Gestão

Serasa Experian investe em novo modelo de negócios baseado em design thinking

Método para desenvolver produtos ou solucionar desafios em no máximo cinco dias deu start na primeira solução da companhia com tecnologia Blockchain

Desde o início deste ano, a Serasa Experian implantou um novo modelo de negócios baseado em sessão de design thinking guiada. Batizado de “Inception”, o método consiste em criar um novo produto ou encontrar soluções para os desafios de clientes em até 5 dias. Para isso, são formadas equipes multidisciplinares, com envolvimento do cliente direto, que ficam imersas para identificar a problemática, levantar hipóteses, criar um protótipo e fazer a entrega final dentro do prazo.

Nosso objetivo é reduzir os riscos e custos da operação em uma parceria que funcionou muito bem entre nossos clientes, a área técnica e a de negócios”, Murilo Couto

“Este novo método garante mais agilidade e inovação, permitindo, por exemplo, identificar rapidamente a satisfação do cliente antes de investir tempo e dinheiro na criação de um produto que, no modelo tradicional, pode levar cerca de um mês para um resultado similar”, diz o diretor de Tecnologia da Informação da Serasa Experian, Fábio Felizatti.

Nasceu de uma Inception o primeiro produto da Serasa Experian com tecnologia Blockchain. A solução, que está em fase piloto com três grandes empresas do segmento de saúde, é pioneira no registro do prontuário eletrônico de pacientes em blockchain e garante segurança e transparência para todos os envolvidos.

“A metodologia adotada pela equipe de tecnologia foi essencial para ganharmos celeridade na concepção e ida a mercado deste produto que utiliza uma rede distribuída para registrar e validar as operações em cada fase do processo, além de identificar de forma segura os envolvidos. Nosso objetivo é reduzir os riscos e custos da operação em uma parceria que funcionou muito bem entre nossos clientes, a área técnica e a de negócios”, afirma o gerente sênior de Identidade Digital da Serasa Experian, Murilo Couto.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.