiras. De forma rápida, conseguimos um resultado que vai ser muito eficiente no tratamento dessa pandemia no Brasil e no mundo  

Para o presidente do InovaHC e presidente do Conselho Diretor do Instituto de Radiologia e da Comissão de Inovação do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP), Giovanni Cerri, o objetivo é “desenvolver soluções eficazes e de rápida implementação para controle do novo coronavírus. A colaboração para a criação de um banco de dados robusto e a abertura de um espaço para testar as inovações vai nos permitir desenvolver ação rápidas para reduzir significativamente a taxa de crescimento do número de casos”.
Cerri conta que o projeto coloca o Brasil num estágio de maturidade em termos de uso de IA na área da saúde. “Estamos contribuindo para com a formação de competências locais e com o desenvolvimento de startups brasileiras. De forma rápida, conseguimos um resultado que vai ser muito eficiente no tratamento dessa pandemia no Brasil e no mundo”.
Estão à frente da iniciativa o InovaHC e o Instituto de Radiologia (InRad), ambos do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Colégio Brasileiro de Radiologia, Amazon Web Services, GE Healthcare – Divisão de Enterprise Digital Solutions (EDS), Petrobras, Huaweii, Todos pela Saúde – Itaú, Deloitte, Hospital Sírio-Libanês, Grupo Fleury, Americas Serviços Médicos, Hospital do Coração (HCor), Hospital Alemão Oswaldo Cruz, Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) e secretarias estaduais de Desenvolvimento Econômico e da Saúde.

Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem (CBR)

Giovanni Cerri

Hospital das Clínicas

IA para controle da covid-19

InovaHc

Instituto de Radiologia (InRad)

radvid19.hc.fm.usp.br

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.