book_icon

Softtek aponta caminhos para transformação ágil nas empresas

Para especialista da multinacional mexicana, soluções flexíveis, rapidamente implementadas e focadas no desenvolvimento ou outsourcing de aplicações são determinantes

Softtek aponta caminhos para transformação ágil nas empresas

Com o surgimento constante de novas tecnologias e soluções focadas na digitalização dos negócios, a Transformação Digital sobre a qual tanto se falou durante a pandemia da Covid-19 se tornou, de fato, um processo irreversível. Até porque os benefícios são em números. Pesquisa realizada pela McKinsey aponta que empresas líderes em maturidade digital no Brasil alcançam uma taxa de crescimento do EBITDA até três vezes maior que as demais. Além disso, ainda segundo a consultoria 38% do valor da transformação são gerados por iniciativas de crescimento, alcançando 49% em empresas da América Latina.

Na prática o processo de transformação ágil significa a implementação de ações e estratégias que promovem agilidade nos processos da empresa

“A transformação digital está cada vez mais presente nas corporações de todos os setores, forçando-as a investirem em inteligência operacional e se manterem totalmente ligadas às novas tecnologias. E nesse contexto, apesar dos diferentes estágios de maturidade digital das empresas, de maneira geral o próximo nível dentro desta cadeia de desenvolvimento já está sendo a implementação de Métodos Ágeis”, explica Robson Souza, gerente de Relacionamento de Negócios (CPG) da Softtek Brasil, multinacional mexicana do setor de TI na América Latina.

Ainda de acordo com Souza, na prática o processo de transformação ágil significa a implementação de ações e estratégias que promovem agilidade nos processos da empresa, ajudando a alta gestão a ter um maior controle e tomada de decisões perante aquilo que está sendo planejado, executado e desenvolvido para sua área de negócios.

Porém, para garantir maior competitividade, demanda e agilidade na implementação de metodologias ágeis, antes é preciso avaliar seis fatores, que impactam diretamente o processo de transformação. São eles:

Cultura organizacional: para mudanças de mindset e adoção de metodologias ágeis;

Modelo de negócio digital: para mapear a real necessidade da área usuária e de negócios, sempre em parceria com a área de TI;

Experiência do usuário: tendo em vista a percepção do público-alvo quanto à satisfação, rapidez e efetividade;

Inteligência de dados: para identificar padrões de comportamento do mercado, avaliando resultados e possibilidades;

Tecnologias digitais: para atualizações técnicas em todos os canais digitais em um curto período; e

Governança: para gerenciar e medir a performance em consonância com os valores institucionais, trazendo cada vez mais resultados à organização.

“Para empresas mais resistentes a mudanças, que ainda não têm uma visão clara sobre a importância dessa jornada ou sobre como começá-la, contar com o suporte de fornecedores como desenvolvedores de soluções e consultorias, por exemplo, pode dar um salto estratégico aos negócios. Já para as empresas que estão passando por esta transformação, a recomendação é seguir investindo em inteligência operacional como um valor de negócio. Afinal, alguns dos principais promotores dos métodos ágeis para aceleração e satisfação aos usuários são otimização de tempo e retorno financeiro por eficiência e assertividade”, finaliza Souza.

Serviço
www.softtek.com

governança

métodos ágeis

Modelo de Negócio

Softtek

Transformação Digital

Últimas Notícias
Você também pode gostar

O seu endereço de e-mail não será publicado.


As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.