Tendências

Brasil, Austrália, Índia, Japão e França podem receber aeronave da Uber

Países são candidatos a receber rede aérea de transporte compartilhado que a Uber está desenvolvendo em conjunto com parceiros da indústria aeronáutica

A Uber anunciou os cinco países finalistas para receber testes do serviço Uber Air, ao longo dos próximos cinco anos. Brasil, Austrália, Índia, Japão e França foram confirmados como candidatos para a rede aérea de transporte compartilhado que a Uber está desenvolvendo em conjunto com parceiros da indústria aeronáutica.

O Uber Elevate cria o compartilhamento urbano aéreo no mundo todo

“Estes cinco países poderão ter o modelo de transporte completamente transformado com o uso dos veículos elétricos baseado em decolagem e aterrissagem vertical (VTOL)”, disse Eric Allison, o chefe do programa de aviação da Uber. “Vemos um enorme potencial na utilização de drones, criando um futuro de transporte realmente multimodal”.

O Uber Elevate cria o compartilhamento urbano aéreo no mundo todo. Dentro de aproximadamente cinco anos, usuários da Uber de algumas cidades poderão apertar um botão e embarcar em um voo. Para isso, a Uber reuniu uma rede de parceiros que inclui fabricantes de aeronaves, desenvolvedores imobiliários, desenvolvedores tecnológicos, entre outros.

As cidades de Dallas e Los Angeles, ambas nos EUA, já tinham sido confirmadas como as duas primeiras cidades a receber o programa em maio, no 2o Encontro Anual do Uber Elevate. Lá, a Uber anunciou também que está à procura de uma terceira cidade, em outro país.

Uber Elevate

A Uber lançou o seu programa Elevate em outubro de 2016, com a publicação do primeiro Artigo Técnico sobre Mobilidade Aérea Urbana. Desde então, ela firmou parcerias com fabricantes de aeronaves experientes que estão desenvolvendo veículos de VTOL elétricos, incluindo: Embraer, Bell, Aurora Flight Sciences (agora uma subsidiária da Boeing), Pipistrel Aircraft e Karem. O modelo de design da Uber especifica que este veículo totalmente elétrico tenha uma velocidade de cruzeiro entre 150-200 milhas por hora, uma altitude de cruzeiro de 1.000-2.000 pés e possa fazer viagens de até 60 milhas com uma única carga.

No ano passado, a Uber anunciou sua intenção de lançar demonstrações de voo do Uber Air em Dallas e em Los Angeles em 2020 e viagens comerciais até 2023. Para ajudar a criar Skyports para o Uber Air, a Uber também firmou parcerias imobiliárias com a Hillwood Properties e a Sandstone Properties. Em novembro passado, a Uber lançou o primeiro vídeo da experiência Uber Air.

No Encontro Anual Elevate de 2018, a Uber anunciou um Acordo Espacial exclusivo com a NASA para focar em tecnologias de gerenciamento de tráfego e nos impactos da mobilidade aérea urbana (UAM, sigla em inglês). A empresa também está colaborando com a E-One Moli para produzir baterias de íons de lítio para veículos e assinou uma Declaração Conjunta de Trabalho com o Exército dos EUA para desenvolver a tecnologia de hélice de rotor.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.