Tecnologia

Com o Rota 2030, SiDi aposta em projetos para o setor automotivo

O SiDi já está habilitado no Programa Rota 2030 e está aberto a parcerias com empresas dispostas a investir em projetos de inovação, utilizando tecnologias disruptivas embarcadas em veículos e que farão parte da nova realidade de mobilidade no país

A Lei 13.755, aprovada em dezembro e que ficou conhecida como Rota 2030, abre novas oportunidades de inovação em áreas importantes do ecossistema do setor automotivo – que inclui os segmentos de autopeças, logística, automação, sistemas estratégicos de produção, entre outros. E as instituições de pesquisa tecnológica – ICTs-  terão um papel relevante dentro desse programa, ao colocar suas competências, conhecimento e experiência à disposição das empresas interessadas em conduzir projetos de inovação utilizando os incentivos da lei que instituiu o Rota 2030.

É o caso do SiDi, instituto de tecnologia de Campinas que está completando 15 anos em 2019. “O setor automotivo é uma das novas frentes de atuação que estamos abrindo, como parte da estratégia de reposicionamento do SiDi no mercado, iniciada no ano passado”, afirma Renata Martins dos Anjos, diretora de Desenvolvimento Corporativo do instituto. “Assim, esse setor passou a ser foco de iniciativas, estudos e projetos de desenvolvimento de soluções específicas”, acrescenta.

E as instituições de pesquisa tecnológica – ICTs-  terão um papel relevante dentro desse programa, ao colocar suas competências, conhecimento e experiência à disposição das empresas interessadas em conduzir projetos de inovação utilizando os incentivos da lei que instituiu o Rota 2030 

Entre as ações conduzidas, Renata destaca a adequação do SiDi às condições estabelecidas para a participação em projetos de P&D no âmbito do novo programa do governo. “O SiDi já está habilitado no Programa Rota 2030 e está aberto a parcerias com empresas dispostas a investir em projetos de inovação, utilizando tecnologias disruptivas embarcadas em veículos e que farão parte da nova realidade de mobilidade no país”, enfatiza a diretora.

Algumas dessas tecnologias foram abordadas em duas palestras que os especialistas do SiDi fizeram em um evento promovido pela SAE Brasil – Sociedade de Engenheiros da Mobilidade, que aconteceu na terça-feira – 16/04, em São Bernardo do Campo, no SENAI Mário Amato. Os temas das palestras foram Segurança Cibernética e Entendimento de Linguagem Natural – NLU. “A participação nesse evento é uma das iniciativas do SiDi no sentido de buscar maior aproximação junto a entidades e outros atores do setor automotivo”, conclui Renata.

Criado em 2004, o SiDi vem confirmando, ao longo dos anos, sua posição de protagonista na área de soluções móveis no Brasil. Localizado na cidade de Campinas – SP, reconhecida como importante polo tecnológico no país, o SiDi e seus mais de 250 colaboradores têm um compromisso definido: ajudar os clientes a colocar no mercado soluções globais que adicionem valor e recursos inovadores a seus produtos.

 

 

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.

Assine a nossa Newsletter

e receba informações relevantes do mercado TIC

Seu e-mail foi cadastrado com sucesso!
Captcha obrigatório