book_icon

Mainframe atenderá às demandas orientadas por dados

Bill Miller, presidente de ZSolutions, da BMC Software, fala como a tecnologia se moderniza por dentro e por fora
Mainframe atenderá às demandas orientadas por dados

O Mainframe se moderniza – por dentro e por fora. Em 2019, as empresas modernizarão sua tecnologia de Mainframe e sua força de trabalho para atender às demandas da nossa era, orientada por dados. Isso significa que as empresas irão priorizar a modernização de aplicações e adotarão AI Ops e machine learning para capacitar sua força de trabalho em constante mudança.

“Machine-learning, analytics e automação inteligente abrirão o caminho para que mais organizações criem ambientes de Mainframe autogerenciáveis que possam prever e resolver problemas sem intervenção manual”, pontua Bill Miller, presidente de ZSolutions, da BMC Software.

Por fim, a modernização do Mainframe também acontecerá na força de trabalho – conforme uma geração de especialistas em Mainframe se aposentar, veremos a continuação da tendência em que mais millennials são contratados para executar tecnologias avançadas de Mainframe.

Mainframe, conheça o DevOps: quando dois mundos se conectam.
Não existe um ambiente de TI isolado, especialmente em uma grande empresa. Grande parte das conversas em torno do DevOps se concentrou em aplicativos baseados em nuvem, mas a realidade é que os aplicativos modernos de hoje geralmente são construídos em uma arquitetura de várias camadas, que abrange desde dispositivos móveis até a nuvem, passando por middleware, transações de back-end e servidores.

Nesse ambiente, o Mainframe é o processador de back-end mais poderoso, seguro e confiável, e deve permitir que as equipes de aplicativos trabalhem em um processo de desenvolvimento de várias camadas. “Isso requer ferramentas para análise de impacto, revisão e gerenciamento de código, bem como para fazer alterações no banco de dados subjacentes com rapidez e segurança”, avalia Miller.

Em 2019, as empresas trabalharão para aproveitar ao máximo a agilidade e a velocidade que o DevOps pode oferecer e, com a abordagem correta, os Mainframes podem se tornar parte integrante do processo de DevOps. As companhias de grande porte não serão capazes de aproveitar esse modelo em sua totalidade se não conectarem suas plataformas mais vitais.

Mainframes vão conquistar o C-Suite.
A digitalização e a mobilidade estão colocando uma pressão incrível na TI e nos Mainframes para gerenciar um maior volume, variedade e velocidade de transações e dados.

Felizmente, a longevidade do Mainframe decorre de sua capacidade de se reinventar constantemente para facilitar a dinâmica dos negócios modernos, manter a disponibilidade praticamente constante e processar eficientemente bilhões de transações críticas – provando ser uma plataforma de longo prazo viável.

“Por continuar sendo a espinha dorsal dos ambientes digitais, 2019 será o ano em que os experientes executivos de ITOm (IT Operations Management) realmente farão uso do poder e do valor que seus Mainframes trazem para os negócios”, conclui o executivo.

Analytics

Automação inteligente

Bill Miller

BMC Software

C-Suite

DevOps

IT Operations Management

ITOM

Machine Learning

Mainframe

ZSolutions

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento