Informe aqui

5G: o caminho para o futuro começa a ser desenhado

Por William Toshio*

O futuro está mais próximo do que imaginamos, a apenas alguns poucos anos da nossa realidade. Não é nenhum exagero pensar isso. O prenúncio já tem até data para acontecer: em 2020, quando a tecnologia 5G será consolidada. Não é errado pensar nesse futuro tão perto quando idealizamos que a nova rede de telefonia móvel será responsável por apresentar, entre outros benefícios, altas velocidades de internet, maior qualidade na troca de dados e onde tudo, milhões de dispositivos, estará permanentemente conectado: a chamada Internet das Coisas. Não é exagero dizer que lâmpadas, carros, celulares, cafeteiras, despertadores, sensores inteligentes de sua residência, que detectam dos mais simples problemas ao mais graves, estarão o tempo todo conectados.

Como estamos caminhando para uma nova era de cidades mais inteligentes, o 5G vem para tornar tudo isso possível. Suas especificações determinam que ela deve suportar 1 milhão de dispositivos conectados por km², abrindo as portas para um futuro onde computadores, tablets e smartphones irão dividir a internet com eletrodomésticos, automóveis, casas e cidades, como já ocorre com TVs e relógios. O número de aplicações que a rede 5G terá, levará a indústria para outro nível de automação, pois será possível otimizar a energia. Grandes fabricantes de chipsets, como a Quantum e Mediatek, já estão na corrida pelo desenvolvimento da nova rede. Esse trabalho será fundamental para as empresas fabricantes de celulares, pois dependem necessariamente dele para desenvolver novos modelos de produtos com essa tecnologia. No entanto, investimentos em equipamentos de testes e medições já estão sendo realizados para garantir a estabilidade quando os chipsets estiverem concluídos.

A pergunta que fica é: como será o impacto da tecnologia nas próximas gerações de smartphones? O 5G irá resolver o problema da latência, que nada mais é do que o tempo em que um comando leva para chegar de um ponto ao outro. Com a nova rede, este tempo será reduzido para um valor extremamente baixo, possibilitando uma experiência em tempo real, trazendo inúmeros benefícios e aplicações. Tudo poderá estar conectado e acessível em tempo real, como sua casa e carro, de forma que as interações com eles serão redesenhadas. Além disso, equipamentos IoT e carros autônomos necessitam desta baixa latência para que funcionem com segurança. Assistentes pessoais, como Google Assistant e Amazon Echo, serão utilizados de maneira a se tornarem parte do cotidiano. O armazenamento em nuvem e streaming de áudio e vídeo se tornarão muito mais velozes e, portanto, não se notará mais a diferença entre acessar um arquivo na memória interna ou na nuvem. Isso poderá reduzir a memória dos novos modelos com 5G.

Ademais, com a eficiência energética da tecnologia, haverá a redução do consumo e aumento da autonomia dos aparelhos. Portanto, os smartphones não ficarão mais espessos e nem necessitarão de baterias maiores para portar o 5G. Projetando ainda mais esse futuro, esta próxima geração de smartphones utilizará sensores ainda mais precisos e processadores exclusivos para inteligência artificial e visão computacional, tornando a já atual tecnologia de realidade virtual e realidade aumentada ainda mais real. Para que tudo isso se realize, as operadoras brasileiras enfrentarão grandes desafios na implantação da rede 5G, pois necessitam de desenvolvimento de infraestruturas compatíveis e regulamentações. Um grande caminho se começa a desenhar.

*William Toshio é Gerente de Produtos em Mobilidade.

SOBRE A QUANTUM
Marca nacional de dispositivos móveis, a Quantum foi criada em 2015 pelos idealizadores Marcelo Reis, Thiago Miashiro e Vinícius Grein para atender ao usuário que gosta de alta tecnologia e busca uma compra inteligente. Seu modelo de negócios, com foco principal no meio digital, diminui os elos na cadeia de fornecimento e leva o usuário a outro nível de experiência por um preço justo. Os produtos da marca estão disponíveis pela plataforma de e-commerce, lojas on-line, via marketplaces e nos quiosques próprios por todo