book_icon

Suse manager for retail 3.2 reduz custos e otimiza operações de varejo

A solução é completamente integrada para o melhor gerenciamento de infraestrutura open source para o setor varejista
Suse manager for retail 3.2 reduz custos e otimiza operações de varejo

Suse anuncia a nova oferta do Suse manager for retail 3.2. As soluções da empresa vêm evoluindo constantemente para o setor de varejo, com a transição do paradigma de gerenciamento de imagem do ponto de serviço do SLES (SUSE Linux Enterprise Server) para o gerenciamento de endpoint abrangente, por meio do Suse manager for retail.

Tradicionalmente, a solução oferecida pela Suse aos ambientes de ponto de serviço (POS) era o Suse Linux Enterprise Point of Service (SLEPOS). Essa solução possuía três níveis, com três componentes separados: o SLEPOS Admin Server, instalado em um local central; o SLEPOS Branch Server; e o SLEPOS Clients.

O SLEPOS Admin Server era um ponto central para o gerenciamento básico da infraestrutura de pontos de serviços. Um ambiente ideal incluía um Branch Server no back office de cada armazenamento e fornecia a infraestrutura de gerenciamento de sistema e inicialização de rede para os terminais de ponto de serviço. Já o SLEPOS Clients consistia nas imagens customizadas do sistema operacional para os próprios terminais de ponto de serviço.

Muitos dos grandes varejistas ainda utilizam os três níveis do SLEPOS. No entanto, vêm expressando fortemente a necessidade de uma solução unificada para o gerenciamento de seu data center e infraestrutura de armazenamento, otimizando seus custos operacionais. Isso foi um dos principais motivos para o aprimoramento da oferta direcionada a esse mercado e a introdução do Suse manager.

A Suse oferece agora um produto que fornece aos varejistas a capacidade de gerenciar sua infraestrutura de data center tradicional e, ao mesmo tempo, sua infraestrutura de armazenamento de TI (incluindo os servidores e terminais de ponto de serviço).

“Utilizamos o conjunto de recursos incluídos no SLEPOS Admin e no Branch Server, e adicionamos essas funcionalidades ao Suse manager, que tem sido aprimorado com um conjunto de recursos relevantes e adaptados aos varejistas. No futuro, continuaremos a adicionar outros recursos e a otimizar o produto para aplicação em ambientes de varejo”, relata Aslan Carlos, Sales Engineer da Suse.

O Suse manager for retail é simplificado e tem somente dois componentes principais, conforme a imagem abaixo demonstra:
• Uma central do Suse manager server;
• O Suse manager for retail branch Server, que pode ser instalado no back office de cada armazenamento.

Suse manager for retail 3.2
Diferentemente da versão anterior 3.1, o Suse manager for retail 3.2 substituiu completamente o SLEPOS Admin e o Branch Server. A solução é completamente integrada e entrega o melhor gerenciamento de infraestrutura open source para o setor varejista.

“Ele é projetado para ajudar os varejistas a reduzir custos, otimizar operações e garantir a conformidade em seu ambiente. Fornece uma plataforma confiável, flexível e aberta para gerenciar terminais de ponto de serviço e pontos de venda, quiosques, sistemas autoatendimento e sistemas de venda reversa”, diz Carlos.

As maiores otimizações de varejo desenvolvidas sobre as principais funcionalidades do Suse manager para entregar o Suse manager for retail 3.2 foram:
• Criação de imagem simples e flexível para ajudar os varejistas a desenvolver imagens customizadas mais rapidamente para os seus terminais POS, economizando tempo e dinheiro;
• Fórmulas para configurar, de forma rápida e eficiente, servidores de armazenamentos de varejo. Estamos aproveitando a estrutura baseada em framework do Suse manager para configurar os principais serviços, como DHCP, DNS, PXE, TFTP e FTP, no servidor de armazenamento, que pode ser configurado de várias formas.

O Suse manager for retail 3.2 é benéfico em um ambiente varejista pelos seguintes motivos:
• Reduz custos de banda larga, minimiza necessidades de recursos e facilita a implantação do Suse manager for retail branch Server, que permite ao produto dimensionar facilmente os ambientes maiores;
• Melhora a eficiência operacional para uma simples automação de tarefas repetitivas, sem precisar de habilidades avançadas de script via cadeias de ação reutilizáveis;
• Garante que o varejista atenda aos requisitos de conformidade de seus negócios, monitorando e corrigindo dispositivos e cargas de trabalho baseados em containers, com os mais recentes níveis de segurança e correção;
• Gerencia a complexidade com os recursos estendidos pela interface do usuário. Isso permite aos administradores definir ou modelar configurações, e garante implementações mais consistentes das configurações de varejo.

Serviço:
Para mais informações: SUSE Manager for Retail

 

Aslan Carlos

código aberto

Open Source

SUSE

SUSE Manager for Retail 3.2

Últimas Notícias
Você também pode gostar
As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento