book_icon

Sistema de nota fiscal eletrônica protege o empresário das “roubadas”

FreeNFe desenvolvido pela Empari Global Innovation, é um software gratuito para emissão de nota fiscal eletrônica; versão paga tem recurso que acusa emissão de notas frias

Desde 2010, a Empari Global Innovation, empresa integrante da Software by Maringá, desenvolve softwares que garantem o que o empresário necessita para crescer, quando o assunto é Emissão de Notas Fiscais Eletrônicas, Busca de Licitações e Gestão de Vendas para o Governo.

Por meio de sua startup a Treeunfe Tecnologia, a Empari anuncia o FreeNFe, sistema de emissão de nota fiscal eletrônica, já é reconhecido por empresários e por instituições como o Sebrae, como um dos mais eficientes do mercado, com um recurso inédito, o “Espião de Notas”.

O recurso traz grande benefício, mas a operação é bem simples: no momento que alguém vende para uma empresa, a nota é capturada e a empresa notificada.

As notas fiscais são importadas automaticamente para o sistema que se comunica com a Secretaria da Fazenda. Então, a nota em papel nem precisa passar pela empresa e mais do que um arquivo de notas fiscais, o sistema funciona como um banco de dados. Com acesso fácil aos documentos, a empresa pode conferir as compras, produtos entregues e fazer uma melhor gestão financeira. A empresa não precisa esperar que seu fornecedor envie a nota, já que é enviada diretamente pela Secretaria da Fazenda.

O sistema foi desenvolvido para atender principalmente às pequenas empresas e protege o empresário de fraudes, cada vez mais comuns e sempre prejudiciais a quem trabalha seriamente.

Não é difícil encontrarmos empresários vítimas de golpes. Notas frias são emitidas para uma empresa, sem que a mesma tenha feito a compra do serviço ou produto ou sequer tenha conhecimento da operação. Normalmente as empresas não ficam sabendo dessas notas e, posteriormente, podem ser questionadas pelo Fisco sobre o motivo de não terem escriturado tais notas nem pago os devidos impostos, podendo acarretar em multas.

“Não bastassem tantos desafios para o empreendedor no Brasil, ainda é preciso controlar o que terceiros podem fazer com o nome da sua empresa”, alerta Adriano Santos, CEO da Empari Global Innovation.
A frequente consulta da NFe precisa existir na rotina de todas as empresas, de todos os portes. Isso permite o acompanhamento detalhado das notas que constam contra seu CNPJ, na data em que foram emitidas.

“A vantagem dessa vigilância é reagir rapidamente realizando a manifestação do destinatário, ou seja, avisando à Receita Federal formalmente de que sua empresa desconhece a transação e evitando as penalidades”, completa Santos.
Mais informações sobre o FreeNFe podem ser encontradas em
https://www.freenfe.com.br

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou qualquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.
Revista Digital

Agenda & Eventos

Cadastre seu Evento