Informe aqui

Inovação e sustentabilidade: os desafios das organizações e as oportunidades de aplicação nas indústrias

Evento realizado pela Klüber Lubrication, empresa do Grupo Freudenberg, reuniu especialistas da BASF, Fundação Dom Cabral (FDC), InterCement Brasil e Revista EXAME para discutir o que está em prática nas empresas e possibilidades de inovação para o futuro

Sustentabilidade e inovação são dois dos principais temas que estão nas pautas de CEOs, no planejamento e execução das principais empresas do planeta em qualquer setor. Para discutir os desafios e oportunidades relacionados a esses assuntos no Brasil, boas práticas, casos de sucesso e onde ainda é possível avançar na aplicação de projetos, a Klüber Lubrication, empresa do Grupo Freudenberg que fabrica lubrificantes especiais para vários segmentos da indústria, reuniu especialistas no “1º Fórum de Sustentabilidade e Inovação”, em São Paulo (SP).

Um dos principais objetivos do evento foi compartilhar a visão e o entendimento sobre inovação e sustentabilidade para as organizações e o que está sendo efetivamente colocado em prática no Brasil, dentro de uma cadeia que envolve também clientes, parceiros e fornecedores. Estiveram presentes no evento o CEO da Klüber Lubrication América do Sul e Austrália, Enrique Garcia; o Head de Sustentabilidade da Klüber Lubrication Alemanha, Jonathan Birschel; o Gerente de Sustentabilidade da BASF, Emiliano Graziano; o Gerente Executivo da Fundação Dom Cabral (FDC), Heiko Spitzeck; e o Gerente de Inovação da InterCement Brasil, Vinicius Scaramel. A mediação ficou a cargo de José Eduardo Costa, Editor Executivo da Revista EXAME.

Para Enrique Garcia, “eventos de sustentabilidade e inovação têm muita importância, pois é possível conectar a empresa com o mundo exterior. A Klüber Lubrication já está fazendo muitas coisas relacionadas à inovação, sustentabilidade, desenvolvimento de intraempreendedorismo e empreendedorismo. Mas só iremos avançar se conseguirmos desenvolver um ecossistema no qual permitimos e facilitamos o desenvolvimento dessas atividades. É uma oportunidade para conversar e entender o que está acontecendo em diferentes países e regiões para que possamos fazer cada vez mais negócios juntos”. Esta tem sido uma tônica de todas as empresas do Grupo Freudenberg, não só localmente, mas em todo o mundo.

“A sustentabilidade sempre foi parte integrante dos valores da Freudenberg”, comenta Alexandre Bicalho, Representante Regional da empresa para a América do Sul. “Nossa estratégia vai além de 2020, pois queremos resultados mensuráveis que demonstrem nossa responsabilidade sustentável com a sociedade. Essa abordagem em longo prazo tem duas dimensões principais: a primeira, envolve a organização de processos e a utilização de equipamentos para reduzir e conservar recursos. E, a segunda, são os numerosos produtos e soluções próprias que permitem que as unidades de produção dos clientes sejam mais eficientes, otimizando o uso de recursos em seus produtos”.

Uma das questões mais relevantes para o sucesso de uma organização é o papel que a inovação e sustentabilidade possuem hoje dentro das companhias e o apoio que as iniciativas recebem da alta liderança. “A mentalidade empreendedora, inovadora, deve vir de quem está posicionado estrategicamente, de ser um multiplicador e apoiar as pessoas para que se juntem e aprendam em suas ações, mesmo que seja preciso falhar várias vezes até ser bem-sucedido”, diz Heiko Spitzeck, da FDC. Segundo ele, a sustentabilidade deve estar ligada a uma estratégia de crescimento e longevidade, e não ser apenas um elemento adicional de uma ação pontual.

Mas quais são os desafios que isso traz para as companhias? Para José Eduardo Costa, da Revista EXAME, “um dos principais desafios está no equilíbrio entre o retorno econômico das organizações e o papel social que elas desempenham e que transcende a operação. Ao mesmo tempo em que devem remunerar o acionista, as companhias são muito cobradas para promover esse impacto social positivo. Muitas vezes, existe esse potencial, mas que acaba não sendo realizado. Há ainda muito a ser feito”.

Para Vinicius Scaramel, da InterCement Brasil, “o principal desafio é alinhar as expectativas dos acionistas com a nossa carta de sustentabilidade e, além disso, viabilizar economicamente e escalabilizar para a produção”. A Klüber Lubrication e a InterCement Brasil, uma das maiores cimenteiras do mundo, realizaram em conjunto um projeto de Eficiência Energética em um moinho de bolas que trouxe uma economia média de 6,5% no consumo de energia elétrica, a partir da utilização de lubrificantes de alto desempenho, além da redução de custos e aumento da produtividade.

Jonathan Birschel, da Klüber Lubrication Alemanha, acrescenta que “para fazer a diferença e impactar toda a cadeia, é preciso trabalhar em conjunto com outras empresas, fornecedores e clientes. É possível contribuir para seus objetivos e trabalhar com foco no desenvolvimento de produtos sustentáveis, como lubrificantes à base de água, por exemplo”.

José Eduardo Costa finaliza: “atualmente, no Brasil, existe um grupo de organizações que estão mais bem estruturadas e que é referência nas questões de sustentabilidade e inovação. Com isso, ocorre outro movimento no mesmo sentido, de termos um segundo grupo de empresas olhando e percebendo o benefício que isso traz para todos. Seja para o negócio ou para a sociedade”.

Sobre a Klüber Lubrication

A Klüber Lubrication, empresa de origem alemã, presente em mais de 60 países, fornece soluções em lubrificação para assegurar o perfeito funcionamento e a preservação de elementos mecânicos de equipamentos para atividades industriais, como correntes, engrenagens, barramentos, contatos elétricos, rolamentos, válvulas, sistemas pneumáticos e hidráulicos. A empresa fornece graxas e óleos (sintéticos e minerais) para uma ampla gama de indústrias: automotiva, rolamentos, têxtil, siderúrgica, madeira, papel, bioenergia, energia eólica, alimentícia, fabricantes de equipamentos, mineração e cimento.

Presente no Brasil há mais de 40 anos, onde lidera o mercado em que atua, a empresa conta com uma equipe de 100 funcionários na unidade fabril em Alphaville (Barueri, SP) e em centros de serviços em diversas regiões; na América do Sul, está presente também na Argentina e no Chile. Seu sistema de gerenciamento de qualidade e meio ambiente é certificado pelas normas ISO 14.001, ISO TS 16.949, ISO 9001 e OHSAS 18.001.

Sobre o Grupo Freudenberg

A Freudenberg é um grupo de tecnologia global que fortalece seus clientes e a sociedade de forma duradoura por meio de inovações orientadas para o futuro. Junto com os seus parceiros, clientes e institutos de pesquisa, o Grupo Freudenberg desenvolve tecnologias de ponta e excelentes produtos e serviços para mais de 30 mercados e para milhares de aplicações: selos de vedação, componentes de controle de vibração, não tecidos, filtros, produtos químicos especiais, produtos médicos, serviços de TI e os mais modernos produtos de limpeza. Forte inovação, intensa orientação ao cliente, diversidade e espírito de equipe são os pilares do Grupo. A empresa, com 169 anos, vivencia fortemente seus valores: compromisso com a excelência, confiabilidade, proatividade e ação responsável. Em 2017, o Grupo Freudenberg empregou mais de 48.000 pessoas em quase 60 países em todo o mundo e gerou vendas de aproximadamente € 9,3 bilhões. Para obter mais informações, visite www.freudenberg.com.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.