book_icon

No Brasil, 15% menos mulheres do que homens acessam um smartphone

No Brasil, 15% menos mulheres do que homens acessam um smartphone

É 15% menos provável que uma mulher possua um smartphone do que um homem no Brasil. A diferença está acima da média global e que a dos países em desenvolvimento, onde a probabilidade de mulheres possuírem aparelhos móveis é 10% menor do que a dos homens. Os dados são do relatório The Mobile Gender Gap Report 2018, da GSMA (associação global do ecossistema móvel), apresentado hoje durante o Painel Telebrasil.

O relatório aponta, ainda, que as mulheres brasileiras utilizam a internet móvel 2% menos do que os homens em zonas urbanas. Nas áreas rurais, em compensação, essa diferença sobe para 32%, ultrapassando a média global de 26%.

“As TIC fornecem um apoio inestimável ao desenvolvimento socioeconômico dos países, e o trabalho para o empoderamento das mulheres inevitavelmente nos levará a pensar em uma dimensão digital. A GSMA está empenhada em colaborar para abordar esta questão, trabalhar com seus membros e com outros para conectar todos e tudo a um futuro melhor”, disse Paula Ferrari, diretora regional de Marketing da GSMA para a América Latina, ao abrir o diálogo.

De acordo com a executiva, as seis principais barreiras de acesso à tecnologia digital para as mulheres são acessibilidade a terminais, dados e tarifas; acessibilidade à cobertura de rede e eletricidade; proteção contra roubo e fraudes ao utilizar o telefone celular; usabilidade dos terminais e serviços e conhecimento para utilizá-los; cultura, estereótipos e normas sociais; e conteúdos relevantes.

O relatório também inclui os seguintes levantamentos:

89% das mulheres disseram que o celular permite que elas entrem em contato com amigos e familiares

74% das mulheres disseram que, com o celular, economizam tempo

68% das mulheres disseram que se sentem mais seguras com um celular

58% das mulheres disseram se sentir mais autônomas e independentes

60% das mulheres em 10 dos 11 países disseram que ter um telefone celular economiza dinheiro

A GSMA é Topic Chair de Inclusão Digital no W20, um dos grupos de afinidade do G20, que aborda temas relacionados ao empoderamento econômico das mulheres, núcleo de uma rede transnacional de organizações de mulheres e associações de empresárias. Seu objetivo é realizar um processo de debate e votação para implementar um fórum anual do qual surgirão propostas da sociedade civil para que os líderes do G20 considerem uma agenda sustentável de gênero.

Sobre a GSMA
A GSMA representa os interesses das operadoras móveis de todo o mundo, reunindo cerca de 800 operadoras e mais de 300 empresas do ecossistema móvel mais amplo. Essas empresas incluem fabricantes de telefones e dispositivos, empresas de software, fornecedores de equipamento e empresas de internet, assim como organizações de setores adjacentes da indústria. A GSMA também organiza eventos líderes da indústria como o Mobile World Congress, Mobile World Congress Shanghai, Mobile World Congress Americas e as conferências Mobile 360 Series.

Para mais informações, visite o site corporativo da GSMA em www.gsma.com Siga a GSMA no Twitter: @GSMA

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento