Gestão

Maioria reporta economia com cloud pública, aponta pesquisa

Pesquisa do Google Cloud aponta que quando implementada corretamente, adoção de nuvem pública pode reduzir significativamente TCO para segurança de TI

nuvem em forma de dinheiroEstudo realizado pela Mckinsey, em parceria com o Google Cloud, revelou essa semana que a nuvem pública oferece mais flexibilidade técnica, escala mais rápida e menor custos operacionais para empresas. A pesquisa “Making a secure transition to the public cloud”, produzida a partir de entrevistas com especialistas em segurança de TI de cerca de 100 empresas ao redor do mundo, traz também estratégias para que empresas migrem para a nuvem em segurança, ponto de decisão importante na hora da mudança.

“O mais animador é ver que muitos Diretores de Segurança da Informação (CISOs) não veem mais a segurança como um inibidor para a adoção da nuvem, mas sim uma oportunidade”, Maya Kaczorowski

Segundo o levantamento, a adoção de nuvem pública, quando implementada de maneira correta, pode reduzir de forma significativa o custo total de propriedade (TCO) da segurança de TI. Para isso, é preciso que empresas e fornecedores de cloud trabalhem colaborativamente e com transparência em torno de um modelo compartilhado de segurança.

“O mais animador é ver que muitos Diretores de Segurança da Informação (CISOs) não veem mais a segurança como um inibidor para a adoção da nuvem, mas sim uma oportunidade”, afirma Maya Kaczorowski, Gerente de Produto do Google Cloud.

Segundo o estudo, 80% das empresas que escolhem um provedor de nuvem confiável acabam vendo economia de custos, um dos principais motivos que tem acelerado a aderência de empresas à nuvem pública.

A pesquisa feita pela McKinsey, com apoio do Google Cloud, perguntou ainda aos participantes sobre suas iniciativas para aplicar controles de segurança na nuvem em diversas áreas, para descobrir o que as empresas estão fazendo. Veja abaixo os resultados:

  • Gerenciamento de identidade e acesso (IAM ): 60% das empresas estão usando soluções IAM localmente; em apenas três anos, os entrevistados esperam que esse número seja reduzido pela metade.
  • Criptografia: a maioria dos entrevistados criptografa dados em repouso e em trânsito – mais de 80% disseram que adotarão nos próximos três anos.
  • Segurança perimetral: hoje, 40% das empresas estão redirecionando o tráfego de dados e usando controles de segurança existentes na rede local, mas isso diminuirá, com apenas 13% esperando usar a mesma abordagem em três anos.
  • Segurança do aplicativo: 65% dos entrevistados definem padrões de configuração de segurança para aplicativos baseados em nuvem, mas menos de 20% executam ferramentas ou aplicações neste modelo.
  • Monitoramento operacional: 64% dos entrevistados usam ferramentas SIEM existentes para monitorar aplicativos em nuvem, em vez de criar um novo conjunto para este ambiente.
  • Endpoints do servidor: 51% dos entrevistados têm um alto nível de confiança na abordagem do provedor de serviços da nuvem para a segurança do servidor.
  • Parâmetros de usuário: 70% dos entrevistados acreditam que a adoção da nuvem pública exigirá mudanças nos terminais de trabalho dos usuários.
  • Governança regulatória: ao adotar a nuvem pública as empresas devem navegar alinhadas com os requisitos de governança e conformidade, sendo que localização de dados e regulamentações financeiras estão no topo da lista de preocupações dos entrevistados.

Comentar

Clique aqui para comentar

As opiniões dos artigos/colunistas aqui publicados refletem exclusivamente a posição de seu autor, não caracterizando endosso, recomendação ou favorecimento por parte da Infor Channel ou quaisquer outros envolvidos na publicação. Todos os direitos reservados. É proibida qualquer forma de reutilização, distribuição, reprodução ou publicação parcial ou total deste conteúdo sem prévia autorização da Infor Channel.