Gestão

Em janeiro começam novas etapas do eSocial

O empresário que ainda não está enviando informações dos seus empregados por meio do eSocial precisa ficar atento e evitar multas

Os empreendedores brasileiros passaram a ter interesse sobre tudo o que sai na mídia sobre o eSocial a partir de julho de 2018, quando a novidade de fato passou a impactar as empresas com faturamento abaixo de R$ 78 milhões anuais, ano-base 2016. Agora, no final de 2018, a implantação avançou bastante, mas ainda há alguns segmentos que por decisão do governo passaram para 2019 e 2020. No próximo mês, por exemplo, todas as empresas com faturamento abaixo de R$ 78 milhões deverão iniciar o processo de enquadramento. “O importante é lembrar que para cumprir as obrigações é preciso possuir um certificado digital válido”, informa Maurício Balassiano, diretor de Certificação Digital da Sersa Experian.

“Quando participamos de eventos sobre certificação, ainda somos procurados por muitos empresários, sobretudo pequenos, com muitas dúvidas em torno do eSocial”, diz. Para Balassiano é importante entender que o eSocial veio para facilitar a vida das empresas e que seu cumprimento evita multas. Trata-se de uma questão importante que exigirá de contadores e empresários uma mudança cultural. Todos os procedimentos anteriores, as várias etapas, dão agora lugar à centralização a partir da transmissão de dados para o eSocial. É uma medida que desburocratiza, elimina papéis e torna mais simples as operações, além de dar maior segurança aos documentos, que antes, muitas vezes, eram extraviados.

No próximo mês, todas as empresas com faturamento abaixo de R$ 78 milhões deverão iniciar o processo de enquadramento.  

A partir de janeiro, empresas com faturamento até R$ 78 milhões e que não sejam optantes pelo Simples Nacional, assim como os empregadores optantes pelo Simples Nacional, empregadores pessoa física (exceto doméstico), produtores rurais pessoa física e entidades sem fins lucrativos terão de iniciar o processo de envio de dados conforme o calendário estipulado pelo governo. Órgãos públicos e organizações internacionais ficarão para 2020, segundo o cronograma. “O importante é checar se o certificado digital está válido, se precisa renovação, e cumprir essas obrigações. No final, a constatação é de que com o eSocial tanto empregadores quanto empregados saem ganhando pela confiabilidade que o sistema oferece”, avalia Balassiano.

A Serasa Experian é fornecedora na América Latina de serviços de informações para apoio na tomada de decisões das empresas. No Brasil, é sinônimo de solução para todas as etapas do ciclo de negócios, desde a prospecção até a cobrança, oferecendo às organizações as melhores ferramentas. Com conhecimento do mercado brasileiro, conjuga a força e a tradição do nome Serasa com a liderança mundial da Experian. Criada em 1968, uniu-se à Experian Company em 2007. Responde on-line/real-time a 6 milhões de consultas por dia, auxiliando 500 mil clientes diretos e indiretos a tomar a melhor decisão em qualquer etapa de negócio.
Constantemente orientada para soluções inovadoras, a Serasa Experian vem contribuindo para a transformação do mercado de soluções de informação, com a incorporação contínua dos mais avançados recursos de inteligência e tecnologia.

A Serasa Experian promove a certificação digital como tecnologia efetiva para desmaterializar processos e eliminar uso de papel, com atributos de validade jurídica, agilidade e praticidade, a serviço da sustentabilidade dos negócios e processos.

Para mais informações, visite www.serasaexperian.com.br

Para mais informações, acesse: www.certificadodigital.com.br

Saiba mais: www.experianplc.com ou visite o nosso hub de conteúdo global para as últimas notícias sobre a empresa.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.